Estado gastará mais de R$ 6 milhões em obras questionadas pela comunidade

segunda-feira, 13 de maio de 2013
por Jornal A Voz da Serra
Estado gastará mais de R$ 6 milhões em obras questionadas pela comunidade
Estado gastará mais de R$ 6 milhões em obras questionadas pela comunidade

Henrique Amorim

Em breve os distritos turísticos Lumiar e São Pedro da Serra receberão uma série de obras públicas orçadas em pelo menos R$ 6,4 milhões e realizadas pelo governo do estado. No próximo dia 30, inclusive, está prevista a licitação para a escolha das empreiteiras que executarão os serviços ao longo de aproximadamente um ano. O pacotão de obras prevê prioritariamente a revitalização completa das praças Carlos Maria Marchon e Levy Ayres Brust, em Lumiar, e a praça central de São Pedro da Serra, além de intervenções também em ruas centrais de ambos os distritos vizinhos, com cerca de R$ 3 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A realização das obras, sem dúvida, é uma boa notícia, mas divide as opiniões naquelas comunidades. 

Muita gente acredita que o dinheiro poderia ser aplicado em investimentos prioritários almejados pelos moradores já há algum tempo. A polêmica, inclusive, já ganhou as redes sociais. Em Lumiar, uma das principais reivindicações é a pavimentação do desvio que prevê a retirada do trânsito com destino ao litoral do centro do distrito. O trecho de aproximadamente 600 metros, conhecido como "Variante Lumiar”, já era previsto no projeto inicial de pavimentação da Estrada Serramar. 

Já em São Pedro da Serra os moradores também sonham com a construção de uma via paralela à Rua Rodrigues Alves para evitar os congestionamentos nos fins de semana e feriadões. Também ainda são esperadas pela população dos dois distritos as construções de estações de tratamento de esgotos para evitar o despejo de detritos nos córregos, riachos e rios, principalmente com o crescimento da região. 

"Há dois anos equipes do Estado estiveram nos dois distritos para enumerar as demandas por obras e ouviram as reivindicações da comunidade, mas agora recentemente, ao anunciarem as obras que serão realizadas, fomos surpreendidos pela não inclusão das nossas solicitações”, observa João Carlos Leal, morador e empresário em São Pedro da Serra.

O governo do estado, no entanto, através da Secretaria de Desenvolvimento Regional, anunciou que o pacote de obras é resultado de entendimentos com representantes dos dois distritos friburguenses. Moradores de Lumiar apontam ainda que o Estado chegou a elaborar um projeto de requalificação da obra, que acabou não contemplando as demandas da população, sem contar que a previsão de investimentos é quatro vezes maior que a estimativa inicial da Prefeitura. Em São Pedro, outra reivindicação comunitária era a reforma da pracinha dos brinquedos e a substituição da fiação aérea por redes subterrâneas, com a automática retirada dos postes do centro do distrito, além da reforma do Centro de Informações Turísticas. 


O que prevê o projeto e qual o custo de cada intervenção 


Na praça central do distrito de São Pedro da Serra, por exemplo, o pacotão de obras contempla a adaptação de um talude em forma de ferradura, de costas para o coreto, que também terá suas características iniciais modificadas. O teto, hoje de telhas, ganhará uma moderna cobertura metálica na cor azul. Ao redor do coreto, pedras decorativas garantirão uma mudança no visual. Em Lumiar são previstas as reformulações do coreto, da praça central e do entorno do lago. 

De acordo com o projeto do estado serão gastos R$ 500 mil em investimentos na Praça Carlos Maria Marchon, R$ 386,4 mil no lago e mais R$ 555,4 mil na Praça Levy Ayres Brust, perfazendo somente em Lumiar um gasto de aproximadamente R$ 1,4 milhão. Na praça central de São Pedro da Serra o investimento previsto é de R$ 391,7 mil. A recuperação das ruas centrais dos dois distritos consumirá cerca de R$ 3,2 milhões.      


Publicidade
Agora Faz
TAGS: