Calendário escolar

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Para pensar:

"Quando a responsabilidade é assumida, passa a ser prioridade.”

Antonio Luiz Macêdo

Para refletir:

"No que diz respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem feita ou não faz."

Ayrton Senna

Calendário escolar

De uma hora para a outra a coluna começou a ser procurada por diversos pais de alunos da rede municipal de ensino, indignados com a forma súbita com que foram comunicados a respeito da antecipação do encerramento do ano letivo do dia 20 de dezembro para o dia 13, e também da mudança do horário nesta que passou a ser a última semana, com as atividades sendo encerradas às 11h, e não às 16h.

Calendário escolar (2)

A partir de tais demandas a coluna entrou em contato com a Secom, que  rebateu a primeira informação.

“A rede municipal de ensino tem data para finalizar o ano letivo no dia 20 de dezembro. Não ocorrerá antecipação. As escolas e creches da rede estão em funcionamento até a sexta-feira da próxima semana. O que pode ocorrer e é até costumeiro, no caso das escolas, são os alunos em condição de reprovação estarem fazendo as provas de recuperação, liberando das aulas obrigatórias os alunos que estão com nota para avançar para a próxima série.”

Merenda

Já em relação à mudança do horário, a versão atestada pelos pais, a partir de conversas e apurações próprias, parece estar em sintonia com os fatos ao indicar que as alterações teriam sido motivadas por falta de merenda.

A prefeitura não nega o problema: “A respeito da merenda, está sendo ajustada com os fornecedores a retomada da entrega dos alimentos”.

Em atraso

Esse problema não é exatamente pontual.

Dias atrás a coluna teve acesso a documento que atesta, em passado bastante recente, já ter havido impacto anterior sobre a merenda escolar em razão do atraso no pagamento de fornecedores, justificados em razão de bloqueio de verbas para pagamento de precatórios.

Além disso, também já noticiamos aqui atrasos no pagamento de aluguel, e até mesmo de músicos que se apresentaram no Festival de Inverno deste ano, e também de ao menos um palestrante.

Sinais

Some a esses sinais a recente alteração na LOA – Lei Orçamentária Anual - e a rotineira pressão sobre o Legislativo a fim de que sejam antecipadas partes da devolução de recursos, e o que se tem é um cenário onde parece estar sendo difícil disfarçar a falta de dinheiro.

Isto é, ao menos para algumas áreas da administração.

Prioridades

Falamos sobre precatório pouco acima, e este parece ser um bom exemplo de desconexão em relação à escassez que se observa em algumas frentes da administração.

Afinal, houve ao menos um episódio recente de pagamento de alto valor que revoltou muita gente que já estava na fila havia muito tempo, aguardando pagamentos muito mais modestos.

Plantar e colher

E o que dizer sobre a multa que não se cobra de concessionária, e a ampliação de benefícios fiscais a segmentos bem definidos, proposta no projeto de alteração do CTM?

E a previsão de milionários investimentos em iluminação pública, ou a distribuição de gratificações de cunho partidário?

E o que andou sendo perdido com sobrepreço na compra de medicamentos ou com as emergências evitáveis para prestação da alimentação hospitalar, ou para os gases medicinais, entre outros exemplos possíveis?

Sério

É importante que todos tenham em mente que a ligação desses pontos revela um desenho muito desagradável.

Porque houve muitos ralos, muitos prejuízos ao erário, e agora começam a se fazer notar alguns efeitos em áreas tão sensíveis quanto a merenda escolar - que, em casos mais extremos, responde por grande parte do valor nutricional diário oferecido a essas crianças.

Desde já a coluna pede à Secretaria de Educação que nos informe tão logo a situação venha a ser resolvida, para que possamos noticiar da mesma forma.

Clima e violência

O Instituto Igarapé, que tem na friburguense Ilona Szabó sua co-fundadora e diretora-executiva, lançou na COP 25, em Madri, um estudo em parceria com o Instituto Clima e Sociedade (iCS).

O relatório trilíngue, sobre Clima e Segurança na América Latina e no Caribe, visa lançar o debate sobre os vínculos entre mudanças climáticas e segurança na região.

Marina Silva, ex-senadora, ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à Presidência da República foi uma das presentes ao lançamento.

Linha direta

Já é possível denunciar irregularidade trabalhista ao Ministério Público do Trabalho (MPT) através do celular.

O aplicativo MPT Pardal está disponível para Android ou Mac, e é uma ferramenta intuitiva e bastante prática para noticiar casos (que não sejam de atuação individual) de trabalho infantil, acidentes do trabalho, trabalho em condições análogas a de escravo e discriminação no trabalho.

Desafio

A foto de hoje - coisa feia! - a coluna pegou sem pedir.

O clique do amigo Henrique Pinheiro simplesmente é bonito e provocante demais, para que não seja publicado e aproveitado como desafio aos nossos leitores.

E aí, quem consegue identificar onde ele foi feito?

Boa sorte a todos!

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.