Clube do Trem

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Para pensar:

“A parte que ignoramos é muito maior que tudo quanto sabemos.”

Platão

Para refletir:

“Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!”

Machado de Assis

Nos trilhos (1)

O Clube do Trem segue a todo vapor, sem perder o ritmo nesta que, para muitos, é a semana mais morta do ano.

Tendo instalado seus dois primeiros núcleos em Bom Jardim e Sumidouro, e enquanto prepara a instalação do núcleo de Cantagalo, o Clube do Trem de Nova Friburgo foi recebido em audiência na tarde de terça-feira, 26, pelo prefeito Renato Bravo.

Durante quase duas horas, diretores da Associação de Amigos da Preservação,  Memória e Patrimônio Ferroviário Barão de Nova Friburgo conversaram com o chefe do Executivo friburguense sobre os diversos planos da instituição de resgate da preservação ferroviária.

Nos trilhos (2)

Participaram do encontro na prefeitura, que já foi estação ferroviária, o presidente Ordilei Alves da Costa; o vice-presidente Renato Henrique Gomes da Silva; a diretora de acervo, Leila Pinheiro Carvalho; a secretária-executiva do Clube do Trem, Deborah Cunha; e o primeiro secretário, Girlan Guilland.

Neta de ex-ferroviário, a secretária de gabinete do prefeito, Viviane Fernandes, também participou.

Nos trilhos (3)

De acordo com Girlan, “o encontro foi muito positivo. A diretoria apresentou uma pauta ao prefeito, que hipotecou todo seu apoio à causa. Ele também é sócio-fundador do clube e agendou sua ida à assembleia de janeiro, quando será o primeiro palestrante do ano da instituição”.

Fala, leitor!

“A forte chuva que caiu na madrugada de terça-feira, 26, e ontem, 27, à tarde, que, inclusive causou uma deslizamento de encosta em Conselheiro Paulino, felizmente sem vítimas, trouxe lembranças perturbadoras à cabeça, mas também mostrou que a cidade está mais segura do que há sete anos. A prefeitura, no entanto, precisa se esforçar, inclusive com o apoio da concessionária competente, para recolher rapidamente toda a terra e lama que se acumulou nas partes baixas da cidade. Não apenas para evitar que esse material comprometa ainda mais a capacidade de nossa rede de escoamento e a vazão do Rio Bengalas, mas também para proteger a saúde da população e dos animais, uma vez que sabemos se tratar de material potencialmente contaminado.”

Parênteses

O leitor responsável pelo relato acima não está sozinho.

De algum tempo para cá a coluna tem recebido diversos relatos de cheiro de esgoto após chuvas mais intensas, sempre acompanhado do testemunho de que o sintoma é recente.

O colunista também já testemunhou essa situação, não apenas através do próprio olfato, mas também ao observar uma tampa identificada como sendo de esgoto devolvendo material após um temporal, bem em frente à agência do Itaú na Avenida Alberto Braune que fica próxima à altura da Rua Ariosto Bento de Mello.

Coincidência?

Não param de chegar relatos de leitores alegando que tiveram comentários em redes sociais apagados recentemente, sempre relacionados ao mesmo secretário de governo.

A curiosidade é que, entre sua equipe, existe um membro com histórico recente de tentativa de manipulação de informações disponíveis na internet a respeito do patrão.

Vão invadir?

Da mesma forma, são vários os sinais da atuação de perfis falsos entre os comentários de cada notícia favorável publicada.

Pode não ser nada arquitetado, pode ser alguém infiltrado querendo prejudicar de forma colateral a quem elogia, pode tudo.

Mas o fato é que a coisa está chamando a atenção.

Resta saber se veículos que eventualmente critiquem aspectos da administração vão sofrer tentativas de invasão em seus servidores...

Cidade mágica

E que tal esta imagem, assinada pelo competente fotógrafo Seledon Jaccoud, que concorre ao prêmio de uma das mais belas produzidas por recenseadores durante o Censo Agro 2017?

Ilha de Marajó?

Que nada, meu amigo. Isto é Nova Friburgo, cidade plural que precisa ser redescoberta no ano de seu bicentenário.

  • Foto da galeria

  • Foto da galeria

Publicidade
Agora Faz
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.