Desfile do bicentenário tem previsão de durar seis horas

Mais de 10 mil pessoas e 120 instituições se apresentarão na Alberto Braune;
segunda-feira, 16 de abril de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
O prefeito discursa na apresentação do roteiro do desfile dos 200 anos (Fotos: PMNF/ Joao Luccas Oliveira)

O desfile cívico-militar do bicentenário de Nova Friburgo, no dia 16 de maio na Avenida Alberto Braune, deverá ter seis horas de duração. A previsão, segundo a prefeitura divulgou ontem, é que comece às 8h, com a solenidade de hasteamento das bandeiras e as representações militares. Às 9h, terá início o desfile cívico-temático, com previsão de término entre 13h30 e 14h.

Na manhã desta segunda-feira,16, no gabinete do prefeito Renato Bravo, o Comitê  200 anos, liderado pela coordenadora e primeira-dama Cristina Bravo, apresentou o roteiro dos desfiles. Serão mais de 120 instituições, entre escolas, universidades, associações, clubes de serviço e academias, representadas por cerca de dez mil pessoas.

O roteiro, escrito pelo colunista social de A VOZ DA SERRA David Massena, será dividido em cinco atos (obedecendo à estrutura narrativa shakespeariana): “Gênesis – Todos os povos num só” (1800 a 1850), “Bélle Époque – Estação de Trem, Estação das Flores” (1850 a 1900), “O cisne iluminado – Tempos Modernos” (1900 a 1950), “Friburgo inventando moda – O clímax cultural” (1950 a 2000), “O fim que inspira novos começos” (2000 aos dias atuais).

“Esses cinco atos são fragmentos da história. Os friburguense que forem assistir ao desfile poderão ver os índios coroados, os cavaleiros portugueses e Dom João VI. Vãoi conhecer a Baronesa e o Barão de Nova Friburgo. No final do primeiro ato as pessoas vão poder ver que a população negra, em Nova Friburgo, era três vezes maior do que a população branca. A Avenida Alberto Braune vai se transformar em uma grande festa negra”, adiantou David.

De acordo com Cristina Bravo, o desfile será baseado na criatividade. “Não será algo sofisticado, mas um desfile lúdico e criativo. Nós ficamos surpresos pela quantidade de pessoas que aderiram a esse projeto. É um desfile promovido pela prefeitura, mas ele é dedicado a cada cidadão friburguense, aos visitantes, a quem não é friburguense de nascimento, mas que aqui escolheu morar. Será um desfile de arrepiar”, acredita Cristina Bravo.

Novidade

Uma das mudanças no tradicional evento é o início, que passa a acontecer na sede da prefeitura, onde as autoridades e as comitivas dos consulados dos povos formadores serão recepcionadas para assistirem ao desfile. A concentração também muda: será localizada alternadamente  (conforme cada ato) nas ruas Moisés Amélio e Leuenroth.

Para esta edição especial, o desfile dos 200 anos não terá paradas ou apresentações especiais em frente ao palanque das autoridades. O objetivo é proporcionar fluidez  para ganhar velocidade , devido ao grande número de componentes e em respeito também ao público. De acordo com a prefeitura, a Avenida Alberto Braune será fechada por dois dias, por conta dos desfiles. A interdição terá início no dia 15.

 

LEIA MAIS

Exposição da Sociedade Fotográfica em espaços sensoriais na Fundação Dom João VI vai até 29 de agosto

Irmãs Celma e Francisca, Marly Pinel, Frizão e professor João Raimundo são os homenageados, além de entregues várias moções de louvor

Segundo prognóstico de meteorologista, frio mais intenso vai de agora até meados de julho, apenas

Publicidade
TAGS: 200 anos | Turismo