Sinais de trânsito em led começam a ser instalados em Friburgo

Financiada por parceria público-privada, nova sinalização deve reduzir custos com manutenção e iluminação
segunda-feira, 12 de março de 2018
por Dayane Emrich (dayane@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
A instalação dos novos sinais na Alberto Braune (Foto: Daniel Marcus (PMNF)

Depois da instalação de 23 postes e 27 braços de sinais de trânsito, as principais vias do Centro de Nova Friburgo começaram a receber na manhã de ontem, 12, os novos semáforos de LED. O primeiro local a ganhar o equipamento foi a Avenida Alberto Braune, no trecho em frente a prefeitura. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos ainda este mês.

Entre os locais que vão ganhar a nova sinalização estão: o cruzamento da Avenida José Ruiz Boléia com a ponte da Rua Sete de Setembro; a Rua Coronel Galeano das Neves (em frente ao Friburgo Shopping) e a esquina da Rua Farinha Filho com a Praça Getúlio Vargas; o cruzamento da Praça Dermeval Barbosa Moreira com a Rua Monte Líbano e a esquina da Avenida Alberto Braune com a Rua Duque de Caxias.

Fazem parte da lista de locais beneficiados também a Rua Moisés Amélio, em frente ao Cadima Shopping, a esquina da Rua Leuenroth com a Alberto Braune; a Rua Comandante Ribeiro de Barros, no Paissandu; a rotatória do Paissandu; e a Avenida Emil Cleff, no bairro Ypu.

Anunciada em outubro do ano passado, a substituição da nova sinalização vertical e horizontal é financiada através de uma parceria público-privada (PPP) e custou cerca de R$ 500 mil. O projeto é executado pela empresa Acesstran, de Bom Jardim, que estima redução em 90% do custo com energia elétrica com os sinais, gerando economia de até R$ 100 mil aos cofres do município.

Além da economia, de acordo com o secretário municipal de Ordem e Mobilidade Urbana, Marques Henriques, a nova sinalização contará com botoeiras para portadores de deficiência visual. “Os equipamentos permitem a leitura em braile para que o pedestre acione um botão e atravesse somente quando ouvir um sinal sonoro”, disse ele.

LEIA MAIS

Esquema de pare-e-siga vai ser adotado para instalação de vigas de concreto no alargamento de duas pontes

Historiadora, pesquisadora e professora Vanessa Melnixenco fala de seu livro, “Nova Friburgo - 200 Anos”

Veículos estavam circulando sem o selo de vistoria de 2017

Publicidade