Filme antigo

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Para refletir:

“A força da alienação vem dessa fragilidade dos indivíduos, quando apenas conseguem identificar o que os separa e não o que os une.”

Milton Santos

Filme antigo

Já vimos muitas vezes o arco que habitualmente envolve as relações entre poder público e organizações sociais, não?

Um início sempre promissor, o progressivo acúmulo de insatisfações e/ou dívidas, atrasos em repasses, e um fim melancólico, não raramente envolto em passivos trabalhistas, quando o serviço ainda é prestado mas já sem a perspectiva de continuidade.

Acontece muitas, muitas vezes.

Por aqui

Talvez seja cedo para dizer que o arco esteja se cumprindo por aqui, mas o fato é que a coluna não para de receber relatos a respeito de situações que apontam nesse sentido.

Notadamente relacionadas a atrasos no pagamento de funcionários da segurança e da limpeza.

Atenção

A coluna entende que a situação precisa de acompanhamento próximo por parte das autoridades competentes, não apenas para assegurar que os trabalhadores recebam em dia pelos serviços prestados, mas também para evitar que estes casos se somem ao passivo para o qual o município é o segundo reclamado.

Registros

Dado o perfil de nossas notas habituais, muitas vezes o registro factual de alguns eventos acaba se acumulando, de tal forma que é sempre útil, ao menos uma vez por semana, passar um apanhado destas agendas.

Para hoje, temos algumas sugestões bem interessantes.

Proteção de dados

Nesta quinta-feira, 24, a CDL abrirá as portas de seu auditório para uma pertinente palestra realizada pelo Sebrae sobre a Lei Geral de Proteção de Dados, voltada especialmente para MEIs, micro ou pequenas empresas, a fim de que possam se preparar para as mudanças em curso.

O evento é gratuito, mas corre para se inscrever porque as vagas são limitadas.

Todos por um

No próximo sábado, 26, a partir das 13h, as praças Dermeval Barbosa Moreira e Getúlio Vargas receberão as atividades do evento “Todos por um”, realizado pelo Conselho de Pastores de Nova Friburgo (Copenf) em celebração à Reforma Protestante.

A programação prevê interações envolvendo basquete de rua, peteca, pular corda, bolinha de gude, pião, Jiu-Jitsu, grafite, B-Boys, hip hop, Dj Grothe, teatro, street dance, capoeira e skate, com a participação da Associação do Deficiente Visual.

Atividades

Também haverá a tenda do Esquadrão da Vida e da Missão Amor e Fé, voltados ao apoio a dependentes químicos; exposição de carros antigos do grupo “Ferrugem na Veia”; a presença de 70 a 80 integrantes da maior bateria do mundo, da igreja Bola de Neve, para a “Batucada Abençoada”; além de tendas de oração, e de atendimento jurídico e psicológico. Também são esperados os membros do motoclube Águias de Cristo, pregadores do asfalto. 

Nova oportunidade

O ex-vereador Cláudio Damião vai relançar, no dia 7 de novembro, seu livro de poesias “Janelas do Tempo”, publicado originalmente em 2012.

O evento está marcado para começar às 18h30, na livraria Sabor de Leitura.

Cláudio também é autor de “Crônicas para Nova Friburgo”, lançado em 2008, que reuniu uma seleção de textos, alguns publicados em A VOZ DA SERRA, e promete editar outro livro de poesias, que está quase pronto, no primeiro semestre de 2020.

Em boa hora

Na próxima quarta-feira, 30, a direção da empresa de ônibus Faol receberá a imprensa para uma ação de transparência intitulada “Por dentro da caixa preta”.

A coluna entende ser uma iniciativa oportuna e pertinente.

Necessário

Afinal, com a isenção de quem sempre entendeu a necessidade de haver uma fonte de custeio para a gratuidade de 60 a 64 anos - tendo defendido isso desde o governo Rogério Cabral -, e com a franqueza que pauta nossa relação com a Faol, visível através da publicação de críticas, elogios e respostas sem qualquer distinção, a coluna se permite dizer que não está confortável com a forma como o subsídio está se concretizando.

Tomara

No entendimento deste colunista faltou dar maior visibilidade a este acordo entre as partes e aos números que os sustentam, sobretudo diante da profunda falta de credibilidade do governo municipal, tanto mais no momento em que altera tão radicalmente seus discursos sobre o valor da tarifa.

A coluna espera que esta iniciativa da empresa possa amenizar um pouco tal desconforto.

A forma

Mais do que isso, no entanto, o que incomoda de fato é o caminho percorrido pelo dinheiro, que não tem sua origem no Funcotar, mas em recursos da Secretaria de Mobilidade Urbana.

Isso, no entendimento deste colunista - e de muitas outras pessoas - , é muito sério, e não poderia acontecer.

Muito menos no contexto de precariedade que se criou a partir das ações (ou inações) do governo atual.

O problema, de novo, não é o subsídio em si, mas a forma como está se concretizando.

O anão do dia

Já perto de encerrar nossas descrições a respeito dos personagens da fábula não publicada dos irmãos Grimm, hoje é dia de observarmos como foi originalmente concebido o Dengoso, anão oblíquo, de atitudes nem sempre condizentes com sua presença aparentemente inofensiva e coadjuvante.

Dengoso

O mais sentimental dos anões, de ar carente, desprotegido, desejoso de ser mimado, encontra no Mestre escorregadio uma inspiração, mostrando-se, a seu exemplo, teatral e sedutor. A timidez de Dengoso é perceptível, embora não o impeça de ser astuto nos estratagemas de que participa. Foi assim, por exemplo, quando atuou para empobrecer o pomar das maçãs do Zangado, apesar de notoriamente nutrir preferências por um bom churrasco. Habitualmente Dengoso também não gosta de ser contrariado, podendo ficar exaltado. Nessas crises, inevitavelmente busca um público para apreciá-lo e deixá-lo cheio de dengo.

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.