Temporais causam deslizamentos, alagam casas e desalojam famílias

Defesa Civil registrou 7 ocorrências na cidade entre esta quarta e quinta. Chuvas continuam até a 1ª semana de janeiro
quinta-feira, 28 de dezembro de 2017
por Dayane Emrich
Foto de capa
Enxurrada na localidade de Prainha, em Conquista (reprodução da internet)

Os fortes temporais  que atingiram Nova Friburgo nesta quarta, 26, e quinta-feira, 27, causaram quatro deslizamentos de terra, alagamentos em diversos pontos da cidade e deixaram duas famílias desalojadas, totalizando sete ocorrências. Apesar dos transtornos, ninguém ficou ferido.

De acordo com a Defesa Civil municipal, no início da tarde desta quinta houve deslizamentos na Rua Ricardo dos Santos, em São Geraldo, e no distrito de Conselheiro Paulino, nas localidades de São Jorge, e na Rua Vinicius de Morais, no Jardinlândia, onde uma tubulação estourou e provocou a queda de uma barreira.  Também em Conselheiro, o rio transbordou e alagou a Rua Sebastião Pereira da Silva.

Na tarde de quarta-feira, um temporal deixou alagados  trechos do Condomínio Terra Nova, construído pelo governo do estado para desabrigados da tragédia de 2011, como antecipou o site de A VOZ DA SERRA. Também houve um deslizamento de terra que derrubou um muro na Rua Joaquim Pereira Bispo, no distrito de Conselheiro Paulino, deixando a via parcialmente interditada (foto acima). De acordo com a Defesa Civil, nenhuma imóvel foi atingido.

Um dos locais mais atingidos pelo temporal da quarta-feira foi a localidade de Prainha, em Conquista (foto acima). Segundo informações do  subtenente da Defesa Civil, Gomes Ribeiro da Conceição, o rio transbordou, atingiu residências e deixou duas famílias desalojadas. De acordo com ele, os imóveis, no entanto, não foram interditados. Em nota divulgada na tarde de ontem, a prefeitura informou que a Secretaria de Assistência Social está acompanhando as famílias vítimas dos temporais. A Cruz Vermelha esteve no local na manhã de ontem, distribuindo cestas básicas e outros itens de primeira necessidade aos afetados.

Também por conta dos riscos de chuvas fortes e moderada para os próximos dias, a Defesa Civil anunciou que o município está novamente em estado de atenção.  Este estado é o segundo nível em uma escala que vai até quatro e indica a possibilidade de chuva moderada ou ocasionalmente forte, nas próximas horas. Há ainda os estágios de normalidade, alerta (registro de chuvas intensas) e alerta máximo (crítico – continuação da chuva). O órgão está de prontidão 24h por dia, através do telefone 199. A foto abaixo mostra imagem do radar meteorológico captada no início da tarde desta quinta, mostrando forte precispitação (em vermelho) sobre Nova Friburgo.

De acordo com todas as previsões meteorológicas, o tempo deve continuar instável, com chuvas intercaladas com períodos nublados e até ensolarados, pelos próximos dias. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nesta sexta-feira, 29, o tempo também deve permanecer fechado com pancadas de chuva. Os termômetros ficarão entre 18 e 21 graus. No sábado e domingo, véspera de réveillon, a previsão também é de temporais e as temperaturas variam entre 17 e 21 graus. O tempo só deve melhorar no primeiro fim de semana de 2018.

Alagamentos

No último dia 16 um temporal deixou a Avenida Alberto Braune e as ruas Farinha Filho, Sete de Setembro e aquelas no entorno da Praça Getúlio Vargas, todas no Centro, alagadas. Raios e fortes rajadas de vento também assustaram os friburguenses.

 

LEIA MAIS

Com entrada gratuita, Juarez Frotté é um dos preferidos dos friburguenses em dias de sol

Estado já teve 3 mortes pela doença confirmadas neste início de ano, uma delas em Teresópolis

Entorno da Praça Getúlio Vargas vira um rio em menos de 1 hora

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Clima