Os Sertões

David Massena

David Massena

David estreou nas colunas sociais ainda na década de 70. É jornalista, cerimonialista, bacharel em Direito, escritor e roteirista. Já foi ator, bailarino, e tantas coisas mais, que se tornou um atento observador e, às vezes, crítico das coisas do mundo.

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Pinçado da Internet

“Fé é assim: primeiro você coloca os pés depois Deus coloca o chão.”

Os Sertões (1)

A Biblioteca Nacional se une às homenagens aos 120 anos da morte do escritor cantagalense Euclides da Cunha, autor do clássico “ Os Sertões”.

À mostra estão um conjunto de documentos relativos ao escritor guardado em seu acervo.

A exposição “Euclides da Cunha. Os sertões, testemunho e apocalipse”, que foi inaugurada na última quinta-feira, 4, revisita “Os Sertões”, ressaltando sua prosa, o contraste entre o capital e o sertão e as divergências entre seus ideais e suas vivências no sertão.

A curadoria é assinada pelo trio Beatriz Jaguaribe, Maria Eduarda Marques e Helena Severo.

Os Sertões (2)

O colunista é do tempo em que ler Euclides da Cunha na escola era obrigatório.

É claro que ninguém entendia a complexidade de sua obra considerada como o primeiro livro-reportagem brasileiro, sobre o embate de Canudos, mas a escrita de Euclides da Cunha permanece como monumento narrativo e testemunho das cicatrizes da nação.

Os Sertões (3)

Euclides da Cunha também será o homenageado da Festa Literária de Paraty (Flip), que começa hoje, 10.

A professora e escritora Anabelle Loivos Considera, especialista na obra do escritor, lança por lá seu novo livro, "Pura, puxa, puta: poesia!", na Casa da Porta Amarela, amanhã, 11, às 13h30.

E também “Selva, sertão e letra: Euclides da Cunha em atravessamentos", na Casa da Literatura, no próximo sábado, 13, às 15h.

Fabiana Corrêa, escritora da região, também estará por lá, lançando “ Era uma vez Euclides da Cunha”, na sexta-feira, 12, às 11h, na Casa da Literatura.

As duas autoras têm laços fortes com Nova Friburgo.

O homem da montanha

O nosso filho ilustre Benito Di Paula, autodidata, pianista, cantor e compositor, inicia uma nova turnê com o show “Fim de Papo”, na sexta-feira, 12, às 21h.

Benito é o criador do samba jóia, declarado homem da montanha, e estreia no Teatro VillageMall, na Barra, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Depois circula por mais de 120 cidades entre Brasil, Itália, Portugal, França e Estados Unidos.

Luminarium (1)

No último fim de semana, o Rio abrigou o Congresso Luminarium com o tema “Medicina e Espiritualidade”, no Centro de Convenções SulAmérica.

No sábado, 6, o médico da Universidade Federal Fluminense (UFF), José Genilson, abordou o assunto, que é sua linha de estudos, atraindo um grande número de interessados.

No domingo, 7, foi a vez do médico Francisco Di Biasi, também especialista no tema, entre tantos outros médicos Phds de várias nacionalidades e especialidades falando sobre a nossa conexão espiritual.

Luminarium (2)

Palestra concorridíssima, a do indiano Amit Goswami que é um professor aposentado Phd em Física Teórica da Universidade de Oregon e estudioso da Parapsicologia e defensor de uma linha de pensamento chamada misticismo quântico.

Amit é referência mundial nos estudos da consciência, precursor em integrar ciência e espiritualidade com base nos princípios quânticos.

Quem também esteve por lá foi a jornalista Cristina Gurjão, que dedica-se a estudos holísticos e atualmente mora em Nova Friburgo.

De olho

Para os festeiros e promoters da cidade, vale a dica.

Uma lei aprovada pelo governador Wilson Witzel na última segunda-feira, 8, determina que marcas de bebidas alcoólicas não poderão patrocinar eventos estudantis que ofereçam as mesmas na modalidade open bar no Estado do Rio.

A proibição vale para festas e confraternizações que envolvam alunos menores de 18 anos.

A autoria do texto legislativo é da deputada estadual Lucinha.

Audiovisual                                                               

A boa nova para a turma do audiovisual é a mostra de curtas-metragens de Nova Friburgo, capitaneada pelo querido Luciano Santos, como parte da programação do Festival Sesc de Inverno.

A programação promove as características locais e seus vínculos, atuando na promoção da visibilidade, estímulo e intercâmbio da produção de artistas locais.

Filmes como “A Dama da Noite”, de Luciano Santos; “Kroven – O Monstro”, de Ilson Junior; “S2”, de Bruno Bini; “A florista do outro lado da praça”, de Guga Caldas, entre outros, serão exibidos durante o festival.

Foto da galeria
Euclides da Cunha (Acervo Biblioteca Nacional)
Publicidade
TAGS:

David Massena

David Massena

David estreou nas colunas sociais ainda na década de 70. É jornalista, cerimonialista, bacharel em Direito, escritor e roteirista. Já foi ator, bailarino, e tantas coisas mais, que se tornou um atento observador e, às vezes, crítico das coisas do mundo.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.