Concerto “Violão Azul ao Luar” em oratório de fazenda

Violonista clássico Paulo Newton se apresenta neste sábado e grava DVD domingo
sexta-feira, 01 de junho de 2018
por Ana Borges (ana.borges@avozdaserra.com.br)
Foto de capa

Um programa artístico-cultural-musical imperdível acontece neste sábado, 2, na Fazenda São Clemente, em Cantagalo: o concerto de violão solo no oratório da fazenda - Violão Azul ao Luar - que reúne nove temas do poeta e compositor Arnaldo Luis Miranda, arranjados e interpretados pelo violonista clássico Paulo Newton Ennes Júnior, conhecido no meio musical como Paulo Newton.

Os convidados da “Cia do Ar. ações em cultura” serão trasladados de Nova Friburgo à Fazenda São Clemente, com saída às 11h, em frente ao Willisau, na praça Dermeval Barbosa Moreira, e retorno previsto para 17h40. As duas récitas (a primeira foi realizada na sexta-feira, 1º) para um público restrito de não mais que 20 pessoas por apresentação, devido às dimensões do oratório, são registradas em audiovisual para posterior lançamento no formato DVD.

No domingo, 3, será gravado o álbum musical, a partir das 11h, na presença apenas da equipe técnica e da produção do projeto, “para que a excepcional acústica daquele oratório e a performance do violonista Paulo Newton fiquem disponíveis aos amantes da música brasileira e da arte do violão”, revelou Arnaldo. Segundo ele, o disco será lançado pelo selo fonográfico e editora musical Flamingo Edições, que também vai disponibilizar as partituras por intermédio do site internacional Tuttishhetmusic.com, facultando, assim, a violonistas clássicos e conservatórios de música do mundo inteiro a obra dos dois compositores e arranjadores brasileiros.

“O que destaca esta realização da ‘Cia do Ar. ações em cultura’ é o seu caráter de encontro singular, a oportunidade de realizadores e convidados de participar de um concerto de violão solo, inédito, em uma das mais iminentes fazendas históricas da região de Cantagalo, berço de Nova Friburgo, de onde são oriundos os dois artistas que ali se encontram”, ressaltou o músico e produtor.

A inspiração

De acordo com Miranda, o nome do projeto inspirou-se no poema de 1937 do americano Wallace Stevens, O Homem com o Violão Azul. “Seu aproveitamento foi motivado pelos versos iniciais, traduzidos pelo poeta carioca Paulo Henriques Britto”, revelou:

“Homem curvado sobre o violão,
Como foice fosse. Dia verde.
Disseram: ‘É azul teu violão,
Não tocas as coisas tais como são’.
E o homem respondeu: As coisas tais como são
Se modificam sobre o violão".

Segundo os produtores, “a ideia do poema de que a arte e a introspecção do artista podem oferecer visões novas e novas interpretações daquilo que comumente chamamos de realidade é adequada a esta proposta, que reúne o trabalho de dois homens do violão desde sempre dedicados à sua arte”. Arnaldo Luis Miranda, é violonista de temas populares, reunidos em mais de sete álbuns já lançados mundialmente, autodidata que recorre ao violão e também ao piano como ferramentas de composição; e Paulo Newton Ennes Júnior, é violonista clássico, compositor e arranjador, um dos mais completos músicos em atividade, há mais de trinta anos.

“A permanência de ambos em seu ofício, modifica as coisas tais como elas são” ― afirma Márcia T., gerente de projetos da Cia do Ar. ações em cultura ―  “e a prova disso é que vamos realizar este concerto e esta gravação de áudio graças ao apoio de Marcello Monnerat, proprietário e principal responsável pela restauração e manutenção do sítio histórico da Fazenda São Clemente e seus jardins, plantados em meio a um verdadeiro santuário ecológico".

O concerto será precedido de visita guiada pelo próprio Monnerat aos aposentos, mobiliários e documentos reunidos por ele e seus colaboradores nas dependências da sede histórica da Fazenda São Clemente. Ao fim da visita, será servido um lanche típico das fazendas de café do século XIX aos convidados. A abertura do concerto vai contar com uma narrativa dos principais aspectos e detalhes do oratório onde acontece.

O projeto faz parte das comemorações pelos 60 anos de vida de Arnaldo Luis Miranda. O disco e o DVD, segundo a Flamingo Edições, estão previstas para o final do 2º semestre deste ano. Gravações e filmagens estão a cargo de Midstudio Áudio & Vídeo e a edição do DVD é da Singularidade, duas empresas do setor da economia criativa de Nova Friburgo parceiras da Cia do Ar. ações em cultura.

 

Publicidade
TAGS: