Identificado o corpo encontrado em mata no Alto do Caledônia

Família procurava o rapaz há duas semanas. Polícia suspeita que ele estava envolvido com tráfico de drogas
terça-feira, 11 de agosto de 2015
por Jornal A Voz da Serra

Gabriel Basílio é o nome do jovem encontrado morto, na manhã desta segunda-feira, 10, no Alto do Caledônia, no bairro Cascatinha. O rapaz estava desaparecido há pelo menos 15 dias. O corpo dele foi encontrado em uma mata, em avançado estado de decomposição. Gabriel foi velado pela família, nesta terça-feira, 11, no Memorial SAF, em Duas Pedras.  

Segundo o delegado da 151ª DP, Mário Arruda, a polícia já realizou perícia no local onde o corpo foi encontrado. “Estamos aguardando o resultado do laudo com a causa da morte que será divulgado pelo Instituto Médico Legal (IML) em até 40 dias. Agentes estão em diligências em busca de informações que possam ajudar nas investigações”, disse pelo telefone. O delegado não informou a idade do jovem, mas comentou que há suspeitas de que ele tinha envolvimento com o tráfico de drogas em Friburgo.

Gabriel teria desaparecido no dia 26 julho, segundo um texto publicado pela namorada dele no Facebook. No post, ela relata que esteve com o rapaz pela última vez no aniversário de 15 anos dela, no dia anterior ao desaparecimento de Gabriel. “Eu liguei e você disse que estava bem e que ia dormir. Fiquei tranquila e fui dormir também. No domingo, 26, liguei para você e só caia na caixa postal. Tentei, tentei e nada. Perguntei para geral e ninguém tinha visto você. Até agora não sei nada de você”, escreveu a jovem como se estivesse falando com Gabriel.

Na página no Facebook, Gabriel se descreveu como “apenas um garoto sonhador”. Nesta terça-feira, 11, o perfil dele na rede social estava repleta de mensagens de pesar escritas por amigos e familiares. “Meu Deus, como é triste perder quem amamos. Primo, eu sei que você está com Deus e que ele conforte sua mãe e seus irmãos e toda nossa família. Você estará sempre em meu coração. Te amo!”, disse Rosemere Santos, por meio da rede social.

De acordo com a Polícia Militar, o corpo do jovem estava em um local de acesso difícil, próximo ao sítio São Bernardo, e chamou a atenção de uma pessoa por causa do mau cheiro. “Nós recebemos a denúncia pelo telefone 190. Há cerca de dez dias uma patrulha fez uma ronda na subida do Caledônia, após uma denúncia de que algumas pessoas suspeitas, que estavam em três carros, teriam entrado na mata por meio de uma trilha. Na ocasião, os policiais enviados ao local não identificaram nenhuma irregularidade”, disse o relações-públicas da PM, major Rodrigo de Mattos.

Pai de Gabriel morreu na 151ª DP há dois anos  

Essa não é a primeira morte trágica que a família de Gabriel enfrenta. Em fevereiro de 2013, o pai dele, Joel de Oliveira Basílio, de 38 anos, foi preso no dia 22 de fevereiro após atrasar o pagamento de pensão alimentícia dos três filhos que teve com a ex-mulher. A dívida era de R$ 2.257,70. No dia 24 do mesmo mês em que foi preso, o açougueiro foi levado para o Hospital Municipal Raul Sertã acompanhado por policiais, que alegaram que Joel apresentava um comportamento muito agressivo. A diretoria do hospital teria medicado o paciente e, logo em seguida, o liberou.

No dia seguinte, Joel foi encontrado morto na cela. Na ocasião, a polícia disse que ele teria caído da escada da delegacia em um momento de fúria. O inquérito policial foi instaurado pela 151ª DP, mas o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) requereu o encaminhamento das investigações à Corregedoria Regional de Polícia Civil para o prosseguimento das investigações.

Nesta terça-feira, 11, a reportagem de A VOZ DA SERRA entrou em contato com o Ministério Público que, em nota, informou: “Segundo informação da Promotoria de Justiça de Investigação Penal de Nova Friburgo, o inquérito policial sobre a morte de Joel Basílio está em andamento e diligências estão sendo realizadas para a apuração de todas as circunstâncias do fato”. Até o fechamento do texto a Corregedoria de Polícia Civil não tinha respondido ao e-mail.

LEIA MAIS

Homem pode ter sofrido mal súbito na praça da Rua Sete de Setembro

Ex-subprefeito Denílson Breder deixa a pasta e passa a compor a equipe de asfaltamento da Prefeitura

Carro teria arrastado a vítima, que foi encontrada com lesões profundas e diversas fraturas no corpo

Publicidade
Agora Faz