CrossFit: dinamismo para evoluir

Sucesso em São Paulo, novo método de treinamento chega a Nova Friburgo
terça-feira, 21 de maio de 2013
por Vinicius Gastin
CrossFit: dinamismo para evoluir
CrossFit: dinamismo para evoluir

Inspirado no método de treinamento dos fuzileiros navais americanos, o CrosFit começa a ganhar espaço e conquistar as pessoas que desejam fugir da rotina das academias. E, para praticá-lo, não é necessário ter a preparação de um militar. Pelo contrário. A atividade é adaptada de acordo com a capacidade de cada um, com o objetivo de aprimorar dez capacidades físicas: força, potência, velocidade, resistências muscular e cardiorrespiratória, flexibilidade, coordenação, agilidade, equilíbrio e precisão. Os alunos enfrentam treinamentos que variam desde pular e subir em cordas até simular o movimento de remo, levantar peso, usar equipamentos de ginástica artística, como argolas e barras, subir e descer em caixas, dentre outras inovações. O tempo máximo de aula é de uma hora, sendo 20 minutos dedicados ao aquecimento, outros 20 à parte técnica e o restante ao WOD (Workout of the day — o treino do dia).

"É extremamente seguro e diversificado, onde a rotina é inimiga. Estamos sempre variando e explorando a intensidade para ter o efeito desejado. Pode ser praticado a partir dos 12 anos, sem limite de idade ou regra. O trabalho é feito por escalonamento, e assim, torna-se benéfico tanto para o Usain Bolt, atleta de ponta, quanto para os atletas amadores. O tipo de movimento é saudável para ambos, a intensidade é que muda”, conta Diogo Frambach, treinador do Cross Fit, na Ilha do Governador. 

Diogo e alguns dos alunos de sua academia estiveram em Nova Friburgo no último sábado, 18, durante a inauguração do primeiro espaço para a prática do CrossFit na cidade. A novidade foi descoberta por um grupo de amigos, liderados por Roullien Moreira. "Descobrimos pela internet, através de vídeos de treinos no YouTube e nos sites das afiliadas. Nós começamos a treinar, fizemos as qualificações necessárias para legalizar a parte burocrática e iniciar o trabalho.”

Os primeiros treinos foram feitos em uma academia da cidade, mas o aumento de interessados levou à mudança para um espaço maior. O galpão na Avenida Conselheiro Julius Arp, em Olaria, passou por uma completa transformação para receber dezenas de alunos que treinam diariamente. "O principal motivo é o benefício, a qualidade que esse treino traz e a capacidade de melhorar qualquer tipo de doença ou limitação. Quem tiver problemas decorrentes de determinadas operações, por exemplo, pode praticar. Há pouco tempo, uma menina que havia operado o joelho há cinco meses treinou com a gente e saiu sem nenhuma dor. Qualquer pessoa que quiser testar sua capacidade física e pretende enfrentar um desafio, vai experimentar algo novo, diariamente. É só nos procurar”, convida Roullien.

Dinamismo do Crossfit atrai alunos

Enquanto nas academias de musculação os alunos seguem uma série de exercícios pré-determinada, no CrossFit a imprevisibilidade é característica marcante. Apenas a primeira atividade é padrão, com quatro minutos de exercícios intensos. No dia seguinte, praticamente nenhuma movimentação será repetida. Além do treino diferenciado, o aluno acompanha as observações no site do Cross Fit Friburgo e conhece a série que será desenvolvida no dia seguinte. "O trabalho é muito mais completo do que apenas treinar força e hipertrofia, no caso da musculação. O Cross Fit amplia o padrão de qualidade de movimento, ajuda no desenvolvimento de toda a parte da musculação e no restante, como na flexibilidade, coordenação motora e postura. Aos poucos, a pessoa se enquadra ao método e aprende, não importa a limitação que tenha”, conta o treinador friburguense.

 Em busca do corpo perfeito, as meninas também procuram o treinamento e já correspondem a uma boa parcela do número de alunos. "No início elas temem ficar com um corpo semelhante ao de homem, mas quando começam a treinar percebem que não é bem assim. Nós forçamos o desenvolvimento em função da pessoa, seja homem ou mulher. Assim, aperfeiçoamos o melhor de cada um, seja idoso, jovem ou criança, em busca do objetivo final. O resultado é imediato”, garante Roullien.

A carioca Ana Lucia Valente, 32 anos, descobriu o CrossFit através dos vídeos postados por um amigo no Facebook. Desde então, passou a praticá-lo na Ilha do Governador e abandonou a rotina de musculação e corrida. "A procura é grande e, na nossa academia, muitas mulheres estão praticando. O preconceito está ficando para trás e as meninas que praticam são tão boas ou melhores que os homens”, afirma.

 Praticante há dois anos, a empresária chama a atenção para a funcionalidade dos movimentos do CrossFit. "Você faz os movimentos que são usados no dia a dia, como o agachamento com os pesos. Quem não agacha para pegar uma criança no colo ou simplesmente uma sacola de supermercado?”

Sucesso em São Paulo, o CrossFit ainda dá os primeiros passos para cair de vez no gosto dos brasileiros. No Rio de Janeiro, por exemplo, existe em apenas três lugares — Nova Friburgo, Ilha do Governador e Leblon. O responsável por trazer a novidade para o estado foi o professor João Luiz Moreira Neto. Após concluir três cursos em São Paulo, João Luiz participou da primeira turma nível 1 do Brasil e do Torneio Colt nível 1. As especializações em CrossFit Endurance e Ginástica na Argentina e na Colômbia o credenciaram para inaugurar a academia na Ilha do Governador.

"No início era muito difícil e trabalhei sozinho durante um ano. Quase ninguém conhecia e dava credibilidade. O CrossFit já está muito falado e, pelo menos aqui no Rio, as pessoas associam o esporte a mim, ao Diogo e a partir de agora ao pessoal de Nova Friburgo. Apesar do iminente sucesso, nós ainda estamos bem atrás de São Paulo”, comentou.

Reconhecido como esporte, o CrossFit conta com campeonatos especializados pelo mundo. No Brasil, o torneio mais importante será realizado em São Paulo no mês de setembro, e contará com a participação de quase todas as academias do país. João Luiz Neto pretende participar, mas não seguirá nenhuma rotina específica de treinos. O motivo: não há previsão sobre quais exercícios serão propostos. "Seguimos a seguinte filosofia: esteja preparado para tudo. Nós descobrimos o que vamos fazer quando chegamos ao evento. Força, equilíbrio, ginástica, ou qualquer outra coisa. A Croosfit.com não revela o treino, apenas divulga a programação para os atletas finalistas três dias antes da competição. É isso que torna o CrossFit apaixonante.”

 

 

 

 

LEIA MAIS

Segunda edição do evento acontece neste sábado, 20, e domingo, 21, no Ginásio Municipal Adhemar Combat, na Via Expressa

Exposições, música, dança, teatro, enredo dos 200 anos, entrega de títulos, comidas típicas

Fotografias retratam fatos, momentos e personalidades friburguenses

Publicidade
Agora Faz