Há vagas

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Para pensar:

“As dificuldades são o aço estrutural que entra na construção do caráter.”

Jean Piaget

Para refletir:

“Se você quer ensinar algo a um cão, a primeira coisa que você tem a fazer é saber mais do que o cão.”

Roberto Gomes Bolaños

Há vagas (1)

Olha só que notícia legal, para começarmos bem a semana.

A Subsecretaria de Trabalho e Renda - que por sinal vem fazendo trabalho muito interessante na atual gestão, sob comando do ex-vereador Ceará - teve conhecimento a respeito da chegada de uma empresa de serviços gerais a Nova Friburgo, e atuou no sentido de trazer o processo seletivo para dentro de sua área de atuação.

Há vagas (2)

Assim, quem tiver interesse em trabalhar como assistente de serviços gerais deve comparecer até o fim desta semana à sede da repartição, na antiga Rodoviária Leopoldina, ao lado da Prefeitura.

Mas é bom correr, pois apenas os primeiros 56 candidatos receberão cartas de encaminhamento, e concorrerão às 28 vagas oferecidas.

Supervisor

Além disso, também serão preenchidas seis cartas para o cargo de supervisor, a fim de que sejam preenchidas duas vagas.

Tudo preto no branco, às claras e sem favorecimentos.

Como deveria acontecer sempre.

Faz sentido? (1)

O colunista às vezes tem dificuldades para compreender o que se passa dentro do Palácio Barão de Nova Friburgo.

Senão vejamos: a compra de medicamentos para a rede municipal de saúde pública foi sabidamente um dos pontos que deixou a desejar em 2017.

Faz sentido? (2)

No entanto, o próprio governo, através de uma equipe muito séria da Secretaria de Infraestrutura e Logística, se deu ao trabalho de pesquisar o preço de mais de 400 remédios ao longo das últimas semanas, em preparação para tocar um processo de licitação conforme os melhores padrões determinados por lei.

É o que sempre esperamos, enfim.

Faz sentido? (3)

Mas aí, quando tudo corria da melhor forma, chega a informação de que o início da licitação foi marcado para o próximo dia 20, data na qual grande parte dos fornecedores estará em recesso.

Tendo em mente que o objetivo de todos é estimular o maior número de participantes possível, a decisão surpreende negativamente.

Levando-se em conta todo o trabalho já executado, e toda a demora que tivemos até aqui, não seria melhor realizar o processo no início de janeiro?

Pelo silêncio

A união de esforços em prol da fiscalização de excessos cometidos contra o silêncio em nossas vias já começa a dar resultados.

Graças a uma parceria entre a Secretaria Municipal de Ordem Urbana e o 11ºBPM, através de um acordo promovido pelo Observatório Social de Nova Friburgo, somente na semana passada três motos foram apreendidas em blitzes pela cidade por estarem com os escapamentos em desacordo com a lei de poluição sonora.

Pente fino

Conforme os novos procedimentos, a PM faz a apreensão da motocicleta a partir da percepção de som.

Em seguida o veículo é levado à Secretaria Municipal de Ordem e Mobilidade Urbana, onde o volume do escapamento é medido por um decibelímetro manuseado por um profissional certificado.

Só a partir deste ponto os agentes podem emitir a multa referente a infração.

Em tempo

Igualmente engajado nessa campanha e autor da lei municipal que dá respaldo às novas operações, o vereador Zezinho do Caminhão fez questão de entrar em contato com a coluna para elogiar a atuação do Observatório Social no episódio.

Orçamento

Conforme explicado na coluna do último fim de semana, os debates em torno do orçamento ainda devem dominar as atividades na Câmara Municipal, ao menos na sessão desta terça-feira, 12, em que está a prevista a votação da LOA.

Para entrar no clima, a coluna divide com os leitores alguns dos números com os quais o governo está trabalhando até o momento.

Total

O orçamento de Nova Friburgo para o exercício financeiro de 2018 está estimado no montante de R$ 558.157.069,00.

Deste total, as transferências intergovernamentais correspondem a R$ 315.813.790,02.

A União é responsável por R$ 141.511.398,02, enquanto o Estado do Rio de Janeiro repassa R$ 174.302.392,00 para a Prefeitura de Nova Friburgo.

Saúde

A aplicação em ações e serviços públicos em saúde no exercício de 2018 está bem acima do percentual mínimo constitucional de 15%.

A Prefeitura de Nova Friburgo aplicará 27,89% da receita na área de saúde pública, totalizando o valor de R$ 63.233.828,56.

Educação

Da mesma forma, a aplicação dos recursos na manutenção e no desenvolvimento do ensino para o ano de 2018 está acima do percentual mínimo constitucional de 25%.

O município aplicará 28,74% da receita em educação, totalizando o valor de R$ 65.174.203,53.

Folha salarial

A despesa com pessoal da Prefeitura alcança R$ 182.658.970,83, representando 44,93% da receita corrente líquida (R$ 406.498.446,70).

O valor está abaixo, portanto, do limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Dívida e reserva

A dívida pública é avaliada em R$ 87.702,227.99.

O montante destinado à sua amortização em 2018 é de R$ 5.833.000,00.

Ou seja: 10,03% do orçamento municipal.

A reserva de contingência é de R$ 4.130.350,00. A dotação é constituída exclusivamente com recursos do orçamento fiscal, no valor de até 1% da receita corrente líquida prevista para o exercício de 2018, destinada ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos, além de eventos fiscais imprevistos, em conformidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Feio de ver

A foto que a coluna publica hoje, 12, foi feita na tarde de ontem, 11, pelo geógrafo Pedro de Paulo, sempre atento à conservação do meio ambiente.

Ela mostra um cano de esgoto vazando grande quantidade de material no leito do Rio Santo Antônio, sob o viaduto Geremias de Mattos Fontes.

Corre lá, gente!

Respostas

Pouco após o fechamento da coluna do fim de semana o Massimo recebeu resposta correta enviada pela querida Rosemarie Künzel a respeito do detalhe do Colégio Anchieta.

Registramos com o maior prazer, e voltamos com o desafio na edição de amanhã, 13, com mais um clique assinado pela talentosa Regina Lo Bianco.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.