Às vésperas do bicentenário, Secretaria de Turismo tem novo titular

Pablo Sprei assume a pasta no lugar de Wilton Neves, que vai para Subsecretaria de Governo
quarta-feira, 11 de abril de 2018
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
Wilton Neves, agora subsecretário de Governo (Arquivo AVS)

A onda de mudanças  na Prefeitura de Nova Friburgo continua a todo vapor - e lembra aquele bordão de uma conhecida emissora de notícias: em 20 minutos, tudo pode mudar. No fim da tarde desta terça-feira, 10, foi anunciada mais uma:  Wilton Neves deixa a Secretaria Municipal de Turismo e vai assumir a Subsecretaria de Governo. Com a mudança, Pablo Sprei, que era subsecretário de Turismo, vai assumir interinamente a titularidade da pasta, às vésperas dos festejos do bicentenário da cidade.

Segundo nota emitida pelo governo Renato Bravo, a mudança visa a promover uma maior integração entre o primeiro escalão do Palácio Barão de Nova Friburgo.

Desde a última quinta-feira, 5, a Guarda Municipal está sob novo comando: o servidor Carlos Fernando de Freitas assumiu o cargo que era ocupado por Ofélia Aguiar Martins.

Também está sendo mexida a Secretaria municipal de Cultura: Marcos Marins, que comandava a pasta desde o início do governo Bravo (na foto, a composição original do secretariado), deixou o cargo para se candidatar a deputado estadual. Em seu lugar ficará outro servidor de carreira, o músico Mário José Bastos Jorge, o Marinho.

Marinho e  Freitas integram o quadro de funcionários concursados da prefeitura há praticamente duas décadas.

Freitas disse que pretende reestruturar a GM para criar maior proximidade com a população e comerciantes. “Além disso, queremos proporcionar um melhor ordenamento do espaço público e uma sensação de segurança melhor à população, trabalhando em conjunto com demais órgãos de segurança pública como a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Isso, sem deixar de lado a atuação junto às secretarias municipais de Políticas Sobre Drogas, Assistência Social e Ordem e Mobilidade Urbana”, reforçou.

Já Marinho prometeu levantar a bandeira da reativação do Centro de Artes de Nova Friburgo, o saudoso Porão da Arte,  como prioridade.

Governo Bravo: nem é bom piscar...

O governo Renato Bravo vem sendo marcado por constantes mudanças em seus quadros.  Outra mudança recente na prefeitura foi a do cargo de secretário de Ciência e Tecnologia. Em 1º de março, o ex-vereador e professor Marcelo Verly assumiu a pasta no lugar de Bruno Lannes, que ocupava interinamente o cargo e agora passa a responder como subsecretário. Em fevereiro, o engenheiro civil Marcelo Faria deixou o cargo de secretário municipal de Obras alegando que iria se dedicar a sua profissão, acrescentando que “A estrutura da prefeitura é deficiente, precisa de gente e recursos, e exige muita dedicação”.

Em janeiro, o vereador Marcio Damazio anunciou a sua saída do cargo de secretário municipal de Serviços Públicos de Nova Friburgo para cuidar do filho Lucas, que sofreu um acidente doméstico e teve um dos pés amputados. A pasta foi assumida no fim do mesmo mês, pela administradora Patrícia Marques da Silva Almiron. Já as vésperas do Natal, ocorreu o afastamento, por ordem judicial, de Suzane Menezes da Secretaria de Saúde, substituída por Christiano Huguenin (já o terceiro titular da pasta). Suzane havia assumido o posto em fevereiro de 2017, no lugar de Rodrigo Romito, que deixara a Saúde por determinação do Comitê Gestor da Saúde.

Também em fevereiro, Rosane Pinto pediu exoneração da Ordem e Mobilidade Urbana, alegando motivos pessoais. Nesta pasta também já houve duas mudanças, já que Luiz Filipe Laginestra, que assumira no lugar de Rosane, foi substituído pelo prefeito em outubro. Em abril, a professora Josanne Marchon de Oliveira pediu exoneração da Secretaria de Educação alegando “questões familiares”. O posto foi ocupado interinamente pelo subsecretário Igor Pinto, até Renato Satyro assumir o comando, em meados de junho.

Em julho, o advogado e engenheiro mecânico Amaro Gervásio Filho deixou a Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissionalizante e Superior, também alegando razões pessoais. Ele tinha assumido o posto em março, depois de sair da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e Trabalho, que passou a ser comandada pelo vereador Christiano Huguenin (PMDB).

Em outubro, o secretário de Agricultura, Alexandre Jacintho Teixeira, também pediu exoneração. A pasta permanece até hoje sem titular. Fora do primeiro escalão, em agosto, a Subsecretaria de Comunicação também passou por mudanças internas. No mesmo mês, o  prefeito fez um troca-troca mudando vários nomes de uma só vez: na Mobilidade Urbana (Smomu), Meio Ambiente, Subprefeitura de Conselheiro e Controladoria Geral. Na Smomu, assumiu Marques Henrique de Jesus, então subsecretário de Posturas.

No Meio Ambiente, o secretário Alexandre Sanglard deixou a pasta para assumir a Subsecretaria de Planejamento Urbano e atuar no Projeto de Fortalecimento da Estratégia Nacional de Gestão Integrada de Riscos em Desastres Naturais (Gides). No seu lugar ficou Roberto Cocarelli. Na Controladoria Geral,  Léo Fernandes de Andrade Nunes deu lugar a Elizabeth Riguetti. A Subprefeitura de Conselheiro Paulino foi confiada a Lucimar Corrêa, que assumiu no lugar de José Luiz Paixão.

 

 

LEIA MAIS

Escolha de Marinho sinaliza valorização dos quadros internos da pasta, onde servidor de carreira já atua desde 2009

Secretário de Obras, Marcelo Faria é o oitavo integrante do primeiro escalão a deixar o cargo

Nome forte e decisivo na campanha, empresário deixa de integrar o grupo de "conselheiros" do prefeito

Publicidade
Agora Faz
TAGS: secretariado