Inaugurada na Vila Nova uma importante galeria de águas pluviais

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

sábado, 28 de outubro de 2017

Edição 28 e 29 de outubro de 1967

Pesquisado por Guilherme Alt

Manchetes:

Inaugurada no bairro Vila Nova uma importante galeria de águas pluviais, com 73 metros de extensão: O prefeito Amâncio Azevedo foi alvo de carinhosas manifestações de apreço por parte dos moradores da região. A utilíssima obra tem o objetivo de evitar as constantes invasões da água no logradouro e nos prédios fronteiros a projetada estrada da Fundação, situações que vinham desafiando as quatro últimas administrações do município.

Nossa posição: Somos absolutamente a favor da manutenção da data em que se comemorou, em 1918 o aniversário de Nova Friburgo. Naquela época uma comissão de altíssimo gabarito e depois de exaustivos estudos históricos assim resolveu.

Gabinete do Prefeito de Nova Friburgo – Nota Oficial: Na tranquilidade de minha consciência, depois de profunda meditação, a par das incontestáveis manifestações de irrestrita solidariedade que recebi a respeito das interpretações inexatas dadas por Antônio Domingos Pirazzo e pelos doutores Cláudio e Afrânio do Valle, com referência à última nota oficial deste gabinete publicadas no jornal A VOZ DA SERRA, venho pela presente esclarecer de que não foi minha intenção atentar contra a memória de um homem cujo passado de lutas e realizações pontificaram e enobreceram a si e a sua família, ensejando a colocação de sua estátua em praça pública, para a qual muito contribuiu o meu líder político Amâncio Mário de Azevedo.

Colunas:

Em “Nova Friburgo na Sociedade”, W. Robson assina “Fengofobia”: Renato Khel, em sua “Psicologia da personalidade”, classifica como “Fengofobios” ou de “Heliofobios”, todos aqueles que morbidamente teme a luz viva, a claridade, sentindo-se tão somente a vontade na mais completa treva. Assim sendo, nossa controvérsia sobre data de fundação de Nova Friburgo, embora em íntima minoria, vamos encontrar algumas dessas pessoas, sem a menor credencial de historiadores, optando teimosamente pela negra escuridão do grave erro histórico do dia 16 de maio de 1818.

Em “Retalhos”, J.B da Silva assina “Pagando contas”: Bravos, à senhorita Zalih Bravo, emérita educadora pela aula de boas maneiras que deu a certa madama que, do seu automóvel, buzinava, ostensivamente, exigindo passagem aos alunos do Instituto Lucis que se preparavam ao desfile. Regozijo com o departamento de Bolão da SEF, que nos fez convidado especial em noite auspiciosa ao Colina (verde e branco), vencendo por 3 a 0, Silvinho Carestiato em destaque, batendo recorde no jogo de pau. O negócio da água é muito sério, não pode ser resolvido pelo atual chefe do Executivo com apenas uma demão. Os adversários, como sempre, repisam o assunto, pretendendo milagre não realizado pelo antecessor, que tinha tudo à farta para o fazer.

Notas Sociais:

AVS registra os aniversários de: Márcia Haiut, Maria de Lourdes Valle, Acyrema Vassalo, Cláudio Veiga, Hélio Moreira (29), Juliete Pólo, Ricardo Bento de Mello (30), Leila Segal, Gerd Hortz, José Maria Coutinho, Alfredo dos Santos (1º de novembro), Márcio Júnior (2), Ângela Maria Mieli (3).

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.