Desconto na Educação

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 04 de dezembro de 2019

Para pensar:
“As coisas das crianças e para as crianças se aprendem somente com as crianças.”
Loris Malaguzzi

Para refletir:
“O primeiro agora será o último mais tarde. Pois os tempos, eles estão mudando.”
Bob Dylan

Desconto na Educação
Na edição de terça-feira, 3, a coluna tangenciou as inegáveis dificuldades que o governo municipal vem encontrando para quitar em dia as folhas de pagamento de dezembro e do 13º salário, nesta reta final de 2019.
E, naturalmente, esse é um assunto que precisa ser tratado com maior atenção, posto que se refere a uma condição que pode alterar decisivamente algumas perspectivas, e acrescentar peso a diversas posturas adotadas ao longo do caminho.

Desconto na Educação (2)
O desconto salarial imposto a cerca de 200 profissionais da rede municipal de educação sob a justificativa de que teriam se recusado a fazer reposição dos dias de greve, por exemplo, ganha contornos extremamente desagradáveis quando visto sob o viés de que pode ser conveniente a quem está em dificuldades para honrar as duas folhas de pagamento que restam neste ano.
A falta de dinheiro em caixa, conjugada à falta de credibilidade acumulada pela atual gestão municipal, gera esse tipo de desconfiança para lá de desconfortável.

Causa e efeito
E o cenário torna-se ainda mais feio quando lembramos do grande volume de recursos desperdiçados numa longa lista de equívocos administrativos, que apurações em curso hão de esclarecer se tiveram origem em largas doses de incompetência, ou em esforços deliberados mesmo.
De um jeito ou de outro, o fato é que a situação poderia estar muito mais folgada se uma série de situações, que a coluna já cansou de repetir, não tivesse ocorrido por aqui.

(In)Tolerância
A rigor, a história nos mostra que a tolerância de qualquer população a gestões questionáveis fica extremamente reduzida a partir do momento em que as consequências atingem o pagamento de salários.
Se isso vier a se confirmar, certamente o interesse pelo que andou sendo feito com os recursos públicos, e pelas prioridades que andaram sendo adotadas - no pagamento de precatórios, por exemplo - vai crescer exponencialmente.

Efeito retroativo? (1)
A coluna de ontem, 3, também falou a respeito do projeto de lei 682, de 2019, que altera o parágrafo único do artigo 4º da Lei Orçamentária Anual (LOA), reafirmando à prefeitura a possibilidade de maior remanejamento em pastas fundamentais.

Efeito retroativo? (2)
A esse respeito, vale acrescentar que tal alteração não apenas serviria para aumentar as chances de pagamento das duas folhas que restam, como também parece abrir a possibilidade (remota) de que se altere em alguma medida o cenário que levou o TCE-RJ a dar parecer contrário à aprovação das contas de nossa prefeitura durante o exercício de 2018.
É esperar para ver.

Destaque
A empresa friburguense VM9 Tecnologia foi a vencedora do II Desafio COR Rio, atingindo a impressionante pontuação de 98,29%.
O foco foi mobilidade urbana e a gestão de impactos climáticos severos no sistema de ônibus, e as soluções apresentadas serão integradas às operações da capital fluminense.
Agora, as quatro melhores classificadas serão aceleradas pelo COR Rio dentro do projeto LabGov.
Parabéns aos envolvidos!


Respostas
Os amigos Manoel Pinto de Faria, Gilberto Éboli, Lauro Éboli, Igor dos Santos, Rosemarie Künzel, Raquel Souza e Stenio de Oliveira Soares reconheceram corretamente a fotografia publicada em nosso desafio mais recente, mostrando um recorte da entrada do prédio da Fundação Dom João VI, que também já abrigou a biblioteca municipal e a Câmara de Vereadores.
Parabéns a todos, e obrigado pela parceria de sempre.

.A propósito…
Tanto Raquel quanto Stenio também mandaram mensagens complementares, que dizem respeito a temas tratados recentemente neste espaço.
Ela respondeu ao convite do colunista por manifestações dos leitores em relação à Black Friday praticada em nosso comércio local.
E ele registrou mudanças positivas no serviço de transporte coletivo.

Black Friday
“Os preços de algumas mercadorias estavam bons. Acredito que quem pesquisou preços com antecedência foi capaz de identificar as melhores promoções e comprar melhor.”

Jardim Califórnia
“Gostaria de manifestar a melhoria dos ônibus da linha do Jardim Califórnia, depois da oportunidade que tivemos de dialogar com a Faol. E também de agradecer à empresa pela disponibilidade em dialogar para buscar melhorias. É importante que façamos as reclamações na busca por melhorias, mas temos que agir da mesma forma no momento de elogiar.”

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.