Friburgo terá exame de câncer de pele gratuito neste sábado

Mutirão de dermatologistas do movimento Dezembro Laranja dará consultas gratuitas no posto do Suspiro
sexta-feira, 01 de dezembro de 2017
por Guilherme Alt
Foto de capa

Depois das campanhas Outubro Rosa, de prevenção ao câncer de mama, e Novembro Azul, de alerta para os riscos do câncer de próstata, chegou a vez do Dezembro Laranja, que vai alertar nesta reta final de 2017 a necessidade de detecção e combate precoces ao câncer de pele. Em Nova Friburgo, neste sábado, 2, das 9h às 15h, vários dermatologistas participarão de um mutirão no posto de saúde Sílvio Henrique Braune, no Suspiro, para realizar atendimentos gratuitos e diagnosticar o mais cedo possível sintomas da doença.

“Estaremos com seis profissionais no posto de saúde e a nossa expectativa é de que esse ano possamos atender um número maior do que nos anos anteriores. A divulgação tem sido feita com antecedência. Os números de atendimentos só serão baixos, se chover, porque as pessoas desanimam de fazer os exames”, conta a dermatologista Solange Freitas, uma das organizadoras  da campanha.

De acordo com a médica, os dermatologistas atuarão neste sábado no posto de saúde com equipamentos de alta precisão para que haja a certeza se determinada mancha ou pinta na pele é comum ou um melanoma. Se detectado o câncer de pele, haverá uma estrutura para realizar a cirurgia, podendo o paciente já sair curado do local.

“Caso seja detectada uma lesão pré-maligna, o paciente terá à disposição uma sala de cirurgia adaptada no próprio posto de saúde, onde poderemos realizar os procedimentos necessários para a intervenção cirúrgica que é bem rápida. Ao final do processo a pessoa já sai de lá com o problema resolvido”, observa Solange.

Durante todo o sábado, os dermatologistas também farão um trabalho de conscientização para que futuros casos da doença possam ser prevenidos. “Aos 18 anos a pessoa já tem 80% da radiação acumulados no corpo. Os casos de câncer de pele, no entanto, costumam aparecer por volta dos 55, 60 anos. Por isso, um dos nossos focos será as crianças. Conscientizar os pais quanto à necessidade do uso do filtro solar, de se evitar ao máximo a super exposição ao sol, entre outras medidas para diminuir esse acúmulo de radiação no corpo”, completa a dermatologista.

Dezembro Laranja

Cor que remete ao tom dos corpos bronzeados, o laranja é símbolo da luta contra o câncer de pele. Com o slogan “Se exponha, mas não se queime”, a campanha, entre outras prioridades, também pretende conscientizar a população dos riscos da doença.

De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro (SBD-RJ), Egon Daxbacher, o Estado do Rio de Janeiro responde por 13,9% dos casos de câncer de pele no país. Desses, 49,18% se concentram na capital. “Os números refletem, por si só, o valor do esclarecimento à população”, destaca ele.

O câncer da pele não melanoma é o câncer mais comum em humanos. Em geral, ele se manifesta como uma pinta ou uma mancha acastanhada ou enegrecida (com alteração de cor) assimétrica, de bordas irregulares e diâmetro maior que seis milímetros. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer calcula que cerca de 176 mil  novos casos tenham surgido em 2017.

Como se prevenir?

  • Evitar o sol nos horários entre 10h e 16h;
  • Evitar o sol em excesso;
  • Evitar câmaras de bronzeamento artificial;
  • Use protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) no mínimo 15;
  • Reaplique  o protetor a cada duas a três horas, até mesmo se o produto utilizado por “à prova d’água”
  • Aplique o protetor solar cerca de 30 minutos antes de se expor ao sol;
  • Além do protetor solar utilize bonés, chapéus, roupas compridas, óculos escuros e procure sempre lugares com sombra.

LEIA MAIS

Só na unidade de Olaria, fila da vacinação chegou a ter mais de 4 horas de espera; morador do Cônego é novo caso suspeito

Ainda há outros 3 casos suspeitos. Prefeitura intensifica vacinação em áreas rurais do município como ação de bloqueio da doença

Unidade do Suspiro tem fila de 400 pessoas e mais de duas horas de espera na manhã desta quarta

Publicidade
Agora Faz
TAGS: saúde