Continuam buscas por corpo de homem levado pelo rio

Com ajuda de informações da população, bombeiros fazem monitoramento de superfície da região de Casimiro
sábado, 15 de julho de 2017
por Dayane Emrich
Foto de capa
O Encontro dos Rios, em Lumiar, onde o corpo foi visto, sobre uma pedra, pela última vez (Foto: Arquivo AVS)

A equipe do Corpo de Bombeiros de Casimiro de Abreu continua as buscas pelo corpo do homem desaparecido no Rio Macaé, próximo ao distrito de Lumiar. De acordo com os militares, a operação agora conta com a ajuda de informações da população ribeirinha do local para o monitoramento de superfície na região.

Segundo o comandante dos bombeiros de Casimiro, major Claudomiro Oliveira, uma equipe está concentrada na região da ponte de Santa Luzia, divisa entre os dois municípios. “O rio não é navegável, tem muitas quedas e risco de cabeça d’água. Pedimos à população ribeirinha que colabore conosco, se avistarem o corpo”, disse.

A operação de busca foi iniciada pelo corpo de bombeiros de Nova Friburgo, no último dia 2, um domingo, em uma área de refluxo, no local conhecido como Encontro dos Rios. Depois de dois dias de buscas, os militares, no entanto, não encontraram o corpo. Na ocasião, o comandante do bombeiros de Nova Friburgo, tenente-coronel Fábio Gonçalves, explicou: “A correnteza estava muito forte e, provavelmente, o corpo foi levado pelo rio. Choveu bastante na cabeceira do rio. Nossas ações se esgotaram. Avisamos aos oficiais de Casimiro e, naturalmente, de Macaé, para que continuem as buscas nas suas áreas”.

Ainda segundo informações do Corpo de Bombeiros de Friburgo, o corpo seria de um homem, de 46 anos, desaparecido há semanas. No dia em que as buscas foram iniciadas, dois homens que caminhavam pelas margens do rio, parentes da vítima, viram o corpo sobre uma pedra e chamaram a polícia e os bombeiros para realizar o resgate. Por conta da chuva, até que os militares chegassem ao local, o corpo acabou sendo levado pelas águas do rio.

 

LEIA MAIS

Número chega a ser 124% maior do que o registrado no mesmo mês de 2016

Seca agrava situação das queimadas. Incêndio destrói vegetação em Amparo e chamas se aproximam de residências, causando pânico

Sites de meteorologia preveem chuva somente na chegada da primavera, 23 de setembro. Até lá, dias seguem quentes e secos

Publicidade
Agora Faz
TAGS: inverno | Frio