Desfile sob sol e nuvens, shows sob chuva e frio

Quem for à Ceasa deve levar capa de plástico e guarda-chuva, além de agasalho. Trecho da RJ-130 tem capina e tapa-buraco
terça-feira, 15 de maio de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
A capina às margens da RJ-130 (Divulgação)

De acordo com os principais sites de previsão do tempo, ao que tudo indica, o aniversário de 200 anos de Friburgo será comemorado com temperatura amena e debaixo de chuva, em alguns momentos.

Momento mais esperado pelas autoridades, o desfile do bicentenário deve transcorrer com tempo nublado. O Climatempo prevê pouca chance de chuva durante a manhã desta quarta-feira, 16. Há 80% de probabilidade de chuva, mas apenas à tarde e à noite.

A temperatura durante o desfile deve oscilar entre 19 e 24 graus. O dia deve amanhecer com frio de 14 graus. Para as 8h a previsão é de 19 graus, subindo para 22 graus às 10h e a 24 graus entre meio-dia e 14h. Se chover, será pouco: 5mm de precipitação, apenas.

Já o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê que o dia do bicentenário terá o céu encoberto e não fala de possibilidade de chuva, com as temperaturas variando de 13 a 27 graus.

Já quem pretende ir aos shows dos 200 anos na Ceasa, em Conquista, é recomendável levar capa e guarda-chuva. Na quinta-feira, 17, dia do show da banda mineira Jota Quest, a previsão é de frio com possibilidade de chuva. De acordo com o Climatempo, a mínima deve ficar em 14 graus e máxima não deve passar de 18, com pancadas de chuva à tarde e à noite.

Na sexta, 18, show da cantora Cláudia Leitte, a previsão também é de uma noite fria, com possibilidade de chuva. A temperatura deve ficar entre 13 e 19 graus.

Para sábado, 19, show do cantor Xande de Pilares, o frio e a chuva ainda não vão dar trégua. Mínima de 13 e máxima de 21 graus.

Domingo, 21, último dia de festejos na Ceasa, a clima faz jus ao espetáculo “Frozen: Uma aventura congelante”: mínima de 13 e máxima de 17 graus, com possibilidade de chuva durante todo o dia.

Melhorias na estrada

A RJ-130, que leva à Ceasa, começou a receber reparos de funcionários da Secretaria de Obras na semana passada. O contorno da pista recebeu capina para melhorar a visibilidade da sinalização na pista, além de uma operação para tapar buracos ao longo da rodovia.

A estrada, que liga Friburgo a Teresópolis, é a principal via de acesso para os shows em homenagem aos 200 anos.

Boa parte da extensão que liga o Centro até o local dos shoes está sofrendo reparos. A estrada ainda carece de atenção por conta de muitos buracos na pista. Os motoristas que trafegarem pela região deverão dirigir com atenção dobrada por conta do risco de acidentes.

A prefeitura, junto com a Faol, a Polícia Militar e agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana, estão atuando em conjunto para garantir a segurança e a melhor mobilidade do público que comparecerá aos shows. A  Faol vai disponibilizar ônibus extras em horários não convencionais para atender a população na ida e na volta do show. O espaço conta com estacionamento e a Smomu vai fiscalizar motoristas que queiram parar o carro em locais proibidos. O estacionamento na Ceasa custará R$ 20. Durante os dias de shows, haverá também a operação da Lei Seca para flagrar motoristas que dirijam sob o efeito de bebida alcoólica.

 

LEIA MAIS

Exposição da Sociedade Fotográfica em espaços sensoriais na Fundação Dom João VI vai até 29 de agosto

Irmãs Celma e Francisca, Marly Pinel, Frizão e professor João Raimundo são os homenageados, além de entregues várias moções de louvor

Historiadora, pesquisadora e professora Vanessa Melnixenco fala de seu livro, “Nova Friburgo - 200 Anos”

Publicidade
TAGS: 200 anos