Supera Rio Uerj vai debater alternativas para superar a crise da Uerj

Evento suprapartidário vai reunir parlamentares, professores, alunos, ex-alunos, associações e reitoria nesta segunda
sábado, 12 de agosto de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa

O evento Supera Rio Uerj, que será realizado nesta segunda-feira, 14, no campus da instituição no Rio de Janeiro, a partir das 16h, vai reunir diversos parlamentares, professores, alunos, ex-alunos, associações e reitoria para discutirem alternativas para a crise que o estado e principalmente a universidade enfrentam. O Supera Rio Uerj contará com painéis sobre autonomia e a importância do duodécimo para a Uerj.

De acordo com o professor de engenharia da Uerj Nova Friburgo, Ricardo Hudson, a crise atual está afetando todo o serviço público e constitucional no estado do Rio de Janeiro. “A Uerj, nesse momento, enfrenta a maior crise de sua história. A solução perpassa no repasse, pelo governo estadual, dos duodécimos em que a Universidade tem direito garantido constitucionalmente, o que não está acontecendo desde o ano passado. Essa verba é que garante o funcionamento da universidade”, destaca. Ainda segundo Ricardo, o governo precisa restabelecer os pagamentos das bolsas dos alunos, reativar o restaurante universitário, pagar as empresas que prestam serviços de limpeza e segurança, colocar em dia os pagamentos dos funcionários e pensionistas, atrasados há três meses, e o décimo terceiro salário do ano passado.

O Supera Rio é um movimento liderado pelo deputado estadual Wanderson Nogueira (Psol), e organizado em parceria com a Associação de Docentes da Universidade do Estado do Rio Janeiro  (Asduerj). De caráter suprapartidário, as discussões nesta segunda-feira contarão com a participação de mais de 20 parlamentares de oito partidos. Entre os confirmados, os deputados federais Alessandro Molon (Rede); Alexandre Valle (PR), Glauber Braga e Chico Alencar (Psol), Jandira Feghali (PC do B); Wadih Damous (PT) e Zé Augusto Nalim (PMDB). E os deputados estaduais: Carlos Minc (sem partido); Comte Bittencourt (PPS); Dr. Julianelli (Rede); Eliomar Coelho; Flávio Serafini, Marcelo Freixo, Paulo Ramos e Wanderson Nogueira, toda bancada do Psol na Alerj, Enfermeira Rejane (PC do B), Gilberto Palmares, Zeidan e Waldeck Carneiro (PT) e Luiz Paulo (PSDB).

O evento já conta, no Facebook, com mais de três mil pessoas entre confirmadas e interessadas em debater como salvar a Uerj. Para o deputado estadual Wanderson Nogueira, essa é a hora ideal para unir todos os parlamentares, comunidade acadêmica e população para que a Uerj continue resistindo. “O ano letivo de 2017 está suspenso por tempo indeterminado. Com os danos gerados pelo descaso do governo, a instituição não teve escolha. Este é o momento em que cada pessoa que acredita no poder transformador do ensino deve lutar com a Uerj pela educação para vencer a crise. A Universidade do Estado do Rio de Janeiro é gigante, e sua história tem valor! A Uerj resiste e precisa de autonomia. É mais do que um abraço, é um grito de que a Uerj não é responsável pela crise, mas é a solução para a crise”, destaca Wanderson.

Um dos pontos a serem discutidos no encontro será a busca pela autonomia da Uerj em relação ao governo do estado. Para o professor Ricardo Hudson, isso não deveria acontecer. “A Uerj é um órgão do Estado do Rio de Janeiro e uma obrigação constitucional, não vejo como ficar independente do Estado pela sua finalidade que é voltada ao ensino, pesquisa, extensão gratuita e de qualidade”, opina o docente do campus de Nova Friburgo.

“O Supera Rio Uerj vai aprofundar os debates sobre a crise que o governo do estado enfrenta hoje e saber por qual motivo o governo está penalizando a Uerj, que é fundamental para o desenvolvimento. Defendo a Uerj e as universidades quanto ao recebimento do duodécimo, que dá autonomia administrativa e financeira para que a universidade saia desse lamaçal que o governo do estado mergulhou as universidades”, frisou o deputado estadual Luiz Paulo (PSDB), que será um dos palestrantes.

Os impactos dessa reunião interessam diretamente aos professores, alunos e funcionários do campus da Uerj em Nova Friburgo. “Quando falamos de Uerj, estamos falando também dos seus núcleos regionais, e estamos falando do Instituto Politécnico do Rio de Janeiro (IPRJ), em Nova Friburgo. O funcionamento da Uerj de Friburgo depende da matriz, no Rio de Janeiro. A universidade é uma só”, afirma o professor.

Programação - SuperaRio Uerj

Ato parlamentar em defesa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Data:14 de agosto

Horário: 16h às 19h

Local: Capela ecumênica da Uerj

16h - Abertura

- Representante da reitoria da Uerj

- Alessandro Molon – deputado federal

- Wanderson Nogueira – deputado estadual e idealizador do movimento Supera Rio

- Comte Bittencourt – deputado estadual e presidente da Comissão de Educação da Alerj

- Representante da Asduerj (Associação de Docentes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

- Representante da Sintuperj (Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Públicas Estaduais do Rio de Janeiro)

- Manuelle Maria Marques Matias – Representante da APG-Uerj (Associação de Pós-graduandos)

- Leonardo Salles – diretor do DCE da Uerj

17h às 17h40 - Autonomia e a importância do duodécimo

- Luiz Paulo Corrêa da Rocha – deputado estadual

- Henrique Couto da Nóbrega – diretor jurídico da procuradoria da Uerj

- Gustavo Berner – representante do jurídico da Asduerj

- Ricardo Lodi – diretor da Faculdade de Direito da Uerj

17h40 às 18h30 - Todos pela Uerj

- Ato com deputados estaduais, deputados federais e senadores presentes na resistência pela Uerj

 

LEIA MAIS

Campanhas incluem doação de sangue, alimentos e roupas para idosos e animais, e palestras sobre saúde e meio ambiente

Prioridade neste momento é suprir a forte demanda por vagas nas creches de Nova Friburgo, diz Renato Satyro

Os desafios que jovens e adultos enfrentam para aprender a ler e escrever

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Educação