Pezão estuda adiamento do pagamento de ICMS e um novo Refis

Empresas de todo o estado estão preocupadas com dificuldade de pagamento dos salários em junho como reflexo da greve
terça-feira, 05 de junho de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa

Diante da preocupação das empresas do Rio de Janeiro com a dificuldade de pagamento dos salários em junho, em função do menor fluxo de mercadorias como consequência da greve dos caminhoneiros,  a Firjan, em conjunto com outras quatro instituições representantes do setor empresarial, pediu ao governador Luiz Fernando Pezão o adiamento do pagamento do ICMS em 15 dias corridos.

A reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira, 4,  no Palácio Guanabara, com a presença também de representantes da Asserj, SindRio, Fecomércio e Aderj.

O governador se comprometeu a estudar a proposta de adiamento do ICMS e a enviar à Alerj projeto de novo refinanciamento das dívidas tributárias (Refis).

LEIA MAIS

Defensoria Pública cobra da prefeitura preenchimento de vagas em escolas e creches

Reunião para correção salarial deve definir os rumos da mobilização da categoria e dos profissionais de apoio

Não era só demanda reprimida após a greve não: encher o tanque agora pode custar até R$ 250

Publicidade
TAGS: Greve