Violência no Rio aumenta ocupação de hotéis em Friburgo

Clima, segurança e programação variada atraem turistas para o carnaval da cidade
terça-feira, 13 de fevereiro de 2018
por Dayane Emrich
Foto de capa

A onda de violência no Rio de Janeiro, com tiroteios, balas perdidas, assaltos e arrastões por toda a cidade, está levando muitos cariocas a pegar a estrada rumo à Região Serrana do estado para aproveitar o feriadão de Carnaval.  De acordo com dados divulgados pelo Nova Friburgo Convention & Visitors Bureau, a taxa de ocupação no município está em 80% e a expectativa é que este número ainda aumente.

Para a diretora de hotelaria do Convention Bureau e proprietária do Hotel Fabris, Ana Paula Lima Blaudt Fabris, uma série de fatores podem explicar a grande procura por hotéis na cidade. “Apesar de não termos recebido da prefeitura o calendário de eventos do Carnaval, Nova Friburgo tradicionalmente oferece uma gama de atividades durante a folia, como blocos de embalo e enredo, desfiles de escolas, concursos e shows. O clima agradável é outro fator que atrai os visitantes, além, é claro, da tranquilidade”, afirma.

Ainda segundo Ana Paula, a maioria dos visitantes que já fizeram reservas vem com a família. “São pais com os filhos pequenos, sogras, tios. Grande parte deles vem do Rio. Alguns querem fugir da muvuca, outros querem aproveitar a folia com segurança, o chamado Carnaval da Família, como é conhecido o de Friburgo”, explica ela.

É o caso do funcionário público Cristóvão Oliveira, que todos os anos sobe a serra com a esposa Rosângela e os dois filhos, Theo e Stela, de 4 e 6 anos. “Todo Carnaval optamos por vir. No Rio não nos sentimos seguros para levar às crianças à rua. Aqui é um ambiente mais familiar, tem marchinhas e músicas infantis. As crianças adoram, brincam bastante e nós ficamos tranquilos”, conta ele.

Quem também vai aproveitar a folga para pegar a estrada é o casal Luiz Alberto Maia, de 56 anos, e Lenita Cavalcante, 53, que moram na capital. “Estou vindo para Friburgo para fugir da violência e da zona que fica a cidade nessa época. Detesto Carnaval e desde a década de 90 viajo para Friburgo. Minha ideia é passear, pedalar e ficar longe dos blocos”, conta ele, revelando que: “a violência aumenta a cada dia no Rio e nós até já estamos pensando em nos mudar para Friburgo”.

No entanto, se por um lado o aumento da violência na capital tem atraído turistas para Nova Friburgo, por outro, os casos de morte por febre amarela na cidade e em municípios vizinhos tem feito muita gente desistir de passar o Carnaval por aqui. É o que conta o presidente da Associação do Comércio e da Indústria de São Pedro da Serra e proprietário da pousada Canteiros, João Carlos Leal. “Por conta dos casos da doença, a procura esfriou e houve até alguns cancelamentos. Felizmente, esta semana recebemos  algumas ligações e acreditamos que as desistências serão compensadas pela procura de última hora”, disse ele.

Operação Abre Alas

Se o que os visitantes estão buscando é segurança, para garantir que nada estrague a brincadeira em Nova Friburgo, a Polícia Militar vai intensificar o policiamento nas ruas do Centro. De acordo com o comandante do 11º BPM, coronel Eduardo Vaz Castelano, serão 180 policiais circulando por dia na cidade.

“Ao todo serão 100 agentes do serviço ordinário, isto é, que já circulam normalmente, e outros 80 policiais extras. Eles ficarão distribuídos em diferentes pontos, mas a maioria ficará na Avenida Alberto Braune, onde acontecem os desfiles, e na Praça Dermeval Barbosa Moreira e Getúlio Vargas, onde a aglomeração de pessoas também costuma ser grande”, explica Castelano.

Ainda de acordo com o comandante, a operação, chamada de Abre Alas, terá agentes circulando em viaturas da patamo, motocicletas, bike e, a maioria deles, a pé. “Também teremos agentes em torres de observação. Tudo para garantir a segurança dos foliões.”

 

LEIA MAIS

Diretor conta as dificuldades na avenida, como a porta-bandeira Dandara, que passou mal durante todo o desfile

Desfile comemora, do outro lado do Atlântico, os 200 anos da fundação de Nova Friburgo

Escola de Olaria vence a Vilage por apenas 3 décimos. Saudade fica em terceiro e Alunão, em quarto

Publicidade
Agora Faz
TAGS: carnaval