Jovem torturado e morto em Sumidouro ainda não foi identificado

quarta-feira, 06 de julho de 2016
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
(Foto: Henrique Pinheiro/Arquivo A VOZ DA SERRA)

A Polícia Civil continua investigando o caso do jovem torturado e morto, na semana passada, no município vizinho de Sumidouro. Nesta quarta-feira, 6, o delegado da 111ª DP (Sumidouro), Marcos Antônio da Silva, informou que está aguardando os laudos da perícia, mas ainda não conseguiu identificar o rapaz. 

Ele disse ainda que nenhum familiar ou amigo da vítima procurou a delegacia ou o Instituto Médico Legal (IML), em Teresópolis, para onde o corpo foi levado. “Eu estive com a perícia no local onde o corpo foi encontrado, mas não havia documentos com o rapaz. Ele é jovem, devia ter entre 20 e 25 anos. Solicitarei exames para tentarmos identificá-lo por meio das digitais. Ainda não posso dar detalhes sobre o caso para não prejudicar a investigação, mas acredito que foi tortura seguida de homicídio”, explicou o delegado. 

O jovem foi encontrado morto na noite da última sexta-feira, 1º, próximo à fazenda São Lourenço. De acordo com a polícia, ele estava com as mãos amarradas para trás. O corpo estava também com várias marcas de espancamento. A boca dele estava vedada com fita-crepe e havia um fio enrolado no pescoço do rapaz. Para a perícia, um corte profundo no pescoço provocou a morte da vítima. 

O delegado disse que esse tipo de crime, com requintes de crueldade, não é comum em Sumidouro. Segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP), nenhum homicídio doloso (quando há intensão de matar) foi registrado na cidade nos primeiros meses deste ano e em 2015. Os últimos casos ocorreram somente em 2014. 

“Assim que conseguirmos identificar o jovem, iremos ouvir depoimentos de familiares e amigos para saber se a vítima tinha envolvimento com drogas ou se o crime foi passional. Queremos saber também se ele sofria alguma ameaça. Por isso, pedimos que se alguém tiver alguma informação, entre em contato com a delegacia de Sumidouro”, pede o delegado. O telefone da 111ª DP é (22) 2531-1136. 

 

Publicidade
Agora Faz
TAGS: