Feirantes de Olaria se unem em associação

Liderados pelo pastor da Igreja Batista, Nilson Godoy, já estão vencendo burocracias
quarta-feira, 23 de maio de 2018
por Wanderson Nogueira
Foto de capa
A Feira de Olaria (Arquivo AVS)

É na feira que histórias se encontram, nostalgias se cruzam, amigos se reveem e novas histórias são construídas, novas nostalgias são produzidas e novas amizades se firmam. É muito mais do que comprar legumes, verduras e frutas frescas. Até porque não há lugar melhor para encontrar produtos com menor tempo tirados do pé.

A maior feira do município é a que também tem mais projetos engavetados. Por isso, é louvável, que depois de tantos anos sendo enrolados, estejam formando uma associação para defender os interesses dos bravos feirantes. Liderados pelo pastor da Igreja Batista, Nilson Godoy, já estão vencendo todas as burocracias necessárias para lutarem por seus interesses e da população. Abro parêntesis para dizer que o pastor Nilson Godoy tem sido figura essencial não só nos projetos sociais da própria igreja, mas na luta pelas intervenções que precisam ser promovidas em Olaria e em Nova Friburgo.

Os feirantes e os próprios moradores das adjacências da feira estão entendendo que só a mobilização é capaz de colocar em pauta as necessidades que gritam. A discussão do melhor projeto não pode ser infinita como se mostram os debates da última década. É preciso chegar a um consenso de novo espaço ou mesmo de manutenção do atual com as devidas adequações estruturais. E, isso, não pode ser decidido por alguns que sequer conhecem a realidade. Isso, deve ser decidido com quem faz a feira, seja o produtor que vende, o comprador e os moradores diretamente afetados.

A feira de Olaria sobreviverá ainda mais forte. Porque é histórica e importante para a economia friburguense, mas porque também é ponto de encontro aos domingos e quintas-feiras. Lugar para jogar conversa fora, passar O tempo e escolher o que há de melhor da nossa agricultura.

Publicidade
TAGS: