Por que 200 anos?

sábado, 12 de maio de 2018
por Jornal A Voz da Serra

      VOZES críticas se expressam nas redes sociais contrárias às comemorações dos 200 anos de Nova Friburgo, opondo-se aos festejos com a alegação de que muitas outras atividades deveriam ser implementadas, como a saúde, a mobilidade urbana e os serviços públicos.  

       NADA CONTRA tais manifestações, porém, tudo contra quando se comemora uma data importante como o bicentenário. Como diz o ditado, “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”. O dia 16 de maio resgata um sentimento de amor à cidade, de orgulho pela nossa colonização e de confiança por um futuro próspero para todos os seus habitantes.

       SÃO POUCAS as cidades brasileiras que podem ostentar 200 anos de fundação. Nova Friburgo se enquadra nesta categoria privilegiada, de progresso e civilidade. O município está em uma trajetória ascendente e a data que se comemora é uma prova incontestável desse desenvolvimento.

       GRAÇAS AO número de indústrias, um forte comércio e uma extensa rede de prestadores de serviços, o município se firma como polo de desenvolvimento regional com um PIB (Produto Interno Bruto) acima de R$ 3 bilhões, um considerável mercado de trabalho e uma boa qualidade de vida.  É preciso, agora, buscar novas formas de manter o que já foi obtido, expandindo-se ainda mais.

       OS EFEITOS da grave crise econômica também têm seus reflexos no cotidiano friburguense revelando desemprego, fechamento de empresas e interrupção de programas de obras e investimentos federais, estaduais e municipais. Porém, embora com este quadro negativo, Nova Friburgo consegue manter suas atividades, estimulando o crescimento utilizando as ferramentas de gestão que o momento oferece. É o que pode ser feito dentro das limitações.

ATINGIR os  200 anos não encerra a sua busca pela perfeição. Chegar ao bicentenário é o novo desafio e muito ainda precisa ser feito, pensando,discutindo e utilizando todos os segmentos da sociedade e os sucessivos governos para que a data possa ser comemorada com muito mais vigor e realizações.

       A CAMINHADA de Nova Friburgo prossegue com seus altos e baixos, suas expectativas e perspectivas de crescimento. Não são sonhos impossíveis. Ao contrário, sua população empreendedora não está desatenta ao futuro do país. Com as possíveis mudanças no quadro político institucional, com a eleição de outubro próximo, acreditamos no progresso e nas novas possibilidades que se apresentam.

       OS 200 ANOS significam um marco em nosso desenvolvimento e um ponto de partida para novas realizações. Mais que as críticas de alguns friburguenses, a hora é de acreditarmos no futuro, confiantes em nossa capacidade de empreender e certos de que estamos no caminho ideal. Agora, o momento é de esperança por dias melhores. Não devemos questionar o bicentenário “para quem” e, sim “por que” estamos comemorando a data. Motivos não faltam.

Publicidade
TAGS: