Firjan homenageia empresários de Nova Friburgo e região

Mérito Industrial e Prêmio Rio Export reconhecem trajetória profissional e histórico de defesa da indústria no estado
quinta-feira, 30 de novembro de 2017
por Karine Knust
Foto de capa
Os premiados (Divulgação Firjan)

Na última terça-feira, 28, o Sistema Firjan homenageou empresários de Nova Friburgo e região. A solenidade aconteceu no Espaço de Festas Commemori e reuniu diversos representantes da sociedade e da indústria friburguense. Na ocasião, foram entregue a medalha do Mérito Industrial do Rio de Janeiro, honraria que visam a reconhecer a trajetória profissional e o histórico de defesa da indústria do estado.

Dentre os homenageados da noite esteve o empresário Sebastião Donato Thurler, que recebeu a medalha do Mérito Industrial do Rio de Janeiro. Sebastião nasceu em 1925, em Banquete, distrito de Bom Jardim, mas se considera friburguense de coração. Descendente de suíços, seus antepassados chegaram ao Brasil em 3 e janeiro de 1820 como parte da primeira leva de imigrantes estrangeiros, não portugueses, a se estabelecer no país.

Aos 15 anos começou a trabalhar na indústria da construção civil. Em 1964, sua experiência de 12 anos como eletricista fez com que imaginasse a substituição de uma importante peça usada em instalações elétricas por outra igualmente funcional, porém, confeccionada em plástico, material altamente isolante e que estava sendo muito difundido no mercado. Foi aí que projetou, desenvolveu e patenteou sua primeira peça plástica. Criou, então, a Thurlerflex, com apoio da esposa Maria Daudt Thurler com quem teve oito filhos – todos do quadro da empresa. Hoje tem 15 netos e três bisnetos. Querido por seus 80 funcionários, aos 92 anos Donato Thurler acompanha de perto os trabalhos da fábrica e faz questão de cumprimentar um a um todas as vezes que visita a produção.

“É uma honra para o Sistema Fisjan reconhecer empresários como Sebastião Donato, que há tanto tempo realiza um trabalho de qualidade que é exemplo em Nova Friburgo”, disse o presidente da Representação Regional FIRJAN/CIRJ no Centro-Norte Fluminense, Carlos Eduardo de Lima. A medalha foi entregue por Cláudio Tangari, presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Nova Friburgo e Região (Sindmetal), que destacou a importância do homenageado para história da indústria fluminense.

A Thurlerflex, hoje com 53 anos, possui uma área de 4.000 m2 de construção e um parque industrial de 25 injetoras para produção de peças plásticas até 300 gramas, confeccionadas em poliestireno, poliacetal, polipropileno, ABS, acrílico, entre outros. Produtos destinados a área da indústria têxtil, automobilística, de telecomunicação, alimentício, embalagens, entre muitas outras aplicações.

Além da medalha do Mérito Industrial, Donato Thurler já coleciona o título de Cidadão Friburguense, recebido em 1988, e “Barão de Nova Friburgo”, em 2008. Nos anos 2000, o empresário também foi responsável por fundar o conhecido Projeto Fraldão do Laje (Lar Abrigo Amor à Jesus), que apoia até hoje na fabricação de fraldas para os idosos abrigados pela instituição.

Prêmio Rio Export

A noite desta terça-feira, 28, também foi de reconhecimento para empresas da cidade e região, com o Prêmio Rio Export. Ao todo, três empreendimentos foram homenageados nas categorias: maior exportadora, maior emissora de certificados de origem e o destaque da Representação Regional.

Na categoria de maior exportadora da região, nesta edição o prêmio foi a Fazenda Soledade que, desde 1977, produz a cachaça Nega Fulô. A bebida alcançou os principais mercados internacionais, passando a integrar o portfólio da Diageo, maior empresa de destilados do mundo. Seus produtos hoje se encontram distribuídos em países como Alemanha, Itália, Suíça e Estados Unidos. O prêmio foi entregue por Paulo Cezar Rodrigues, presidente do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Nova Friburgo e Região, a Vicente Bastos Ribeiro, diretor presidente da Fazenda Soledade.

Já a vencedora do prêmio na categoria de maior emissora de certificados de origem foi a CCM, uma das maiores marcas no cenário da moda fitness brasileira. Fundada em 1995, pelos irmãos Claudio e Kênia Cariello, a empresa tem o crescimento sustentado por um constante investimento em inovação e tecnologia. Hoje, a fábrica possui capacidade de produção de mais de 800 mil peças por ano. Presente em todo o Brasil, a CCM conta com lojas exclusivas além de exportar para diversos países. Quem recebeu a honraria foi o diretor Alessandro Cariello, das mãos de Neucileia Layola Porto, diretora do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Nova Friburgo.

Por fim, o destaque da Representação Regional ficou com a KSL Fitness. Fundada em Cantagalo, a empresa está há 14 anos no mercado da moda. Com mais de 50 profissionais, diretos e indiretos, a marca atende todo território nacional em mais de 150 lojas parceiras. Além da fabricação da própria marca, a KSL atende a grandes e importantes empresas da moda brasileira e internacional. Na área de exportação, já foram mais de 20 países atendidos, expandindo sua atuação principalmente na Europa. A CEO e diretora de criação da KSL, Livia Richa Pinaud Hermsdorff, recebeu o prêmio das mãos do presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Centro Norte Fluminense, Gustavo Sarruf.

Distribuído também pelo Sistema Firjan, o Prêmio Rio Export está em sua terceira edição no Centro-Norte Fluminense. Para a escolha dos vencedores, a iniciativa leva em consideração o desempenho das empresas na atividade exportadora, que é retratado nos números oficiais do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

 

Publicidade
TAGS: