Friburgo adere a campanha nacional de multivacinação

Ação até 22 de setembro, voltada para crianças e adolescentes menores de 15 anos, tem como objetivo estimular a atualização da carteirinha de vacinas
quarta-feira, 13 de setembro de 2017
por Karine Knust
Foto de capa

Até 22 de setembro, os postos de saúde de todo o país participam da Campanha Nacional de Multivacinação. A ação anual realizada pelo Ministério da Saúde tem como objetivo estimular a atualização da carteirinha de vacinas. Por isso, é direcionada a crianças e adolescentes menores de 15 anos.

Em Nova Friburgo, algumas das principais unidades de saúde participam da campanha. São elas Policlínica Sylvio Henrique Braune, no Suspiro; posto Tunney Kassuga, em Olaria; posto Copertino Nogueira, em São Geraldo, às terças-feiras pela manhã; e o posto Ariosto Bento de Mello, no Cordoeira, às quartas e sextas-feiras durante todo dia.

Como na vacinação de rotina, para essa campanha, basta levar a carteirinha e documento de identificação para que seja verificado quais imunizantes são necessários. Para crianças menores de sete anos, as vacinas disponíveis são: BCG (contra a tuberculose); Hepatite B; VIP (contra poliomielite); VOPb (contra a poliomielite bivalente); rotavírus humano; pneumocócica 10 valente; meningocócica C conjugada (contra meningite); febre amarela; tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola); tetra viral ou tríplice viral + varicela (atenuada); DTP (contra difteria, tétano e coqueluche); Hepatite A; e varicela.

Já para as crianças e adolescentes entre 7 e 15 anos, são oferecidas as vacinas contra Hepatite B, febre amarela, tríplice viral, dT, dTpa, Meningocócica C conjugada, HPV e varicela.

O próximo sábado, 16, será o Dia D da campanha. As unidades que participarão da ação, entretanto, ainda estão sendo definidas, segundo a coordenação de imunização da cidade.

Vacinação contra HPV  

Nesta última segunda-feira, 11, a Agência de Saúde do governo federal divulgou a continuidade da campanha que amplia a vacinação contra HPV para homens e mulheres entre 15 e 26 anos. A imunização já tinha sido disponibilizada para esse público em agosto para evitar o desperdício de doses que estavam prestes a vencer.

Na ocasião, a procura foi grande em Nova Friburgo e chegou a surpreender os trabalhadores da saúde do Policlínica Sylvio Henrique Braune, no Suspiro, onde estava sendo oferecida a vacina. De acordo com a coordenação do posto, mais de 400 pessoas foram imunizadas.

De acordo com a Agência de Saúde, a nova medida também tem caráter temporário. A recomendação é de que seja estendido o prazo de vacinação para essa faixa etária nos municípios que possuem lotes a vencer até março de 2018.

“A recomendação é que os municípios utilizem as vacinas com prazos de validade a expirar até que durem esses estoques, evitando um possível desperdício e dando a oportunidade para que essas outras faixas etárias possam usufruir dos benefícios proporcionados pela vacina”, destaca o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Ainda segundo a orientação, as pessoas de 15 a 26 anos que tomarem a primeira dose da vacina HPV neste período terão garantidas as doses subsequentes no SUS. Para essa faixa etária, o esquema vacinal é com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses. Com o fim dos estoques a vencer em março de 2018, a vacina voltará a ser administrada apenas no público-alvo (9 a 15 anos).

Em Nova Friburgo, a ampliação da campanha contra o HPV só deve começar nas próximas semanas. “Neste momento estamos com a campanha de multivacinação, que é da faixa etária de 0 a 14 anos 11 meses e 29 dias, então estamos com poucas doses de HPV. Por isso, no momento, não podemos liberar para a faixa etária de 15 a 26 anos. Mas vamos disponibilizar as doses assim que o estado liberar”, explica a coordenadora de imunização da cidade, Ana Paula Lessa.

O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto. A vacina HPV Quadrivalente é segura, eficaz e é a principal forma de prevenção contra o aparecimento do câncer do colo de útero, 4ª maior causa de morte entre as mulheres no Brasil. Nos homens, protege contra os cânceres de pênis, orofaringe e ânus.

 

LEIA MAIS

Encontro com Renato Bravo teve como objetivo angariar apoio junto ao Ministério da Saúde

Convênio entre Estado e União vence em dezembro. Pezão quer entregar unidade até o fim do mandato em 2018

Convocados, num total de 88, serão divididos em 17 postos e unidades de saúde do município

Publicidade
Agora Faz
TAGS: saúde