Identificados suspeitos do acidente que destruiu relógio dos 200 anos

Polícia encontrou no carro trouxinha de maconha. Motorista responderá por dano ao patrimônio e terá que pagar por prejuízo
segunda-feira, 07 de maio de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
O relógio destruído após a colisão na madrugada de sábado (Foto: Leo Arturius)

Dois dias após a violenta batida que destruiu o relógio dos 200 anos, na madrugada do último sábado, 5, a 151ª DP  já sabe a identidade do motorista e do carona envolvidos no acidente.

Já policiais do 11º BPM encontraram dentro do Fiat Palio que se chocou contra o relógio documentos que levaram à identificação do motorista e de seu carona, além de uma trouxinha de maconha.

O veículo continua apreendido no pátio da Secretaria municipal da Ordem e Mobilidade Urbana (Smomu) e, até agora, ninguém apareceu no local para retirá-lo.

O acidente ocorreu quando o relógio que faz a contagem regressiva para os 200 anos marcava 11 dias para as festividades do bicentenário de Nova Friburgo.

Em nota, a Prefeitura de Nova Friburgo informou que o motorista responsável pela colisão já compareceu à Smomu, para onde o veículo foi levado após o acidente e posterior abandono na via.

A prefeitura ainda informou que será feito um registro de ocorrência sobre o caso e um processo será instaurado, a fim de que o responsável responda por danos ao patrimônio público e arque com as despesas para o reparo do equipamento. “Os custos para o conserto ainda estão sendo avaliados e, por ora, não é possível dizer se ficará pronto até o dia 16 de maio. Em tempo, é importante frisar que o equipamento foi uma doação de um empresário local e não teve nenhum custo para os cofres do município”.

LEIA MAIS

Prefeito e comitiva participaram da inauguração; cidade portuária de onde suíços partiram teve festa com queima de fogos

Em entrevista exclusiva, ele fala de intercâmbios, projetos e parcerias na agenda de sua viagem oficial

Festejo com dança folclórica na Praça do Suspiro reúne representantes dos 10 países colonizadores

Publicidade
TAGS: 200 anos