Saiba, pelo formato, o que há de errado com a sua barriga

Identifique se a causa da gordura abdominal é birita, estresse, intolerância alimentar ou algum tipo de inflamação
sexta-feira, 01 de setembro de 2017
por Antonio Fernando
Foto de capa

Você faz dieta, sua a camisa na academia, caminha ou até corre na avenida, mas ela continua no mesmo lugar. Até mesmo para quem não é obeso, a barriga saliente pode ser um incômodo e tanto. De acordo com nutricionistas, para se livrar de vez da gordura abdominal, em geral, é preciso perder peso, já que o emagrecimento é global, com perda mais acentuada onde há acúmulo de banha. Apesar disso, existem hábitos - alimentares ou não - que ajudam a reduzir esse volume desnecessário.

Muitos são muitos os brasileiros que querem moldar melhor essa região do corpo. Antes de iniciar uma série de exercícios, é importante conhecer os tipos de barriga. Por que conhecer os tipos de barriga? Acontece que determinadas atividades físicas são mais benéficas para alguns tipos e nem tanto para outros. Além disso, alguns tipos de barriga são definidos por hormônios, o que também influencia na sua escolha. Identifique aqui qual é o seu tipo de barriga e como acabar com ela com simples sugestões.

Pneuzinho sobressalente

Pessoas que levam uma vida sedentária e trabalham muito tempo sentadas podem ter pneuzinhos na barriga. Este é um dos tipos de barriga que normalmente têm uma ligação emocional com alimentos açucarados ou álcool. Reduza o consumo de álcool. O álcool se transforma em açúcar puro e, uma vez consumido, vai direto para a sua cintura. 

Barriga de estresse

Quando estamos estressados, o organismo produz cortisol, um hormônio que estimula o corpo a se agarrar à gordura ao redor do estômago. Este tipo de barriga também é bastante dura ao toque, e não oscilante. Para acabar com ela vá para a cama mais cedo e durma mais. A falta de sono interrompe a produção de leptina, que ajuda a regular o apetite e o metabolismo.

Pochete

As pessoas que têm este tipo de barriga podem até ser magras, mas não conseguem se livrar da gordurinha um pouco abaixo da barriga. Pessoas que não cuidam da sua alimentação estão sujeitas a esse tipo de barriga. Uma boa alimentação e muita fibra são essenciais para melhorar as condições digestivas, como inflamação, inchaço e constipação – todas capazes de gerar uma barriga do tipo pochete.

Barriga inchada

Barrigas inchadas são frequentemente planas na parte da  manhã, mas incham ao longo do dia. O inchaço afeta tanto pessoas magras quanto as que sofrem com sobrepeso. É quase sempre causada por intolerâncias alimentares e alergias, ou intestinos preguiçosos. Tente eliminar alimentos aos quais você seja intolerante, como o glúten, por 15 dias, e confira se o inchaço diminui.

(Fonte: fortissima.com.br / bateucuriosidade.blogspot.com.br)

 

LEIA MAIS

Destinação dos recursos ainda será definida pela prefeitura

Secretaria de Saúde convoca população a doar sangue. Unidade funciona anexa ao Hospital Raul Sertã

Mais de 15 unidades de saúde vão participar. Ação é direcionada a crianças e adolescentes

Publicidade
Agora Faz
TAGS: saúde