Detalhando

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Para pensar:

“Aqueles que acreditam na liberdade devem exercer tolerância como prova sua  convicção.”
Rufino Tamayo

Para refletir:

“Não esqueça o que é ser um marinheiro apenas porque hoje é capitão.”
Provérbio tanzaniano

Detalhando

Em complemento à coluna de ontem, 29, a direção da empresa de ônibus Faol se manifestou a respeito dos investimentos feitos a partir do reequilíbrio econômico estabelecido no acordo firmado com a Prefeitura de Nova Friburgo, que redundou no subsídio mensal de R$ 300 mil e no aumento da tarifa de R$ 3,95 para R$ 4,20.

Receitas

De acordo com a empresa, sua receita mensal aumentou em R$ 275 mil em função dos R$ 0,25 acrescidos no valor da tarifa, dado o universo aproximado de 1,1 milhão de viagens pagas/mês, mais os R$ 300 mil do subsídio.

Ou seja, um ganho de receita da ordem de R$ 575 mil ao mês.

Aliás, esses números nos mostram também que o chamado “valor real” da passagem, somando tarifa e subsídio, não está exatamente em R$ 4,40, como chegou a ser divulgado, mas aproximadamente em R$ 4,47.

Despesas

Por outro lado, a empresa está pagando parcelas mensais de R$ 311 mil pela aquisição dos 27 ônibus novos e R$ 48 mil em parcelas pela compra de nove ônibus seminovos.

A direção também afirma que o recente aumento salarial concedido aos funcionários teve impacto aproximado de R$ 80 mil em sua folha de pagamento, incluindo os impostos.

E, por fim, a Faol voltou a pagar o ISS, que varia entre R$ 150 mil e R$ 155 mil. Os valores atrasados em relação a esse imposto estão sendo discutidos judicialmente.

Tais despesas mensais - que a empresa afirma estarem atreladas ao reequilíbrio econômico - somam de R$ 589 mil a R$ 594 mil.

Complexo

A situação, como se vê, é complexa e delicada.

Evidentemente a Faol estava a par de que a prefeitura estava se colocando em situação extremamente delicada ao levar o acordo adiante, nas circunstâncias precárias que conhecemos bem.

Por outro lado, é lógico que a aprovação da gratuidade para os passageiros de 60 a 64 anos precisaria estar relacionada a uma fonte de custeio, e é justo lembrar que a empresa diversas vezes questionou por que o Funcotar não era utilizado para este fim.

Sinuca de bico

Para o Palácio Barão de Nova Friburgo, a situação pode ser descrita como uma sinuca de bico.

Vai continuar subsidiando pelas vias atuais, e arcar com as consequências?

Vai cessar o pagamento e igualmente arcar com as consequências?

Vai encontrar alguma forma alternativa (e legal) de honrar o acordo?

Só nos resta esperar para ver.

Todos os dias

Segunda-feira, 28, celebrou-se o dia do servidor, e essa é uma data que - sobretudo no contexto atual - não pode passar em branco.

Claro que toda classe tem maus representantes, mas na grande maioria das vezes este colunista tem se deparado com pessoas que dão muito duro, que fazem além da conta, e muitas vezes são preteridas em favor de apadrinhados políticos.

Apoio irrestrito

Por aqui, além dos esforços do Sinsenf, a coluna também se permite destacar a atuação do advogado André Abicalil, vice-presidente da Comissão Gestora do Fundo da Procuradoria, que tem se empenhado por discutir a carreira da advocacia pública no município, que ainda tem muito a ser aprimorada.

Aos servidores que carregam o piano e fazem a roda girar, todo o apoio e o reconhecimento por parte desta coluna.

Confirmado

O resultado já era conhecido há algum tempo nos bastidores, mas é sempre preciso respeitar os prazos para recursos.
A TV Cidade venceu a licitação para prestar os serviços da TV Câmara pelos próximos 12 meses, ao custo máximo de R$ 298.899,82.
O valor representa uma redução significativa em relação ao contrato anterior, e reflete a importância da livre concorrência para a preservação do interesse público.
A novidade está confirmada nos atos oficiais da Câmara Municipal na página 8 desta edição.    

Muda muito

Além disso, será interessante ver de que forma o retorno das transmissões irá afetar a dinâmica das sessões, e a tramitação de algumas pautas que certamente seriam derrubadas em discussões distantes dos olhares da opinião pública.

Censo à vista

O IBGE realiza hoje, 30, sua primeira reunião de planejamento e acompanhamento do Censo 2020 em Nova Friburgo.

Na edição de quinta-feira, 31, A VOZ DA SERRA trará mais detalhes sobre o encontro e as informações já disponíveis.

Caldeira aquecida

Já faz alguns dias, mas o registro é importante.

Na quarta-feira passada, 23, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) instaurou a Frente Parlamentar Rio nos Trilhos, com o objetivo de unir forças em torno da revitalização da malha ferroviária fluminense.

A ideia é recuperar diversas linhas no estado pelo seu potencial turístico, o que dialoga diretamente com alguns dos objetivos mais ousados de nosso valente Clube do Trem..

Próximos passos

Um dos caminhos previstos é o estabelecimento de parcerias público-privadas para a recuperação das linhas.

A Secretaria estadual de Transportes deverá fazer um projeto que contenha a análise das linhas, o orçamento para as obras e o cronograma para a implantação.

A Frente Parlamentar Rio nos Trilhos fará sua primeira audiência pública no dia 6 de novembro, no plenário da casa, quando deverá ser discutido o planejamento de reativação das ferrovias fluminenses.

A coluna torce para que possamos nos beneficiar o quanto antes dessa iniciativa.

Ganhando força

A comunidade friburguense ligada ao kartismo vive um momento de franca explosão.

O que começou de forma muito tímida e desconexa rapidamente se transformou numa rede enorme e muito organizada de contatos, que poucos dias atrás já se fez representar dignamente no campeonato brasileiro, e que promete resultar na construção de uma pista homologável pela Federação Internacional do Automóvel (FIA) muito em breve.

Demanda reprimida

Nesta sexta-feira, 25, a Associação Friburguense de Kart (AFK) anunciou seu campeonato para 2020: o Campeonato Friburguense de Kart Amador - Rental Kart.

Ao todo serão dez etapas, realizadas uma vez por mês, sempre aos domingos pela manhã, de fevereiro a dezembro.

Estão sendo disponibilizadas 105 vagas em 4 divisões com peso de lastro único: 90kg.

Para a formação das divisões - vejam o tamanho da procura! - será necessária a realização de uma seletiva no mês de janeiro.

Detalhes

Pilotos inscritos no campeonato também participarão da Copa Friburgo, no formato de baterias eliminatórias.

Os 15 pilotos que passarem pelas fases classificatórias disputarão uma grande final.

As baterias da Copa Friburgo serão realizadas sempre no mesmo dia do Campeonato Friburguense.

Interessados devem enviar os dados cadastrais (nome e endereço completo, data de nascimento, peso, apelido e número de celular com DDD) para o e-mail inscricao@friburgokartclube.com.br.

Respostas

Até o fechamento desta edição, haviam reconhecido corretamente a foto de nosso antigo fórum, publicada na edição do fim de semana, os parceiros Marcelo Machado, Rosemarie Künzel, Guto Soares, Raquel Souza, Stênio de Oliveira Soares, Manoel Pinto Faria, Gilberto Éboli, Manoel Corrêa, além de Gerson e Gilberto, turma boa da banca de jornal Rua General Osório.

 

 

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.