Feira da Vila Amélia se diversifica e vira point aos sábados

Local tem bares, comida japonesa, pastel e, às vezes, até música ao vivo
segunda-feira, 19 de junho de 2017
por Guilherme Alt, com fotos e vídeo de Leo Arturius

A tradicional feira da Vila Amélia já não é a mesma. Além dos costumeiros produtos como hortaliças e peixes, o lugar se diversificou e virou point dos friburguenses nas manhãs de sábado. Em meio a caixas de frutas, verduras e legumes, é possível sentar em mesa de bar, degustar cervejas, comprar vinhos, saborear acarajés, comida japonesa, risotos, pastéis e outros pratos prontos, além de, é claro, fazer a feira. Às vezes, músicos da cidade se apresentam no local.

A peixaria Rei do Filé, por exemplo, não somente vende pescados, mas também iguarias da cozinha japonesa. O dono, Oslain Carvalho, explica o motivo de diversificar seu negócio. “A comida japonesa está cada vez mais presente no Brasil e na cidade de Friburgo. Nós somos distribuidores e atendemos a grande parte dos restaurantes japoneses da cidade. Aos sábados, nós colocamos algumas peças, feitas por esses restaurantes, como forma de divulgar o nosso trabalho e o deles”.

Quem também faz muito sucesso na feira é a Lanchonete do Laerte, ou Point do Pastel. Margarida Oliveira Lima, esposa de Laerte, afirma que, além dos sabores tradicionais, como carne, queijo e camarão, tem novidade na área. “Temos pastel de shitake, bacalhau e calabresa com queijo e presunto”.

Animada entre um cliente e outro, Margarida falou sobre as vendas em tempo de crise. “Mesmo com as pessoas sem muito dinheiro, o movimento não diminuiu. Pelo contrário, só aumenta. E ganhando adeptos cada vez mais jovens”, brinca, ao se referir às crianças e grávidas que consumiam neste sábado seus pastéis.

Cervejas artesanais e vinhos também fazem parte das opções dentro da feira,  que já virou referência para o polo gastronômico da cidade. Muitos restaurantes fazem pedidos e encomendas por lá. Frutas, verduras e legumes orgânicos também têm ganhado espaço e destaque. Alguns estandes oferecem sucos naturais sem qualquer tipo de conservante químico.

“Eu só compro aqui. Aqui encontro os melhores produtos orgânicos da região. Venho cedo, faço minha varredura, seleciono produtos naturais para levar para casa. Todo sábado eu bato ponto”, disse o corretor Ricardo Bronzo, enquanto se abastecia de orgânicos.

A Barraca do Tasso, com mesas e cadeiras e cardápio variado, virou ponto de encontro de amigos, atraindo pessoas de todas as idades.

 

LEIA MAIS

Chef executivo Felipe Bronze foi um dos convidados. Evento atraiu centenas de pessoas

Apresentador de TV é convidado especial do Fórum Gastronômico Sebrae na Mesa

M&S Lanches abocanhou cerca de mil dos 3.500 votos dos leitores de A VOZ DA SERRA

  • Legumes frescos, orgânicos ou não

    Legumes frescos, orgânicos ou não

  • Azeites e outros produtos sofisticados

    Azeites e outros produtos sofisticados

  • Peixaria oferece comida japonesa

    Peixaria oferece comida japonesa

  • Farta variedade de vinhos

    Farta variedade de vinhos

Publicidade
Agora Faz
TAGS: feira | point | Gastronomia