Três meses depois,‭ ‬mulher atingida por caixas de repolho dá seu depoimento

Vanderléia de Fátima Zimbrão Rosadinho ‬estava caminhando pelas margens da na RJ-130 quando foi atingida pela carga que se desprendeu de um caminhão
sexta-feira, 08 de janeiro de 2016
por Jornal A Voz da Serra

Em‭ ‬29‭ ‬de setembro de‭ ‬2015,‭ ‬um vídeo impactante foi assistido por milhares de friburguenses:‭ ‬nas imagens,‭ ‬feitas de dentro de um veículo na RJ-130,‭ ‬que liga Friburgo a Teresópolis,‭ ‬um caminhão carregado com caixas de repolho se desestabiliza em uma curva,‭ ‬derrubando dezenas delas pela estrada.‭ ‬Vanderléia de Fátima Zimbrão Rosadinho,‭ ‬de‭ ‬48‭ ‬anos à época,‭ ‬estava caminhando pelas margens da via,‭ ‬sendo imediatamente atingida pela carga que se desprendeu do veículo.‭

O motorista foi conduzido‭ ‬à‭ ‬110ª‭ ‬Delegacia de Teresópolis,‭ ‬onde foi registrada a ocorrência.‭ ‬Levada para o Hospital das Clínicas de Teresópolis,‭ ‬Vanderléia sofreu fraturas em quatro partes do fêmur,‭ ‬além de quebrar o nariz e demais ferimentos menos graves.‭ ‬Nesta semana,‭ ‬A VOZ DA SERRA esteve na casa da vítima,‭ ‬na localidade de Vieira,‭ ‬para saber como foi o acidente e o período de recuperação.‭ ‬Confira o depoimento:

Vanderléia:‭ “‬Estava descendo para pegar‭ ‬uma‭ ‬ficha no posto de saúde para fazer uma consulta e exames.‭ ‬Como era caminho do serviço eu pensei em ir do mesmo lado,‭ ‬porque eu sempre ia do outro lado.‭ ‬Havia atravessado a ponte,‭ ‬quando uma amiga me chamou.‭ ‬Achei que ela quisesse entregar alguma correspondência,‭ ‬mas quando eu parei para ver se vinha‭ ‬algum‭ ‬carro,‭ ‬eu já vi as caixas descendo.‭ ‬E me dei conta que estava no chão.‭ ‬Pensei:‭ ‬Meu Deus,‭ ‬o que houve‭? ‬Logo apareceram algumas pessoas,‭ ‬pedi para ligarem para a minha filha e a minha patroa.‭ ‬O socorro‭ ‬dos bombeiros‭ ‬de Bonsucesso‭ ‬[distrito vizinho‭] ‬me ajudou.‭ ‬Foi um susto.‭ ‬Fiquei bem machucada,‭ ‬meu lábio‭ ‬se‭ ‬cortou e‭ ‬levei três pontos.‭ ‬Meu nariz quebrou,‭ ‬mas foi preciso cirurgia.‭ ‬O tratamento foi ótimo.‭ ‬Na clínica,‭ ‬em Teresópolis,‭ ‬fiz um raio-X e na hora viram‭ ‬que minha perna estava quebrada,‭ ‬meu fêmur estava quebrado em quatro lugares.‭ ‬Me medicaram também.‭ ‬Depois o responsável pelo acidente me‭ ‬transferiu para um hospital particular.‭ ‬Atualmente estou fazendo fisioterapia todos os dias e me sinto‭ ‬bem melhor,‭ ‬graças a Deus.‭ ‬Eu não posso parar.‭ ‬A vida continua‭”‬.

LEIA MAIS

Ele teria perdido controle da direção, carro capotou e caiu em ribanceira na Estrada de Dona Mariana

Ele teria se desequilibrado ao fazer reparo em telhado de edifício na Rua Rodolfo Albino

Arlete da Silva Cabral era avó de menino que sobreviveu. Bombeiro, que também morreu, tinha epilepsia

Publicidade
Agora Faz
TAGS: acidente | RJ-130