Programa oficial dos 200 anos lota auditório da Acianf

Evento que destacou parcerias público-privadas, criação de oportunidades e viés educacional reuniu dezenas de autoridades e representantes da sociedade
segunda-feira, 04 de setembro de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
Cristina Bravo fala da importância do legado (Divulgação)

Representantes da sociedade civil e autoridades dos mais diversos órgãos tiveram a oportunidade de conhecer nesta segunda-feira, 4, os projetos que estão sendo elaborados no município para o bicentenário de Nova Friburgo. O Programa dos 200 anos - a ser comemorado no próximo dia 16 de maio de 2018 - foi apresentado durante um café da manhã no auditório da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf).

A apresentação foi conduzida pela primeira-dama, Cristina Bravo, que iniciou o painel enfatizando as ações estruturantes como presentes para a cidade. “O Programa 200 anos é a criação de um legado com base na formação histórica, pautada no empreendedorismo, na diversidade e em nossos desejos de cidade futura. Nós vamos usar a linguagem contemporânea no projeto, pois queremos atingir todos os bairros e todos os públicos”, afirmou Cristina.

Baseado na missão da atual Prefeitura de Nova Friburgo, que é a de “atuar através de parcerias público-privadas, visando ao desenvolvimento local sustentável, o fomento do folclore, da cultura e do turismo”, a primeira-dama também aproveitou a ocasião para citar a importância da relação público-privada e da criação de oportunidades para fazer com que Nova Friburgo seja um munícipio de destaque no cenário atual. “A educação será o viés principal de nossas ações”, afirmou.

Uma das ações que receberam destaque durante a manhã de apresentações foi o Meu Bairro + 200. O projeto visa a levar aos bairros capacitações e estruturas capazes de integrar os moradores de localidades mais afastadas do Centro da cidade. “O trabalho de descentralização de serviços é essencial para a construção do empreendedorismo na cidade”. São Geraldo será um dos bairros que receberão a ação. Entre as propostas para a localidade estão a criação de um espaço de lazer sustentável e uma grande ação de replantio.

Ainda como ação sustentável, em julho, foi iniciado o trabalho de plantio de mudas. Até agora, 200 foram plantadas na Via Expressa. Localidades como o Terra Nova e a Praça do Suspiro também serão contempladas. De acordo com a prefeitura, a ideia é que o município receba um total de 200 mil mudas até 2018, ação que deve contar com a participação de alunos do município.

O site do projeto 200 anos deve estar disponível na próxima semana, no endereço www.200anos.com, bem como o e-mail para quaisquer sugestões: 200anosnovafriburgo@gmail.com. O comitê que encabeça o projeto ficará alocado no espaço do antigo Fórum da cidade, localizado na Praça Getúlio Vargas.

Consulados e colônias

Durante a manhã de apresentações, também foi debatido o envolvimento dos consulados e das colônias do município no bicentenário da cidade. A criação de um livro comemorativo com uma linguagem moderna, que resgatará a história de Nova Friburgo, e um livro de contos para escolas, voltados para o público infantil, também estão entre os projetos que integram o programa.

O prefeito de Nova Friburgo, Renato Bravo, finalizou a apresentação citando outros projetos e realizações, como o Cidade Verde, em parceria com a InterTV,  e o projeto de lei Cidade Limpa, assinado e entregue ao representante da Câmara Municipal, vereador Marcio Damazio. “Vamos fazer 200 anos em 16 de maio de 2018, mas podemos fazer uma comemoração o ano inteiro. Isso é importante para as negociações, conversas e projetos que irão se apresentar”, afirmou Renato.

Cidade Limpa

Baseado no conceito de “Cidade Limpa”, tendência mundial que vem se alastrando pelo país a partir de bons exemplos adotados em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e outras do Sul do país, no mote do projeto está a redução da poluição visual. Uma das principais vertentes, inclusive, é a padronização de fachadas, ação que também é uma antiga bandeira abraçada por setores da sociedade friburguense e pelo jornal A VOZ DA SERRA, em defesa da valorização do patrimônio histórico.

Hoje encoberta por letreiros dos mais diferentes tamanhos e cores, o casario da Avenida Alberto Braune e da Praça Getúlio Vargas, por exemplo, tem sobrados que datam da década de 30. Historicamente, a ideia de limpar o visual da cidade enfrenta resistências por parte de comerciantes e do setor de publicidade.

A VOZ DA SERRA nos 200 anos

A VOZ DA SERRA também faz parte dessa empreitada rumo aos 200 anos. A participação foi anunciada durante o evento pela diretora do jornal, Adriana Ventura. “A partir de hoje, A VOZ DA SERRA vai estampar em sua capa a logo dos 200 anos, de forma ininterrupta até 16 de maio de 2018. A ideia é lembrar a população da importância de todos estarem prontos para dar sua contribuição para o sucesso desta data tão importante”, afirmou Adriana.

Ainda na ocasião, Adriana Ventura ressaltou a importância histórica do jornal, que recebeu como legado de seu pai, o saudoso Laercio Ventura, falecido em 2013, e lembrou que, curiosamente, em sua edição impressa do último fim de semana, na coluna Há 50 anos, que reproduz acontecimentos que marcaram o município à época, o aniversário do prefeito Renato Bravo, que fazia 9 anos e estava registrado em nossas páginas como "Renatinho, que sabe conquistar amizades e já se incauta como cabo eleitoral do seu papai no próximo pleito".

Adriana ressaltou ainda que essa é a principal função de um jornal: “A VOZ DA SERRA é um jornal com 72 anos, que é patrimônio desta cidade, e que, ao longo dessas décadas, continua escrevendo em suas páginas a história do município, de sua gente, seus anseios e desafios, e por isso mais uma vez estará presente nesse momento histórico, de registrar esse feito dos 200 anos de nossa cidade. Portanto, o jornal se apresenta ao prefeito e à comissão organizadora dos 200 anos, a serviço de toda a cidade”, frisou.

A lista dos núcleos de trabalho apresentados:

  • Coordenação Geral e Relações Institucionais: articulação dos núcleos de ação e interlocução com agentes públicos e privados de Nova Friburgo e de outras localidades nacionais e internacionais para a realização de projetos identificados com as vocações do município.
  • Meio Ambiente: preservação do ambiente através de reflorestamento e replantio, revitalização dos parques e praças, educação ambiental.
  •  Museus, Exposições e Monumento: adaptação, criação, adequação e viabilização de espaços culturais locais e intervenções urbanas. Curadoria e prospecção de acervo para museus do eixo central da cidade. O monumento em homenagem aos 200 Anos será escolhido através de edital.
  • Projetos das Secretarias e da Esfera Civil: projetos de legado das secretarias municipais e projetos desenvolvidos pela iniciativa civil, selecionados através de edital publicado no site 200 Anos.
  • Meu Bairro + 200: atuação comunitária, com foco na educação ambiental e ações de sustentabilidade.

  • Geração de oportunidades, capacitação profissional, empreendedorismo social e formação de agentes multiplicadores.

  • História e Memória: fomento das vocações históricas, culturais, turísticas.
  • Comunicação: mídias, assessoria de imprensa, material gráfico, campanhas educativas e publicações.
  • Comemorações: desfile de 16 de maio de 2018 e demais eventos comemorativos.    

 

LEIA MAIS

Doação do Rotary de Teresópolis, com apoio dos cinco Rotary clubes de Friburgo, as futuras árvores são um presente para o bicentenário de Friburgo

Carreata sairá da Praça do Suspiro em direção ao conjunto habitacional Terra Nova, em Conselheiro

Com programação variada, Cadima Origens começa quarta e vai até domingo

Publicidade
Agora Faz
TAGS: 200 anos