Secretário mostra pagamentos e reafirma que não deve a creche

Subvenção à Colmeia do Senhor pode ser revista pelo Conselho Municipal de Educação no próximo ano
sexta-feira, 20 de outubro de 2017
por Alerrandre Barros
Foto de capa
O secretário Renato Satyro mostra relatórios de pagamentos à creche Colmeia do Senhor (Fptp: Alerrandre Barros)

O secretário municipal de Educação, Renato Satyro, reafirmou nesta quinta-feira, 19, que todas as parcelas da subvenção paga à Creche Colméia do Senhor estão em dia. No seu gabinete, ele mostrou relatórios de pagamento e reiterou que não há atrasos de dois meses, em contraponto ao que disse o diretor da unidade, Jamil Salim, no início da semana.

“Se os salários de agosto e setembro dos funcionários da creche estão em atraso, não foi por falta de pagamento da Prefeitura de Nova Friburgo. Os documentos mostram que a subvenção foi paga dentro do mês previsto”, disse Satyro.

A última parcela, referente à setembro, foi quitada no dia 17 de outubro. Já a subvenção do mês de agosto foi paga no dia 4 de setembro, segundo os relatórios apresentados pelo secretário a A VOZ DA SERRA. Os funcionários da creche paralisaram as atividades na última terça-feira, 17, porque não receberam os salários de agosto e setembro.

Satyro confirmou que a subvenção de R$ 67.092,57 é sempre quitada no mês seguinte, mas contestou que haja uma data fixa para pagamento. Ou seja, o governo pode pagar a subvenção em qualquer dia no início do mês, no meio, ou no fim do mês. O diretor da creche, Jamil Salim, disse que havia feito um acordo com o governo de receber o pagamento até o dia 18 de cada mês.

“Não existe esse acordo formal”, disse Satyro, que assumiu a pasta em junho deste ano.

O secretário também comentou que as duas últimas parcelas da subvenção serão pagas em dezembro. O Conselho Municipal de Educação já começou a avaliar com quais instituições filantrópicas vai renovar as subvenções para os próximos anos. Procurado pelo jornal, Salim estava no Rio de Janeiro, e não respondeu a tempo do fechamento deste texto.

Na quarta-feira, 18, funcionários da creche retomaram às atividades depois que souberam que a subvenção seria depositada. Os salários, porém, só devem ser quitados nesta sexta-feira, 20, por causa do prazo de compensação. A paralisação deixou cerca de 280 crianças sem aula. Pouco mais de 30 funcionários trabalham no local, que funciona no Prado, no distrito de Conselheiro Paulino.

 

LEIA MAIS

Professores e técnicos receberam salários atrasados. Alunos ainda aguardam pagamento de bolsas

Etapa é destinada a quem não foi alocado na 1ª fase, àqueles que não se inscreveram anteriormente e aos que não confirmaram a reserva de vagas

Serviço é destinado apenas a quem teve problemas para encontrar classificação na lista de espera por vaga no sistema online

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Educação