Cascata

David Massena

David Massena

David estreou nas colunas sociais ainda na década de 70. É jornalista, cerimonialista, bacharel em Direito, escritor e roteirista. Já foi ator, bailarino, e tantas coisas mais, que se tornou um atento observador e, às vezes, crítico das coisas do mundo.

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Pinçado da internet

“Não permita que o mesmo cachorro te morda duas vezes.”  

Cascata

Há um efeito cascata quando diminuem verbas nas universidades e, com isso, reduzem o número de estudantes nas unidades.

E se assim acontecer, há todo um entorno, sobretudo o comércio e os demais bens de serviço, que também sofrerão.

Esta é uma das conclusões tiradas na última segunda-feira, 27, na Alerj, onde aconteceu a primeira audiência pública da “Jornada do Corte Federal”.

O objetivo foi mensurar os impactos do contingenciamento de universidades e institutos federais, com representantes das unidades de ensino do estado do Rio.

Serpentes

O livro de Marina Colasanti, “Hora de Alimentar Serpentes”, é leitura obrigatória do primeiro exame de qualificação do próximo Vestibular da Uerj.

Com isso, a escritora Marina Colasanti tem participado de encontros, ministrado palestras, debates e marcado presença em escolas.

A escritora que tem casa em Friburgo, no distrito de Mury, participou ontem, 28, do “Clube de Leitura — Hora de Alimentar Ideias”, na Biblioteca Comunitária Paulo Coelho, no Solar Meninos de Luz, em Copacabana.

Nossa gratidão

Quem viveu os anos de 1980 em Nova Friburgo sabe a importância do maestro Ricardo Tacuchian para o desenvolvimento da música e das artes em geral na cidade.

A partir da sua presença, pelas mãos do ex- prefeito Heródoto Bento de Mello e demais colaboradores, muitos profissionais despertaram para o mercado musical, realizaram projetos, criaram instituições e despontaram no cenário das artes.

Tocada em praticamente todos os países da Europa e das Américas – cerca de duas mil apresentações ao vivo – sua obra acaba de chegar também na China, no Quindao Grand Theatre, onde “Pimenta Malagueta” foi aplaudida de pé, no último dia 5, com a perfeita leitura do violinista Alessandro Borgomanero.

Celebração

Com mais de 50 anos de carreira, o compositor e regente Ricardo Tacuchian está comemorando seus 80 anos com uma longa programação ao longo do ano.

As festividades já começam nesta semana: seu “Quarteto de Cordas nº 5” será apresentado pelo Quarteto Radamés Gnattali, na sexta-feira, 31, na Sala Cecília Meireles, e, em seguida, “Cinco miniaturas para viola e piano”, na leitura do Duo Burajiru, no Planetário da Gávea, no sábado, 1º de junho.

Estreia nacional

Em um ano marcado por profundos cortes no meio da música clássica (e no cultural, como um todo), é de se louvar a estreia nacional de sua “Sinfonia das Florestas” na Sala Cecília Meireles, já confirmada para julho, dia 12, com a Orquestra Sinfônica Nacional da UFF, sob regência de Tobias Volkmann.

Escrita em 2012 em quatro movimentos para orquestra sinfônica e solo de soprano, a obra sinfônica só foi apresentada fora do país, em 2013, quando teve sua estreia mundial nas três cidades de Castilla e Léon (Espanha), pela Orquestra Sinfónica del Conservatorio Superior de Música de Castilla-León.

Homenagens

Ao longo do ano, estão previstos diversos registros fonográficos de suas composições: “Pimenta Malagueta”, para violino solo, estará no CD do grupo Imago Mundi; a pianista Martha Marchena fez a gravação de “Il fait du soleil” para a Radio Nacional de Espana/Radio Classica; o Duo Burajiru lançará um disco com sua obra completa para viola; “Gengibre” ganhará o registro no CD de Philip Doyle (trompa solo); e o saxofonista Pedro Bittencourt fará sua leitura para “Delaware Park Suite” (para saxofone e piano).

Reverências

Em agosto, a Banda Sinfônica Paulista apresentará outras de suas peças, no Teatro Luiz Gonzaga, na capital paulista: “Nova Friburgo” (dobrado), “Fátima” (valsa) e “Festa de Quintal” (maxixe).

Já em outubro, o Encontro Fred Schneiter de Violão deste ano, no Rio, será dedicado a Tacuchian: sua obra “Paráfrase IV” será a peça de confronto do concurso.

Durante o evento, está programada a primeira audição mundial de sua “Sonata para Violão”, executada por Mário da Silva.

No fim do ano, o barítono Marcelo Coutinho fará um recital integralmente dedicado à música vocal do compositor.

E nós?

Pois bem, Ricardo Tacuchian merece todas as nossas reverências, não seria bacana que Nova Friburgo também aderisse às comemorações pelos 80 anos do mestre?

Em tempos de festas, efemérides e festejos, Nova Friburgo não pode e não deve trair sua própria memória.

Foto da galeria
O mestre, compositor, arranjador e maestro Ricardo Tacuchian, 50 anos de carreira e 80 anos de vida celebrados em todo o mundo (Foto: Stefano Aguiar)
Publicidade
TAGS:

David Massena

David Massena

David estreou nas colunas sociais ainda na década de 70. É jornalista, cerimonialista, bacharel em Direito, escritor e roteirista. Já foi ator, bailarino, e tantas coisas mais, que se tornou um atento observador e, às vezes, crítico das coisas do mundo.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.