Salários atrasados

Antônio Fernando

Blog do Antônio Fernando

Friburguense, jornalista, 65 anos, taurino e vascaíno. Antônio Fernando atuou em diversos veículos de Nova Friburgo e atualmente é redator das colunas Radar e Impressões onde ele deleita o leitor de A VOZ DA SERRA com suas visões peculiares sobre o mundo.

sexta-feira, 05 de janeiro de 2018

 

Salários atrasados

O governo do Estado Rio de Janeiro informou que pagará mais uma parte do salário pendente de novembro na próxima segunda-feira, 8, completando 96% de regularização. Devem receber os servidores que possuem vencimento líquido de até R$ 6.244. De acordo com a Secretaria estadual de Fazenda, estão nessa situação 55.136 servidores ativos, inativos e pensionistas. Ao todo, os depósitos somarão cerca de R$ 200 milhões.

*****

Com os novos depósitos previstos para a segunda-feira, ainda ficarão pendentes os salários de 15.927 servidores, que totalizam aproximadamente R$ 169,8 milhões. De acordo com a Secretaria de Fazenda, será anunciada posteriormente a data para regularização dos salários deste grupo.

Inflação nas fábricas

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) – que mede a variação de preços dos produtos na saída das fábricas – registrou inflação de 1,47% em novembro de 2017. A taxa ficou abaixo do 1,80% de outubro, mas acima de 0,80% de novembro de 2016. O dado foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPP acumula 3,73% nos 11 primeiros meses de 2017 e 5,07% em 12 meses, de acordo com o IBGE. Entre as grandes categorias econômicas, os principais responsáveis pela inflação de novembro foram os bens intermediários, ou seja, os insumos industriais para o setor produtivo (1,88%) e os bens de capital, isto é, as máquinas e equipamentos (1,42%).

Preços dos combustíveis

A Petrobras informou ontem, 4, que reduzirá os preços da gasolina em 0,9% nas refinarias a partir desta sexta-feira, 5. É a terceira queda consecutiva deste ano, de acordo com comunicado no site da estatal. A alteração faz parte da nova sistemática de formação de preços da petroleira, em vigor desde julho e que prevê reajustes quase que diários para os combustíveis. Em paralelo, a Petrobras disse que elevará os preços do diesel em 1,2% nas refinarias a partir de hoje.

Produção de veículos

A indústria brasileira de veículos voltou a elevar vendas de modelos novos em dezembro, ajudando a encerrar 2017 com alta de 9%, o primeiro crescimento em quatro anos seguidos de quedas, informou na quarta-feira, 3, uma fonte do setor com acesso a dados de emplacamentos.

As vendas de veículos novos em dezembro no país somaram 212,6 mil unidades, crescimentos de 4% sobre o volume emplacado em novembro e sobre o licenciado em dezembro de 2016, informou a fonte citando dados preliminares.

Crescimento dos gastos

Publicado na quarta-feira, 3, no Diário Oficial da União, o Orçamento Geral da União de 2018 prevê um crescimento de R$ 66,5 bilhões nas despesas obrigatórias em relação ao ano passado. A maior parte da alta (R$ 36,6 bilhões) vem dos gastos da Previdência Social. Neste ano, o orçamento destina R$ 1,253 trilhão em gastos obrigatórios, contra R$ 1,186 trilhão no ano passado. Somente os benefícios da Previdência saltarão de R$ 559,7 bilhões em 2017 para R$ 596,3 bilhões, o equivalente a 8,36% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país).

Ano será conturbado

As articulações para as eleições e a Copa do Mundo na Rússia devem afetar o andamento das votações no Congresso Nacional ao longo de 2018, principalmente a apreciação das propostas consideradas mais polêmicas que, para não atrapalhar o resultado das urnas, devem ser deixadas de lado. Até agora, além de provocar uma reestruturação de quase todos os partidos políticos, o pleito de outubro tem motivado mudanças em várias bancadas e aproximado parlamentares que buscam reeleição de suas bases eleitorais. Considerada fundamental pelo governo para o equilíbrio das contas públicas, na retomada dos trabalhos legislativos, a reforma da Previdência deve dominar a pauta primeiramente na Câmara e, se aprovada lá, depois ganhará destaque no Senado.

*****

De acordo com o cronograma estabelecido pelo presidente da Câmara, deputado federal Rodrigo Maia, o início dos debates sobre a proposta de emenda à Constituição (PEC) - que altera as regras de acesso à aposentadoria - está previsto para 5 de fevereiro e a votação foi marcada para começar na semana seguinte ao feriado de carnaval, que este ano terminará no dia 13 de fevereiro, uma terça-feira.

Publicidade
TAGS:

Antônio Fernando

Blog do Antônio Fernando

Friburguense, jornalista, 65 anos, taurino e vascaíno. Antônio Fernando atuou em diversos veículos de Nova Friburgo e atualmente é redator das colunas Radar e Impressões onde ele deleita o leitor de A VOZ DA SERRA com suas visões peculiares sobre o mundo.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.