Depois de Marlon, novas emoções aguardam Friburgo no UFC

Número três no ranking dos pesos-leves, Barboza vem de três vitórias consecutivas e enfrenta russo em Las Vegas dia 30
terça-feira, 12 de dezembro de 2017
por Vinicius Gastin
Foto de capa
Marlon nocauteia o adversário

Engana-se quem pensa que as emoções com a luta de Marlon Moraes foram as últimas que mobilizaram a população friburguense e atraíram os olhares atentos às telas das TVs. Outro atleta de sucesso da cidade sobe ao octógono ainda este ano para mais um desafio: Edson Barboza encara o russo Khabib Nurmagomedov no próximo dia 30, no UFC 219, em Las Vegas, EUA.

“Fiquei muito feliz com a confirmação desse duelo. Nas duas últimas lutas, enfrentei rivais que estavam atrás de mim no ranking, venci e não andei nada para frente. Creio que, se eu ganhar, vou ser o próximo desafiante ao cinturão”, aposta o lutador de Nova Friburgo.

A rotina de treinos de Edson Barboza segue intensa nos Estados Unidos. Regularmente, o atleta utiliza as redes sociais para mostrar imagens e registrar alguns de seus treinamentos. O “camp” conta com a participação de treinadores específicos para cada tipo de arte marcial, e terá o reforço do mestre de muay thai friburguense, Anderson França, nesta reta final.

Número três no ranking dos pesos-leves, Edson vem atualmente de três vitórias consecutivas no octógono sobre Anthony Pettis, Gilbert Melendez e, mais recentemente, Beneil Dariush, no último mês de março. Invicto em 24 lutas na carreira, Nurmagomedov é o atual número dois na categoria e tem oito vitórias no octógono, sendo a mais recente sobre Michael Johnson em novembro de 2016.

Por se tratar de um confronto entre os dois atletas imediatamente atrás dos campeões - Conor McGregor, o linear, e Tony Ferguson, o interino - este poderá ser, de fato, o último passo de Barboza antes da sonhada disputa de cinturão. Um presente e tanto de fim de ano para o lutador e para toda Nova Friburgo.

Marlon Moraes acertou joelhada e nocauteou adversário

Já Marlon Moraes resolveu a luta em apenas 67 segundos, com uma joelhada avassaladora. The Magic, como também é conhecido o lutador de Nova Friburgo, fez por onde justificar o apelido, e do seu vasto repertório retirou um dos tradicionais golpes do muay thai, sua especialidade, para conquistar sua segunda vitória no UFC. A primeira por nocaute.

A vítima da vez foi Aljamain Sterling, conhecido como The Problem, em duelo realizado na madrugada do último domingo, 10, em Fresno, nos Estados Unidos, pela categoria peso galo da organização. O golpe levantou o público presente, mas também causou preocupação: Sterling caiu apagado na hora e precisou sair da arena de maca.

“Estou em atividade, lutei mês passado. Quero desejar uma rápida recuperação ao Aljamain Sterling. Olhando na televisão é uma coisa, sentir isso aqui, esse cage, é inacreditável. Vou dar trabalho na categoria. Eu estava trabalhando isso com meu técnico no vestiário”, afirmou Moraes, aparentando estar abalado com o estado do adversário após o golpe derradeiro.

A promessa do lutador friburguense se justifica através de sua própria performance. Assim como o amigo de infância e também friburguense, Edson Barboza, Marlinho começa a deixar a sua marca registrada no UFC.    No combate do último fim de semana, Sterling começou a luta aplicando chutes e buscando a melhor distância, enquanto Marlon entrou com um bom cruzado de esquerda. O oponente caiu, conseguiu se recuperar, mas levou uma joelhada de esquerda do brasileiro logo na sequência, caindo apagado instantaneamente. Era o fim do combate, e início da festa no octógono. Uma atuação impecável, com um detalhe que merece destaque: o friburguense havia lutado há menos de um mês, fato que comprova a excelência de sua forma física.

Com um misto de espanto e encanto pelo golpe aplicado por Marlon, não deve ter sido difícil para o Ultimate escolher o lutador que levaria para casa o bônus de "Performance da noite”. Além da segunda vitória consecutiva, o lutador de Nova Friburgo faturou o prêmio de US$ 50 mil (cerca de R$ 164 mil) pelo triunfo imponente.

Financeiramente mais realizado que Marlon neste card, talvez, apenas Brian Ortega. Responsável pela luta principal do evento, o americano finalizou Cub Swanson no segundo assalto com uma guilhotina e faturou dois prêmios: o de "Performance da noite" e o de "Luta da noite", levando para casa US$ 100 mil (cerca de R$ 328 mil).

Resultados UFC Fight Night (Fresno – EUA)

- Card principal:

Brian Ortega venceu Cub Swanson por finalização aos 3m22s do R2

Gabriel Benitez venceu Jason Knight por decisão unânime (30-26, 30-26 e 29-27)

Marlon Moraes venceu Aljamain Sterling por nocaute a 1m07s do R1

Scott Holtzman venceu Darrell Horcher por decisão unânime (triplo 30-27)

Eryk Anders venceu Markus Maluko por decisão unânime (30-26, 30-25 e 29-28)

Benito Lopez venceu Albert Morales por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)

- Card preliminar:

Alexis Davis venceu Liz Carmouche por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

André Soukhamthath venceu Luke Sanders por nocaute técnico a 1m06s do R2

Alex Perez venceu Carls John de Tomas por finalização a 1m54s do R2

Frankie Saenz venceu Merab Dvashvili por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

Alejandro Perez venceu Iuri Marajó por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)

Davi Ramos venceu Chris Gruetzemacher por finalização aos 50s do R3

Trevin Giles venceu Antônio Braga Neto por nocaute técnico aos 2m27s do R3

 

LEIA MAIS

Marlon Moraes é eleito um dos melhores estreantes do UFC em 2017. Já Edson Barboza recebe suspensão médica

Pedro Henrique Monerat foi campeão geral na faixa-preta master 1 do Circuito Rio Mineirinho 2017

Brasileiro luta como um guerreiro contra atleta que coleciona agora 25 vitórias seguidas

Publicidade
Agora Faz
TAGS: UFC