Firjan inaugura monumento ao bicentenário no Senai

Denominada Raiz e Flor, obra de Felga representa famílias dos colonos empreendedores e a força industrial de Friburgo
quinta-feira, 10 de maio de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
A obra de Felga, em aço, nos jardins do Senai (Fotos: Carlos Mafort)

Em solenidade realizada na manhã desta quinta-feira, 10, foi inaugurado nos jardins do Senai Nova Friburgo, na Rua Prefeito José Eugênio Muller,  um monumento em comemoração ao bicentenário do município. O monumento Raiz e Flor, faz alusão as primeiras famílias de imigrantes que aqui empreenderam e a força industrial do município.  

Feita de alumínio, a peça é fruto de uma parceria entre o artista plástico Felga de Moraes e a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). A estrutura, que se assemelha ao tronco de uma árvore sem a copa, possui as bandeiras do Brasil e de Nova Friburgo e faz alusão aos 11 cantões suíços que fundaram Nova Friburgo. A instalação foi supervisionada pelo professor Fabio Paredes, do Senai.

Durante a inauguração, o presidente em exercício do Sistema Firjan, Carlos Mariani Bittencourt, parabenizou Nova Friburgo e lembrou que a história da indústria no município começou há mais de 100 anos, inaugurando setores que até hoje são destaque no desenvolvimento econômico da região Centro-Norte fluminense. “Atualmente, a indústria é o setor que mais emprega em Friburgo. São mais de 17 mil empregos formais. Por isso, a Firjan está aqui com sua representação regional há 40 anos”, ressaltou Mariani.

A unidade do Senai foi escolhida para a inauguração porque também comemora no próximo 16, junto com o município, seu aniversário de 75 anos, sendo uma das primeiras unidades do Senai a operar no Brasil. “Essa conquista é um reflexo de muita luta e trabalho dos cidadãos friburguenses. E estamos aqui também para participar ativamente do futuro, com equipamentos e laboratórios de última geração no FabLab para que os próximos 200 anos da nossa indústria sejam ainda mais promissores”, destacou Carlos Eduardo de Lima, presidente da representação regional da Firjan no Centro-Norte fluminense.

Participaram do evento também a primeira-dama do município, Cristina Bravo, coordenadora do Programa Nova Friburgo 200 anos, o cônsul-geral da Suíça no Rio de Janeiro, Rudolf Wyss, a diretora de A VOZ DA SERRA, Adriana Ventura, demais membros da Firjan regional, empresários locais e convidados.

 

LEIA MAIS

No contexto dos “bicentenários” de Nova Friburgo, um tema que ainda promete atravessar o tempo

Prefeito e comitiva participaram da inauguração; cidade portuária de onde suíços partiram teve festa com queima de fogos

Em entrevista exclusiva, ele fala de intercâmbios, projetos e parcerias na agenda de sua viagem oficial

Publicidade
TAGS: 200 anos