Fora?

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sábado, 20 de janeiro de 2018

Para pensar:

“Deve-se doar com a alma livre, simples, apenas por amor, espontaneamente!”

Martinho Lutero

Para refletir:

“Nada de grande no mundo é feito sem paixão.”

Georg Wilhelm Friedrich Hegel

Fora?

No fim da tarde de quinta-feira, 18, Suzane Menezes e Michelle Silvares, respectivamente ex-secretária municipal de Saúde e ex-subsecretária executiva, foram pessoalmente à Prefeitura entregar suas cartas de renúncia aos citados cargos.

Ambas são investigadas por dispensa fraudulenta de licitação, peculato e corrupção passiva, e haviam sido afastadas por determinação judicial no dia 20 de dezembro.

Protocolo

O teor de ambas as cartas cumpre os protocolos de relembrar os avanços obtidos durante o período de atuação, mostrar disposição para colaborar com a Justiça e desejar boa sorte a quem fica, sem deixar de fazer a própria defesa e enfatizar que as profissionais não são corruptas.

O tempo dirá (1)

Muitas perguntas, no entanto, ainda precisam - e certamente serão - respondidas.

Por que contratar um serviço pelo prazo de seis meses a R$780 mil quando este mesmo serviço poderia ser prestado pela CME a um custo de reparação inferior a R$ 20 mil, é uma delas.

O tempo dirá (2)

Quais os critérios empregados para a escolha da empresa Bioxxi Serviços de Esterilização?

Por que os médicos foram orientados a continuar operando quando se sabia que a esterilização era insatisfatória?

Tudo isso sem mencionar algumas implicações éticas de aparente nepotismo às quais ninguém deu muita importância, por estarmos todos diante de questões mais sérias.

Muita calma (1)

Ninguém, no entanto, deve se apressar a julgar/condenar, nem tampouco eleger/aceitar bodes expiatórios que eventualmente desviem os olhares de elos posteriores na cadeia de comando, sejam eles formais ou informais.

Não se pode esquecer, por exemplo, que quando a coluna começou a chamar atenção para o que hoje é motivo de investigação, a resposta obtida foi de que a confiança na equipe era total.

Muita calma (2)

Ninguém trabalhou sozinho nessa história, comprovem-se irregularidades ou não.

Da mesma forma, não é nenhum segredo que houve muita conversa antes da apresentação de tais cartas, e essas palavras não escritas fazem muita diferença.

É hora, portanto, de confiar no trabalho dos órgãos competentes.

E aguardar pelo que virá.

Dentro?

A formalização das renúncias naturalmente fortalece a sensação de continuidade da atual gestão da Saúde, cujo único resquício de interinidade se deve ao fato do secretário ainda acumular - ao menos até o momento em que estas linhas estavam sendo escritas - também o comando da Assistência Social.

Uma situação, por sinal, que deve se alterar a qualquer momento.

Em tempo...

Também resta saber se não haverá troca de comando lá pelos idos de abril, quando pré-candidatos nas eleições de outubro deverão se descompatibilizar de cargos públicos.

E aí, alguém arrisca um palpite?

Uber

O anúncio feito pelo Uber de que estaria iniciando suas atividades em Nova Friburgo nesta sexta-feira, 19, pegou muita gente de surpresa.

Afinal, a lei aprovada pela Câmara Municipal em dezembro do ano passado que estabelece a necessidade de regulamentação por lei específica para o serviço, não apenas foi sancionada pelo prefeito Renato Bravo, como também já foi publicada em diário oficial no dia 5 de janeiro deste ano.

Contexto

E, como tal lei de regulamentação ainda não existe, só resta concluir que a operação do aplicativo, neste momento, seria ilegal em nossa cidade.

A legislação em vigor, inclusive, prevê multa de 500 Ufir-RJ aos infratores, cobradas em dobro a cada reincidência.

É o tipo de situação que ainda promete dar bastante pano para manga.

Voz

A relação de confiança que existe entre o Massimo e os leitores é o que dá sentido à continuidade da coluna, e por vezes gera algumas situações inusitadas.

A entrevista concedida pelo prefeito Renato Bravo à InterTV, por exemplo, gerou diversas manifestações pedindo “direito de resposta”, como se esse tipo de expediente fosse possível tendo como base veículo de comunicação diferente daquele que veiculou as informações originalmente.

Representação

Ocorre que entre esses depoimentos chegou um emitido pelo Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Nova Friburgo, manifestando alguns pontos de vista que o jornalista achou por bem encaminhar à Prefeitura, a fim de que fossem respondidos, caso houvesse interesse.

O Massimo não obteve resposta até o fechamento desta edição, mas o espaço segue aberto ao diálogo.

Abaixo, a essência da mensagem recebida.

Aspas

“O Movimento Unificado dos Servidores Públicos de Nova Friburgo, também representando a Federação dos Servidores Públicos Municipais do RJ (Fesep), gostaria de esclarecer que não foi respondida a pergunta feita sobre o salário base de 807,93. Não foi perguntado sobre abono de 140 reais. Abono não é salário, não entra nas férias, não entra no décimo terceiro. Além disso, um abono de R$140 não equipara ao salário mínimo. Existe um erro nesse cálculo. Na realidade não houve nenhuma descompressão em cima dos salários dos servidores, continuamos a receber 807,93. Exigimos os nossos direitos e mais respeito.”

Prioridade

De fato, o Massimo entende que, não apenas em função das bem documentadas promessas de campanha, mas sobretudo pela própria gravidade da situação, melhorar as condições de vida e trabalho do funcionalismo deve representar uma das prioridades para o governo municipal a partir de 2018.

Não dá mais para ser diferente.

Merecido

A Estácio de Sá - não a universidade, mas a tradicionalíssima escola de samba - sobe a serra neste domingo, 21, para prestar homenagem ao friburguense Juvenal Moreira da Costa, o “Joca da Estácio”, um de seus fundadores.

A festa acontece na quadra da Saudade a partir das 18h.

Aspas (2)

“Joca receberá homenagem em seu reduto. Nascido na Avenida Alberto Braune, foi músico da Campesina Friburguense e era frequentador assíduo da boemia do antigo bairro Ypu, terra de malandros altaneiros. E para relembrar toda essa história que faz parte dos primórdios da Saudade, nada como a primeira escola de samba estar presente. Nada como a Estácio de Sá registrar o seu brilho nessa história bordada de amor e paixão”, declarou Carlos Henrique Pereira, presidente da Unidos da Saudade.

Polo

Tem novidade no polo cervejeiro local.

Na última quinta-feira, 18, foi lançada a mais nova marca de cerveja 100% friburguense: é a Argos Beer, dos sócios Wilson Medeiros, Guilherme Valente e Lourenço Morucci.

O chopp é servido nos estilos Pilsen, APA e Tripel.

Quem experimentou, aprovou e recomenda. 

A coluna deseja boa sorte aos novos empresários!

Respostas (1)

A coluna recebeu mais duas respostas enviadas dentro do prazo a respeito da foto do Park Hotel.

Pontos para Antonio José de Araújo Fernandes e a querida Rosemarie Künzel.

Respostas (2)

Já para o desafio publicado sexta-feira, 19, mostrando a Cúria Diocesana, respostas corretas foram enviadas por José Nilson, Girlan Guilland (sempre uma aula), Silvio Poeta, Stenio de Oliveira Soares, Renato Henrique, Tania Nicolau e Rosemarie Künzel.

Como sempre, respostas recebidas após o fechamento da coluna serão registradas em nosso próximo encontro.

Publicidade
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.