Operação especial de Natal terá 45 policiais nas ruas

Em entrevista gravada em vídeo, comandante da PM diz que reforço vai aumentar segurança nos principais centros comerciais de Friburgo
segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
por Karine Knust

Dezembro é sinônimo de ruas cheias e lojas movimentadas. Com as confraternizações de fim de ano e o décimo terceiro no bolso, muitos começam a saga para garantir os presentes e itens para as ceias de Natal e Ano-Novo já no início do mês. Mas, quem vai às compras nesta época precisa ficar atento para conseguir bons produtos a preços atrativos e também para não ser vítima de furtos ou roubos, que costumam aumentar nesta época, devido ao aumento na circulação de dinheiro no comércio.

Em Nova Friburgo, a Polícia Militar já começou a intensificar o policiamento nas principais ruas onde se concentra o comércio da cidade. De acordo com o comandante do 11º BPM, coronel Eduardo Vaz Castelano, serão 45 policiais circulando pelo Centro, Olaria e Conselheiro Paulino.

“Estamos com reforço de dez policiais a mais nas ruas neste período. São os que deixam os serviços internos no quartel para dar prioridade ao policiamento de prevenção nas ruas. O patrulhamento está mais intensificado no eixo entre a Praça Getúlio Vargas, Avenida Alberto Braune e Rua Moisés Amélio, como também nas ruas no entorno, as que denominamos como “corredor de segurança”. Também estamos trabalhando em esquema especial na região de Conselheiro Paulino, com o  “circuito de segurança”. Todo o entorno do comércio e de maior circulação de pessoas com compras e saídas de banco estão recebendo reforço no policiamento”, disse  Castelano em entrevista no estúdio de A VOZ DA SERRA.

Ainda de acordo com o comandante, a operação intitulada "Natal Seguro" foi antecipada em Nova Friburgo, devido ao aumento no movimento de pessoas nas ruas, identificado nas últimas semanas. “Costumamos receber um acionamento da corporação para que intensifique esse monitoramento em meados de dezembro, mas aqui em Friburgo já iniciamos o reforço policial nas ruas no final de novembro em virtude de já percebemos uma maior movimentação de pessoas que querem antecipar as compras de Natal”, afirma. Para atender a todas as áreas consideradas prioritárias, o policiamento é feito com equipes a pé, de moto, bicicletas e viaturas, durante todo o horário de funcionamento do comércio.

Dentre os crimes de maior incidência no período estão os pequenos furtos e roubos a transeuntes e lojistas, além de casos de estelionato. “Por isso, a gente sempre pede para que as pessoas auxiliem a polícia diminuindo as possibilidades de que o crime aconteça. No interior se dá mais oportunidades para que o marginal atue. Em regiões em que a insegurança e violência são maiores, as pessoas costumam tomar mais cuidado. Já nas regiões mais tranquilas, com menos violência como é a Região Serrana, é comum ver pessoas dando facilidades para que o crime aconteça, sem perceber que está fazendo isso, como deixando bolsas no balcão da loja enquanto olha determinado produto”, alerta o comandante.

“Nós já fizemos um contato com a CDL, que tem acesso direto aos comerciantes, para que eles fiquem atentos e nos informem ações suspeitas o quanto antes possível. Mas qualquer pessoa que observar esse tipo de movimentação pode e deve denunciar o caso a PM, que atua basicamente na prevenção. Quanto mais rápido o policiamento for acionado, mais fácil será desfazer qualquer intenção de crime”, orienta Castelano acrescentando que “embora vivamos numa cidade tranquila e segura, é função de todos nós diminuir essas oportunidades, somando esforços com a polícia para que sejam mantidos os níveis de criminalidade baixos como nós temos aqui. Entrar em contato com a PM e a Polícia Civil, na delegacia, é fundamental para que consigamos reprimir o crime e evitar que os outros aconteçam. O quanto antes evitarmos novos casos melhor e só conseguiremos isso se conhecermos o quanto antes. A segurança pública é dever do estado, mas é direito e responsabilidade de todos”, defende.

Horário do comércio

A partir deste domingo, 10, as lojas da cidade estarão autorizadas a funcionar até as 22h. O horário especial, que dura até a véspera do Natal - dia 24, é resultado de um acordo firmado entre o Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio) e o Sindicato dos Empregados no Comércio de Nova Friburgo.

O objetivo da medida, segundo o presidente do Sincomércio, Braulio Rezende, é incrementar as vendas e oferecer conforto aos consumidores que realizam compras no comércio local. “Muitas pessoas não têm tempo de ir às lojas durante o horário de trabalho. A ampliação do horário facilita a vida dos consumidores, daqui e de outros municípios, que procuram nosso comércio para escolher presentes de Natal”, comenta.

De acordo com um levantamento da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) - baseado nas consultas efetuadas ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) - nas datas mais importantes do calendário do varejo, o comércio friburguense chega a atender consumidores de diversas cidades da região, como Rio das Ostras, Macaé, Itaocara, Casemiro de Abreu, Campos e Itaperuna.

Pelo acordo, nas semanas anteriores ao Natal, as lojas ainda podem abrir até 22h nos domingos, inclusive no dia 24, e às 9h nas segundas-feiras, quando normalmente abrem às 13h, respeitando a Semana Inglesa.

 

LEIA MAIS

Além de se apresentarem nas praças, grupos percorrem as casas com cantorias e demonstração de alegria

Ocupação durante as festas de fim de ano superou as expectativas dos empresários do setor

Enquanto alguns aprovam redução do movimento, outros criticam excesso de lojas e serviços que interrompem atividades

Publicidade
TAGS: Natal