Criado em Friburgo, escritor Victor Heringer morre ao 29 anos

Promessa da literatura brasileira, jovem ganhou o prêmio Jabuti com “Glória”
sexta-feira, 09 de março de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
(Foto: Reprodução Facebook)

O escritor carioca Victor Heringer, que ganhou o prêmio Jabuti com o romance "Glória", morreu aos 29 anos. Criado em Nova Friburgo, onde parte da família mora, o jovem era considerado um dos escritores mais promissores da nova safra da literatura brasileira.

Confira a homenagem do colunista David Massena ao jovem escritor.

As circunstâncias da morte ainda não foram esclarecidas. O corpo foi encontrado próximo ao prédio em que morava, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, na tarde de quarta-feira, 7.

Victor lançou em 2011 o livro de poemas "Automatógrafo" e, no ano seguinte, o romance "Glória" (ainda pela editora 7Letras), premiado com o Jabuti em 2013. “Glória” é sobre um artista plástico que frequenta cafés virtuais usando pseudônimos de filósofos e sonha com a mulher perfeita.

Seu segundo romance foi "O amor dos homens avulsos", lançado em agosto de 2016, pela Companhia das Letras, e reflete sobre as transformações violentas no subúrbio do Rio, enquanto narra a história de amor trágica entre dois meninos. Com ele, foi finalista do Prêmio Rio de Literatura, do Prêmio São Paulo de Literatura e do Prêmio Oceanos.

A morte precoce chocou leitores e amigos. “Uma das vozes mais talentosas de sua geração”, disse a Companhia das Letras em comunicado nas redes sociais. Após passar um temporada morando em São Paulo, Heringer havia voltado a viver, recentemente, no Rio, onde trabalhava no Instituto Moreira Salles.

LEIA MAIS

Realizador de clássicos como "O assalto ao trem pagador" lutava contra um câncer, no Rio

Deputado propõe batizar Serramar de "Rodovia Engenheiro Dr. Heródoto"

Em depoimentos, ex-colaboradores relembram o homem que dedicou toda a sua vida a lutar por Nova Friburgo

Publicidade
Agora Faz
TAGS: obituário