Dano e simbolismo

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sábado, 26 de outubro de 2019

Para pensar:

“O maior desafio tanto no nosso século quanto nos próximos é salvar o planeta da destruição. Isso vai exigir uma mudança nos próprios fundamentos da civilização moderna – o relacionamento dos seres humanos com a natureza.”

Mikhail Gorbachev

Para refletir:

“O pior num ser humano é mesmo saber demais e ser inferior ao que sabe.”

Jean Baudrillard

Dano e simbolismo

O atraso no pagamento de determinados prestadores de serviço à UPA de Conselheiro Paulino é, além de triste, pleno de significação.

Afinal, ele expõe as consequências da precarização do trabalho - neste caso, praticamente o terceirizado do terceirizado -, e também da falta de fiscalização suficiente por parte do município, que muito provavelmente terminará por herdar (mais) um pesado passivo trabalhista em função disso.

Esperança

No entanto, apesar do cenário sombrio, existem alguns sinais positivos no horizonte.

A coluna pode lembrar, por exemplo, que no dia 3 de outubro o Ministério Público do Trabalho, na pessoa do procurador Jefferson Rodrigues, se reuniu com a Controladoria Municipal e a comissão que irá fiscalizar o novo contrato da OS.

Na ocasião a Procuradoria do Trabalho pediu para que fossem levantadas as ações da Unir, recomendando o bloqueio de eventuais créditos em favor da organização social enquanto se apura eventual descumprimento da legislação trabalhista.

Avanço

Mais importante que a recomendação, porém, parece ser a própria existência de uma comissão voltada a fiscalizar o próximo contrato desde o início.

Resta esperar que ela possa evitar a repetição da dinâmica de bom começo e triste fim que marca grande parte dos relacionamentos entre organizações sociais e o poder público no Brasil.

Contradição

Quanto à subcontratação de empresas pelas organizações sociais, a coluna ecoa a contradição apontada por uma autoridade bastante respeitada no assunto.

Afinal, em tese, a OS é uma entidade sem fim lucrativo que, em seguida à contratação pelo ente público, subcontrata os serviços para empresas que, por sua natureza, têm como objetivo o lucro.

Mais do que muita hipocrisia, parece residir aí o maior risco de corrupção.

Felizmente, o novo modelo orientado pelo TAC indica em quais áreas pode a OS terceirizar e, mesmo nesses casos, com controle pela comissão especial do município.

Sucesso

Ainda sem dados oficiais, mas amparado pelas sempre valiosas mensagens dos leitores, a coluna se permite dizer que a Semana de Ciência e Tecnologia foi um grande sucesso.

Em especial, a “Caravana da Ciência”, centro de ciências itinerante da Fundação Cecierj, agradou em cheio a crianças de todas as idades.

Que ela possa retornar muitas outras vezes.

Desabafo

A esse respeito, a coluna se permite registrar também o desabafo de um professor de Física que talvez devesse ser escutado por todos aqueles que podem fazer alguma diferença.

“Olha só isso… Como coisas tão simples podem servir para tornar interessantes e compreensíveis tudo o que a gente ensina em sala de aula. Custaria tão pouco a gente ter estrutura para fazer algumas dessas demonstrações nas próprias escolas…”

Tomara

Curiosamente, logo após escrever a nota acima a coluna apurou que outros professores procuraram o secretário municipal de Ciência e Tecnologia, Marcelo Verly, com o mesmo discurso.

A partir disso algumas forças se colocaram em movimento no sentido de tentar elaborar um pequeno kit próprio, municipal, a partir do que foi exposto na caravana, a fim de que algumas daquelas demonstrações possam ser levadas a nossas escolas numa base regular.

Tomara que os contatos iniciais frutifiquem, e isso possa se confirmar em breve.

A propósito...

E já que falamos sobre perspectivas futuras, um encontro de Verly com representantes da IBM e do Conleste, realizado na tarde de sexta-feira, 25, no Centro de Tecnologia da UFRJ, lançou as bases para que Nova Friburgo possa receber o HackaTruck Maker Space em 2020.

Em essência, ele é um projeto de capacitação profissional (em temas como programação Swift para Plataforma iOS) no formato de um laboratório móvel itinerante financiado pela IBM Brasil e Flex, por meio da Lei de Informática, em parceria com o Instituto de Pesquisas Eldorado e em colaboração com a Apple.

Facebook na serra

Há alguns anos o programa Facebook Marketing Partners (FMP) seleciona e aprova empresas a partir de critérios de avaliação de resultados e potencial com o objetivo de ajudá-las a extrair o máximo desempenho das plataformas oferecidas pela maior rede social do mundo.

Pois bem, em 2019 quatro empresas no Estado do Rio de Janeiro foram selecionadas.

Uma delas aqui mesmo, em Nova Friburgo.

Reconhecimento

Na tarde da última quinta-feira, 24, Laís Rezende, partner manager do Facebook, fez uma apresentação de mais de duas horas aos funcionários da Wx3, que pode ser compreendida como um ato de reconhecimento à qualidade do trabalho que se realiza por aqui.

Afinal, todo o sucesso obtido pela empresa no e-commerce aplicado à indústria da moda regional passa também pela qualidade das confecções, e da formação local de profissionais capazes de desenvolver uma plataforma própria de vendas on-line que certamente se situa entre as melhores do Brasil.

Prefeitura responde

A Prefeitura de Nova Friburgo enviou resposta à nota publicada por esta coluna na edição da última terça-feira, 22, a respeito da recente denúncia de assédio sexual situada num ambiente da rede municipal de Saúde.

Aspas

“A Prefeitura de Nova Friburgo tomou ciência da denúncia feita contra um servidor que atua no posto de saúde de São Geraldo e comunica que o mesmo já foi afastado de suas atividades. O governo municipal preserva e respeita o direito de defesa deste profissional, mas, de forma alguma irá compactuar com qualquer falha na conduta de seus colaboradores.”

Desafio

Bom, para animar o fim de semana, nada melhor que um enquadramento cirúrgico de nossa querida Regina Lo Bianco a acariciar os olhos e desafiar o conhecimento dos leitores a respeito de nosso patrimônio arquitetônico.

E então, quem é capaz de reconhecer a construção em questão?

Boa sorte a todos!

  • Foto da galeria

  • Foto da galeria

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.