Em 3 meses, mortos por febre amarela em Friburgo já são 10

Outros 10 pacientes com a doença confirmada no município seguem em tratamento
sábado, 10 de março de 2018
por Karine Knust (karine@avozdaserra.com.br)
Foto de capa

Subiu de oito para dez o número de casos de morte por febre amarela registrados em Nova Friburgo. O dado foi divulgado na noite desta sexta-feira, 9, em boletim epidemiológico semanal enviado pela Subsecretaria de Vigilância em Saúde e corresponde apenas a este ano. Também nesta sexta-feira, o governo municipal esclareceu que nem todos os casos contabilizados em Nova Friburgo são de moradores do município. Isso porque, Nova Friburgo também contabiliza casos de pacientes residentes em municípios vizinhos que dão entrada nas unidades de saúde friburguenses ao sentirem os sintomas. “O município é obrigado a notificar esses casos”, ressaltou a prefeitura, em nota.

Sendo assim, sete dos dez casos contabilizados em Friburgo são de fato de moradores do município. Outros dois são de residentes em Cantagalo e Trajano de Moraes. As idades dos pacientes também não foram divulgadas. Quanto aos casos de Nova Friburgo, a mais recente vítima de febre amarela foi um homem, de 64 anos, morador do distrito de Conselheiro Paulino. Segundo o governo municipal, o provável local de infecção, porém, foi a vizinha Sumidouro.

Ainda segundo o levantamento, o número de notificações também subiu desde a última semana, de 46 para 51. Destas, 16 tiveram exames negativos para a febre amarela, 20 foram confirmados (incluindo os casos de óbito) e 15 seguem em investigação. Na semana passada, a Subsecretaria divulgou dois casos de morte por febre amarela, um de um morador do bairro Cascatinha e outro do Perissê. As idades, entretanto, também não foram informadas.

As primeiras três vítimas fatais de Friburgo foram: Marlon Dutra, de 21 anos, morador do distrito de Riograndina, que costumava fazer trilhas de moto pelas matas; um homem de 50 anos, morador do bairro Nova Suíça, que não teve a identidade revelada; e uma idosa de 65 anos, moradora da Chácara do Paraíso, que estava internada em hospital particular e também não teve identidade divulgada.

Nenhum dos três, no entanto, tomou a vacina: o rapaz porque não teria demonstrado interesse, e os mais velhos, por problemas de saúde que os impediram de se imunizar. O quarto morador de Nova Friburgo que morreu não teve o bairro onde residia informado pela subsecretaria.

Vacinação de idosos

Nesta segunda-feira, 12, das 9h às 16h, a Subsecretaria de Vigilância em Saúde realizará um Dia D especial para a vacinação de idosos contra a febre amarela. O crescente número de casos da doença em todo o estado do Rio de Janeiro resultou na recomendação para que esse grupo, acima de 60 anos, também receba a vacina contra a doença. Em Nova Friburgo, a imunização vai acontecer no Centro de Convivência da Pessoa Idosa, anexo ao Clube de Xadrez, no centro da cidade.

Uma equipe formada por enfermeiros capacitados fará a avaliação prévia e triagem para imunização dos idosos, conforme orientação da Secretaria Estadual de Saúde. Aqueles que apresentarem condições de saúde especiais serão orientados a buscar liberação médica. O governo municipal ressalta que a prioridade neste Dia D será aplicar a vacina contra a febre amarela nos idosos.

As demais pessoas que ainda não se vacinaram podem procurar os postos de saúde do Suspiro, Conselheiro Paulino, Olaria, Cordoeira e São Geraldo, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.

 

LEIA MAIS

Novo espaço é composto por salas com aparelhos de última geração e para recuperação pós-anestésica

Aparelhos serão comprados, através de licitação, com os R$ 10 milhões do Ministério da Saúde que já estão na conta da prefeitura

Turma da escola onde ele estudava, no Catarcione, é medicada preventivamente

Publicidade