Esforço bilateral

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

terça-feira, 06 de agosto de 2019

Para pensar:

“O mau humor é inimigo da perspicácia.”

Julián Marías

Para refletir:

“O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã.”

Leonardo da Vinci

Esforço bilateral

Já faz alguns dias - a data exata foi 26 de julho -, mas o registro é válido.

Uma matéria publicada no jornal Público, o maior de Portugal, deu bastante destaque aos recentes esforços de aproximação entre Nova Friburgo e Belmonte, no distrito lusitano de Castelo Branco.

Aspas

“O município de Belmonte destaca ainda a relação que tem vindo a ser estabelecida com a cidade de Nova Friburgo, cidade do estado do Rio de Janeiro, o que levou uma comitiva da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf) a visitar Belmonte e a Covilhã, entre os dias 17 e 19, numa ação realizada em conjunto com a Associação Empresarial da Covilhã, Belmonte e Penamacor (AECBP).”

Segue

“Na sequência desta deslocação, a AECBP anunciou que foi estabelecido um compromisso entre os intervenientes para a ‘troca de sinergias, saberes e experiências da sua realidade empresarial e na implementação de parcerias e projetos que catapultem o desenvolvimento econômico e empresarial da Cova da Beira e Nova Friburgo’.

‘Depois das primeiras impressões retiradas pela associação brasileira em território português, prevê-se, em breve, a incursão de uma comitiva regional a Nova Friburgo para contato com a realidade empresarial da cidade transatlântica, conhecida pela sua atividade económica nas áreas da indústria metalúrgica, moda íntima e cervejaria’, acrescenta a AECBP.”

A propósito…

A coluna pode antecipar que no início de setembro a banda Campesina Friburguense irá receber a Filarmônica Boa Vontade Lorvanense, da linda cidade de Penacova, curiosamente considerada a “Suíça Portuguesa”.

A visita dará continuidade ao intenso intercâmbio cultural entre as duas instituições, iniciado em 2017.

“Estamos muito entusiasmados em recebê-los e com certeza a população de Nova Friburgo que vai sair ganhando com este intercâmbio”, declarou Carlos Magno, presidente da banda Campesina Friburguense.

Precisa acabar

Por solicitação da vereadora Vanderléia Abrace essa Ideia, o plenário da Câmara Municipal abrirá suas portas nesta quarta-feira, 7, para a realização de uma audiência pública dedicada a um tema que, para nossa vergonha, permanece tristemente pertinente: violência doméstica.

O encontro acontece a partir das 18h, e a participação da sociedade é obviamente importante.

Mês do advogado

A coluna frequentemente abre espaço para divulgar eventos promovidos pela (ou na) 9ª Subseção da OAB/RJ, aqui em Nova Friburgo.

E em agosto, mês do advogado, não poderia ser diferente.

Vários eventos estão programados em celebração à data, a maior parte deles voltados a prestar serviços e informações à sociedade.

Nesta semana, por exemplo, está sendo levada adiante uma campanha de doação de sangue, por iniciativa da OAB Jovem.

Finalista

A friburguense Ilona Szabó é uma das quatro finalistas (duas das quais integram uma única chapa) do Prêmio Claudia 2019, na categoria políticas públicas.

“Fico feliz por ter meu trabalho reconhecido e por estar na mesma categoria de mulheres inspiradoras, que também trabalham para fazer do Brasil um país mais justo e inclusivo.”

A revista Claudia deste mês já está na bancas com os perfis das indicadas e a votação está aberta na página: http://bit.ly/2T5nQLV

Posse

A coluna havia registrado a notícia com exclusividade, e agora divide com os leitores uma foto da cerimônia na qual o professor Diego Campos Knupp, do IPRJ, assumiu seu lugar como novo membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências.

Na imagem, da esquerda para a direita, estão os professores Antônio Silva Neto, Diego Campos Knupp, Egberto Gaspar de Moura (sub-reitor de pós-graduação e pesquisa da Uerj) e Ricardo Barros (diretor do IPRJ).

Às cegas

Por motivos variados, e nem sempre positivos, a coluna volta e meia se vê obrigada a falar sobre sinais de trânsito.

E já que alguns modelos novos têm sido instalados em pontos específicos da cidade, parece pertinente chamar a atenção para uma situação perigosa, que certamente merece alguma forma de intervenção.

Sem referência

Próximo ao meio da Via Expressa, na altura do acesso ao centro de Olaria, os semáforos para quem atravessa nos dois sentidos estão posicionados antes da faixa de pedestres.

Isso, todavia, não seria um problema se houvesse alguma sinalização lateral capaz de informar aos pedestres se os sinais estão abertos ou fechados.

Da forma como as coisas estão, no entanto, o pedestre acaba atravessando às cegas, sem saber se está, ou não, amparado pela luz vermelha direcionada ao fluxo de veículos.

Se algo puder ser feito a respeito, fica aí a sugestão.

Sorteio

A resposta dos leitores ao sorteio de três exemplares do excelente livro “História Contos e Lendas da Velha Nova Friburgo”, que o saudoso Raphael Luiz de Siqueira Jaccoud publicou pela Múltipla Cultural, surpreendeu a coluna positivamente.

Ao todo, 14 leitores manifestaram interesse na obra.

Desses, os sorteados foram Elisson Ribeiro, Plínio Padilha e Simone Campanati.

Os livros se encontram na sede de A VOZ DA SERRA, à espera dos vencedores.

Parabéns, e boa leitura!

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.