Friburgo registrou cerca de 3 mil novas empresas em 2017

Dado faz parte de levantamento divulgado pela Sala do Empreendedor do município
terça-feira, 27 de fevereiro de 2018
por Karine Knust
Foto de capa
A Sala do Empreeendedor (Foto: Leonardo Vellozo)

O número de pessoas encarando o desafio de abrir seus próprios negócios tem aumentado em Nova Friburgo. É o que mostra um levantamento divulgado esta semana pela Sala do Empreendedor do município. Segundo o órgão, que vem comemorando resultados expressivos na formalização e registros de microempreendedores, em 2017 foram registradas aproximadamente três mil novas empresas na cidade.

Ainda segundo o levantamento, além da abertura de empreendimentos, o espaço realizou 4.928 atendimentos no ano passado. Já na Delegacia da Jucerja (Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro), que funciona no mesmo local, foram 3.011 novos atendimentos no mesmo período.

Criada pela Prefeitura de Nova Friburgo em parceria com o Sebrae e a Acianf, a Sala do Empreendedor tem como objetivo facilitar a formalização de empreendimentos. Para o subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Walter Tuller, a oferta de diversos serviços necessários aos empreendedores, a desburocratização dos processos e a agilidade na emissão dos documentos são os segredos para que a procura pelo setor cresça num ritmo acelerado.

“Implementamos uma rotina interna inspirada na iniciativa privada. Esse modelo de gestão deixou toda a equipe integrada e apta para a realização de qualquer procedimento, eliminando a dependência de um determinado servidor específico. Com isso, ganhamos mais agilidade nos trâmites”, afirma o subsecretário.

Atualmente, é possível legalizar uma empresa de baixo impacto em até cinco dias. Anteriormente este prazo demorava até seis meses. “Todo este trabalho estimula a criação de novos negócios para a economia local”, defende o governo municipal. Dentre os serviços ofertados na Sala do Empreendedor estão: emissão de alvará definitivo, baixa e alteração de empresas, inscrição de ISS, impressão de taxas, impressão de DAES (contribuição mensal para microempreendedores individuais), formalização de MEI, entre outros. O espaço promove ainda palestras e presta orientação sobre formalização e geração de CNPJ.

Já a Jucerja disponibiliza autenticação de livro mercantil e julgamento de processos de empresas, como abertura, extinção, alteração, transformação, atas e arquivamento. Todas essas operações são feitas no sistema online da Junta.

A Sala do Empreendedor funciona na sede da prefeitura, localizada na Av. Alberto Braune, 225 – Centro. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h. Também é possível entrar em contato através do saladoempreendedor.pmnf@gmail.com.

 

LEIA MAIS

Inscrições devem ser feitas até 2 de julho por jovens de 17 a 22 anos

Em abril, município ficou em 2º lugar no estado em criação de vagas formais: 404, sobretudo na indústria

Emissão de carteira de trabalho e entrada em seguro-desemprego passam a ser agendados por telefone

Publicidade
TAGS: negócios | Emprego