Agosto

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quinta-feira, 01 de agosto de 2019

Para pensar:

“Seja qual for a liberdade pela qual lutamos, deve ser uma liberdade baseada na igualdade”

Judith Butler

Para refletir:

“Se você permanecer em silêncio porque suas palavras podem ser interpretadas de forma errada, você nunca falará.”

Agosto

Começa hoje, 1º, aquele que a cultura popular convencionou tratar como o mês mais longo do ano.

Quer seja pela escassez de feriados, quer seja pela mudança de perspectiva que promove entre julho (frio e meio do ano) e setembro (primavera e clima de fim de ano), agosto exerce essa sensação de infinitude e não costuma ser lá muito festejado.

Hora de plantar

É inegável, no entanto, que se trata também de um período de muito trabalho, plantio e produção.

Muita coisa acontece no oitavo mês do ano, e por aqui não deve ser diferente.

Na Câmara Municipal, por exemplo, as sessões ordinárias voltam a ser realizadas justamente hoje, infelizmente ainda sem transmissão pela TV.

Agora vai?

Entre outras coisas, está previsto para o próximo dia 12 o pregão para contratação da empresa que fará a manutenção da iluminação pública nas ruas e praças do município.

Como os leitores sabem bem, já faz tempo que esta tem sido uma questão bastante problemática em nossa cidade, um exemplo clássico de cobrança sem a devida contrapartida, permeada por uma série de decisões para lá de estranhas e suspeitas, que não se restringem ao governo atual.

Questão de segurança

Dias atrás a friburguense Ilona Szabó chamou atenção para um estudo que evidencia a relação entre iluminação pública e diminuição da criminalidade.

Em parceria com a polícia metropolitana de Nova York, o estudo mostrou que aumentar a iluminação em áreas de risco diminui a incidência de crimes em mais de 30%.

“Segurança Pública vai muito além de polícias e presídios e esse é um ótimo exemplo de como métodos eficazes de prevenção são importantes na redução da criminalidade e no aumento de segurança dos cidadãos e cidadãs.”

Chamando atenção

Ainda a esse respeito, a coluna pode atestar que quadros importantes dentro da Polícia Federal têm demonstrado especial interesse em entender a origem e a evolução de nosso problema local de iluminação pública.

A eles, talvez possamos dar uma ajudinha.

Origens

Qualquer investigação deveria começar na forma como se deu a troca entre as empresas Sadenco e Hashimoto, ainda na gestão passada.

Quanto à (tentativa de) troca seguinte, o epicentro, claro, se encontra nas sombrias vilas marginais da Alberto Braune.

Homenagem

O ex-deputado estadual Comte Bittencourt (foto) será um dos agraciados na solenidade de entrega das comendas da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, concedida a personalidades que se destacam no exercício de sua profissão, são exemplos para a sociedade ou, de algum modo, contribuem para o engrandecimento do Brasil.

As indicações dos agraciados são feitas pelos ministros do TST, o Tribunal Superior do Trabalho, e pelo Conselho da OMJT, que analisam os nomes indicados e definem a lista anual.

Justificativa

O nome de Comte Bittencourt foi apresentado pelo ministro Alexandre de Souza Agra Belmonte e aprovado por sua “trajetória e exemplar atuação em prol da educação no Estado do Rio de Janeiro”. 

Comte presidiu a Comissão de Educação da Alerj por 15 anos. 

A honraria será concedida em cerimônia no próximo dia 13, às 17h, no TST, em Brasília.

Agenda cheia

O deputado federal Luiz Lima (PSL/RJ) cumpriu intensa agenda em Nova Friburgo na última terça-feira, 30 de julho.

Pela manhã ele se reuniu com representantes do movimento Olaria Viva e moradores do bairro, antes de ser homenageado pelo Instituto Felga i Gracias. 

Em seguida o deputado despachou em seu gabinete local, onde recebeu vereadores, empresários e eleitores.

Indústria da moda

Após o almoço o deputado se reuniu com empresários no Sindicato das Indústrias do Vestuário (Sindvest) para tratar de incentivos e projetos de apoio à indústria da moda em Nova Friburgo.

Luiz sugeriu a apresentação de um detalhado estudo à Caixa Econômica Federal para angariar recursos e apoio para o setor.

No próximo dia 9 de agosto o deputado e empresários voltam a se encontrar, com dados em mãos.

Aspas (1)

“Faço questão de fazer a ponte entre o setor de vestuário de Nova Friburgo e a Caixa Econômica Federal. São milhares de empregos que precisam ser mantidos, além do fortalecimento da economia local. Não podemos aceitar que empresas deixem Nova Friburgo por falta de incentivo”.

Vila Olímpica

Luiz Lima encerrou a agenda no condomínio Terra Nova, para onde direcionou uma indicação legislativa voltada à construção de uma vila olímpica.

Após ouvir reclamações sobre a falta de infraestrutura, ônibus, escolas, creches e posto de saúde nas redondezas, o deputado defendeu a construção da vila olímpica.

Aspas (2)

“A intenção de trazer a Vila Olímpica para o condomínio Terra Nova é ofertar mais qualidade de vida aos 12 mil moradores que residem no local e estão completamente esquecidos pelo poder público. Queremos integração entre as escolas, as crianças e adolescentes, que podem encontrar no esporte um caminho do bem. Além disso, o local é carente dos serviços públicos mais básicos e assegurados pela constituição. A construção do empreendimento foi mal planejada e não atende às necessidades de quem mora no local. Minha assessoria está empenhada em fazer o levantamento de todos os dados para dar suporte aos moradores e ser um elo entre os poderes executivo municipal, legislativo estadual e federal para mudarmos essa realidade rapidamente.”

Hemocentro

O ex-vereador Jorge de Carvalho acrescentou um ponto importante ao debate sobre maneiras de reforçar o abastecimento do Hemocentro do Hospital Raul Sertã.

“Importante ressaltar que o banco de sangue atende a diversos municípios da nossa região, daí a necessidade de uma campanha por parte das prefeituras que são atendidas para conseguirem doadores também.”

Faz muito sentido, com certeza.

Fala, leitor!

“Gostaria de registrar o carinho e o profissionalismo dos funcionários do Hospital Raul Sertã. Meu pai esteve internado lá por cinco dias e faleceu no último domingo, 28 de julho, devido a diversas complicações. Mas, mesmo sem contar com as melhores condições de trabalho, no que dependia dos profissionais de saúde, nada faltou para ele e os outros que lá estavam. Em nome de toda a família nosso muito obrigado.”

Assina a mensagem o leitor Ocimar Teixeira.

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.