Friburgo está a menos de 200 dias dos 200 anos

A VOZ DA SERRA inaugura estúdio com Zuenir Ventura e lança série de reportagens retratando a cidade
segunda-feira, 30 de outubro de 2017
por Jornal A Voz da Serra
A partir deste sábado, 28, Nova Friburgo entra em contagem regressiva para o bicentenário: faltam exatamente, com precisão de relógio suíço, 200 dias para os 200 anos de fundação da cidade, no próximo 16 de maio de 2018.

Quem não tem uma história para contar, ligada a uma praça?
Para marcar a data, o jornal A VOZ DA SERRA lançou duas ações: iniciou  nesta edição uma série de reportagens sobre pontos turísticos e de encontro da população friburguense, como praças e prédios históricos; e inaugurou um estúdio de gravação, onde serão realizadas entrevistas, debates e vídeos dirigidos a todas as plataformas de mídia. Coube ao conceituado jornalista e imortal Zuenir Ventura a entrevista inaugural, que A VOZ DA SERRA levará ao ar e às páginas impressas nesta terça-feira. Confira um pouquinho dessa história em vídeo.

O estúdio foi batizado com o nome de Gabriel Ventura Braga, filho da diretora Adriana Ventura, em homenagem àquele que teve a iniciativa de dar os primeiros passos rumo às mídias digitais e à linguagem audiovisual, num jornal que há 72 anos se mantém antenado à evolução dos tempos. A recém-criada editoria de vídeos vai agregar ainda mais conteúdo para as nossas páginas impressas, nosso site na web e as mídias sociais.

Também para marcar os 200 dias para os 200 anos, A VOZ DA SERRA inicia neste sábado uma série de reportagens sobre pontos turísticos e de encontro da população friburguense. Vamos começar por uma radiografia das nossas praças, suas curiosidades, histórias, personagens, virtudes e mazelas. Pois as praças são palco da história das cidades e contam um pouco do cotidiano de seus habitantes: de namoros a comícios, de convívios a esperas, de grandes festejos a pequenos delitos. Afinal, quem não tem uma história para contar, ligada a uma praça?

E a primeira delas é a Praça Presidente Getúlio Vargas, a mais importante de Friburgo e a maior de toda a região. Outras praças, de outros bairros e distritos, como a Marcílio Dias, no Paissandu; a 1º de Maio e Monsenhor Mielli, em  Olaria, a de Sant´Anna, no Cônego, a Lafayette Bravo, no distrito de Conselheiro Paulino e tantas mais. Todas também serão tema de reportagens.

Em outra série igualmente inspirada pelo bicentenário, vamos relatar as condições dos prédios históricos friburguenses: quantos restam, seu estado de conservação e a utilização dos seus espaços. Serão muitas as séries ao longo desses 200 dias em que Nova Friburgo se prepara para a grande festa, enquanto tenta superar grandes desafios e deixar um legado para as próximas gerações.

A contribuição dos leitores, como sempre, será muito bem-vinda. Este levantamento de A VOZ DA SERRA visa a fazer uma radiografia da cidade para seus moradores, visitantes e admiradores.

 

LEIA MAIS

Ação faz parte do projeto “Nova Friburgo 200 anos, uma canção de amor”

Enquanto alguns apontam lixeiras, brinquedos e aparelhos de ginástica quebrados, outros destacam policiamento constante e amplo espaço para lazer

Equipamento passou por vistoria nesta quinta. Segundo o órgão, novas exigências terão que ser executadas

Publicidade
Agora Faz
TAGS: 200 anos