Pela 4ª vez, friburguense Natane Vicente participa da Taça das Favelas

Campeonato repercute mundialmente e teve relevância reconhecida por craques como Bebeto e Romário
terça-feira, 16 de janeiro de 2018
por Vinicius Gastin
Foto de capa

Em uma das edições recentes de A VOZ DA SERRA, conhecemos a história de uma jovem friburguense que desafia todas as dificuldades em busca do sucesso no futebol feminino. Aos 28 anos, Natane Vicente possui um currículo de respeito, com passagens pelo Bahia, Volta Redonda e Duque de Caxias, clube pelo qual disputou o Estadual e o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino de 2017. O primeiro compromisso do ano para a atleta de Nova Friburgo é totalmente diferente dos demais, e envolve muito mais do que apenas o lado esportivo.

Pela quarta vez, Natane participa da Taça das Favelas. A friburguense já atuou por equipes de três comunidades diferentes, uma de Duque de Caxias, outra de Nova Iguaçu e outra de São Gonçalo, o Jardim Bom Retiro, pelo qual participa em 2018. Esta sétima edição envolve 80 equipes, sendo 16 femininas, definidas através das peneiras locais. O torneio teve início no último 6 de janeiro, e as grandes finais acontecem no dia 10 de março.

“O que está sendo bem legal esse ano, é que algumas das minhas alunas no Karanba vão jogar. Então a expectativa é diferente, porque quero ver o rendimento delas como professora e companheira de time. Isso vai ser bem interessante”, pontua a jogadora, que recentemente terminou a faculdade e conquistou a licenciatura em Educação Física.

O cartão de visitas de Natane, logo na primeira rodada, não poderia ser melhor. Autora de um gol na vitória de sua equipe por 4 a 0, ela foi a primeira a balançar as redes nesta edição do torneio e acabou eleita pela Rádio Caxias Net, que faz a cobertura do evento, como a melhor da partida. A friburguense deu entrevistas para jornais e canais de televisão, como a TV Brasil.

Na competição feminina deste ano, participam as equipes do Acari, Caixa D´agua de Padre Miguel, Carobinha, Complexo da Coreia, Complexo da Pedreira, Complexo do Marambaia, Corte Oito, Km 40 de Seropédica, Lagoa de Magé, Morro do São João, Ouro Preto, Pedreira Vassouras, e Santa Eugênia, Sapo de Camará e Vila Vintém, além do Jardim Bom Retiro, de Natane. A friburguense, inclusive, é considerada como grande reforço do time de São Gonçalo, após ter sido artilheiro da Copa da Paz (Campeonato Itaboraiense de Futebol), com oito gols marcados.

“Na Taça das Favelas, você vê o sonho das pessoas ali. Pra quem mora em comunidade é bem legal, porque as torcidas vão em peso mesmo, gritam e torcem bastante. É bem legal”, afirma.

O regulamento estabelece que os participantes devem ter entre 14 e 17 anos para as equipes masculinas, e idade livre para as equipes femininas. Qualquer comunidade do Estado do Rio de Janeiro pode participar desta edição. Todos os jogos do torneiro acontecem no Campo do Realengo, Zona Oeste do Rio de Janeiro, sempre com entrada gratuita.

Realizada pela primeira vez em 2012, a Taça das Favelas é organizada pela Central Única das Favelas (Cufa), ONG fundada em 2000 e dedicada a projetos sociais nas comunidades carentes. Atualmente a competição mobiliza mais de 100 mil jovens, desde a etapa das peneiras internas das comunidades até à grande final. O campeonato repercute no cenário mundial, e teve a importância e relevância reconhecida por grandes craques do passado, a exemplo da dupla Bebeto e Romário.

Além de dar oportunidade aos jovens talentos das favelas em busca do sonho de jogar profissionalmente, a Taça promove a integração entre moradores de diferentes áreas, e proporciona experiências educacionais e culturais com a realização de workshops e palestras, que aconteceram em novembro do ano passado no Espaço Cufa, em Madureira, também na capital fluminense.

 

LEIA MAIS

Temporada começa neste domingo, com decisão em 22 de julho, após cinco rodadas

Famílias Sertã, Spinelli e Van Erven organizavam as primeiras peladas, no campo do Anchieta

Placar vitorioso no futebol society foi de 5 a 2. Adversário agora é o Madureira, no Rio

Publicidade
Agora Faz
TAGS: futebol