Concursados convocados vão suprir carências nas escolas

Professores, merendeiras e auxiliares de ensino começam a trabalhar já no dia 21
sexta-feira, 11 de agosto de 2017
por Márcio Madeira
Foto de capa
O secretário Renato Satyro com o prefeito Renato Bravo

O prefeito Renato Bravo e o secretário de Educação, Renato Satyro, convocaram a imprensa friburguense na manhã de quinta-feira, 10, a fim de detalhar a convocação de setenta novos concursados para os quadros da rede municipal de ensino, e também explicar os motivos que retardam novas contratações ou a realização de mais obras em escolas e creches.

“Depois de um estudo profundo feito pela Secretaria de Educação, de várias análises, não só orçamentárias, mas também visando o cumprimento do TAC [firmado junto ao Ministério Público], o governo tomou a iniciativa de fazer o chamamento de 70 pessoas para os quadros da pasta”, explicou Renato Bravo.

O prefeito também detalhou a situação de algumas categorias com profissionais convocados, para demonstrar a transparência do processo. “Estamos chamando onze merendeiras, por exemplo, até o 34º colocado no concurso. Auxiliar de creche são 13, até o 31º colocado. Professores (PR1) são 28, até o 41º, e assim sucessivamente. É lógico que nossa vontade é chamar todos, mas temos que fazer isso com critério por causa da questão orçamentária, o respeito à Lei de Responsabilidade Fiscal”, argumentou o chefe do Executivo.

Também a este respeito, o secretário Renato Satyro lembrou que os concursados são regidos pelo regime estatutário, e por isso existe um impacto previdenciário a ser considerado no longo prazo. “Chamar concursados não é uma tarefa tão simples. É preciso realizar um estudo de impacto orçamentário, e também informar ao Tribunal de Contas por que estamos chamando e para onde esses profissionais vão. Estamos felizes, porque pudemos suprir carências que não estavam sendo sanadas através de dobras. É verdade que elas ainda existem, mas onde uma dirigente estava ocupando sala de aula, onde estavam juntando duas turmas, a gente vai conseguir amenizar essas carências e fazer com que o ano letivo transcorra mais tranquilamente”, detalhou o titular da pasta.

Com relação aos serviços gerais, Satyro explicou que já não há mais candidatos aprovados que possam ser convocados. “Essa carência ainda irá continuar. Estamos fazendo um estudo sobre a possibilidade de contratação temporária para suprir essa demanda. É preciso entender que alguma carência em Educação sempre irá existir. Atualmente, por exemplo, nós temos 41 profissionais com licenças temporárias. Existe uma dinâmica muito grande de profissionais nas escolas, mas com essa convocação a gente deve reduzir cerca de 90% dessas carências. E é importante enfatizar que os casos não resolvidos não inviabilizam que se faça um bom trabalho. Temos ótimos diretores, ótimos dirigentes, e o pessoal da Educação se multiplica dentro das escolas. Eles conseguem gerir essas ausências.”

Ao enfatizar a responsabilidade orçamentária que tem atrasado a convocação de concursados, Satyro firmou: “Nós sabemos que há muitas escolas que necessitam de uma intervenção imediata, mas precisamos elencar prioridades para que o orçamento não fique comprometido. Existe uma crise econômica federal e estadual, e Nova Friburgo não é uma ilha, isolada deste cenário. Estamos lutando muito para continuar pagando os salários em dia.”

Questionado a respeito do andamento de obras em instituições de ensino, o prefeito enfatizou que “todas as vezes que pudermos reformar escolas ou construir novas escolas, nosso governo assim o fará. Mas o processo é lento, é preciso abrir as licitações e cumprir os trâmites burocráticos.”

De acordo com o edital de convocação publicado por A VOZ DA SERRA no último dia 8, estão sendo convocados 28 professores (PR1); cinco professores de geografia; três professores de história; dois professores de língua inglesa; um professor de matemática; 13 auxiliares de creche; 11 merendeiras; um inspetor de alunos; um contador; um eletricista; um motorista; e três auxiliares de serviços gerais.

Os candidatos convocados terão que comparecer na Subsecretaria de Recursos Humanos, na Avenida Alberto Braune, 225, Centro, até 18 de agosto, das 10h às 17h30, para a apresentação dos originais e entrega das cópias dos documentos listados no edital. O candidato assinará o Termo de Aceitação e Provimento de Cargo Efetivo e fará, em seguida, avaliação médica. Os novos servidores tomam posse nos cargos no dia 21 de agosto e começam a trabalhar a partir de então.

LEIA MAIS

Campanhas incluem doação de sangue, alimentos e roupas para idosos e animais, e palestras sobre saúde e meio ambiente

Prioridade neste momento é suprir a forte demanda por vagas nas creches de Nova Friburgo, diz Renato Satyro

Os desafios que jovens e adultos enfrentam para aprender a ler e escrever

Publicidade
Agora Faz