Postos no Centro de Friburgo zerados de combustíveis

Procon-NF acolherá eventuais queixas de aumentos abusivos
quinta-feira, 24 de maio de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
Posto fechado, sem combustível, nesta quarta (Foto: Henrique Pinheiro)

A corrida aos postos detonada pela greve nacional dos caminhoneiros deixou as bombas zeradas no Centro da cidade nesta quinta-feira, 23. Segundo o dono de um dos postos, quando a greve acabar, a situação só deve voltar ao normal depois de 48 horas, devido às filas que serão formadas pelos caminhões de abastecimento.  

O coordenador do Procon em Nova Friburgo, Alessandro Gabetta, informou que até o momento nenhuma reclamação contra preço abusivo foi protocolada no órgão, apesar de ter ouvido rumores de estabelecimentos que triplicaram a cobrança sobre combustíveis. Gabetta orienta que quem se sentir lesado deve fazer uma reclamação ao Procon para que o órgão investigue o caso. “O consumidor que se sentir lesado pode trazer a nota fiscal ou tirar a foto do preço cobrado pelo determinado produto e fazer a queixa aqui no Procon. É importante que traga uma prova dessa cobrança para que a gente possa analisar. É importante frisar que não há o tabelamento de preço de alguns produtos, mas quando o consumidor desconfiar desse aumento abusivo, pode procurar o Procon”, disse Gabetta.

 

 

LEIA MAIS

Defensoria Pública cobra da prefeitura preenchimento de vagas em escolas e creches

Reunião para correção salarial deve definir os rumos da mobilização da categoria e dos profissionais de apoio

Não era só demanda reprimida após a greve não: encher o tanque agora pode custar até R$ 250

Publicidade
TAGS: Greve