Com mais um óbito, Friburgo já tem 3 mortos por febre amarela

Exames confirmam mais 3 casos de pessoas que contraíram a doença na cidade e estão hospitalizadas
segunda-feira, 05 de fevereiro de 2018
por Karine Knust
Foto de capa

Em 48 horas, Nova Friburgo contabilizou mais três casos de febre amarela silvestre e mais uma morte provocada pela doença. O município totaliza, agora, seis casos de pessoas que contraíram a doença aqui desde o início do ano. Três delas já morreram. É o que revela o mais recente boletim, divulgado na noite desta segunda-feira, 5, pela Secretaria estadual de Saúde.

Em todo o Estado do Rio, estão confirmados 47 casos de febre amarela neste início de ano, com 21 mortes - o que demonstra a alta letalidade da doença. As três novas mortes registradas desde o último sábado foram em cidades limítrofes com Friburgo, como Cantagalo e Teresópolis. Já os novos casos, além dos três de moradores de Friburgo que estão hospitalizados com a doença, foram confirmados em Cantagalo e em Paty do Alferes - este pela primeira vez.

Segundo a Secretaria municipal de Saúde, a terceira vítima fatal em Friburgo foi um homem de 50 anos, morador do bairro Nova Suíça, que, por ter histórico de doenças, não obteve recomendação médica para ser vacinado.  As duas primeiras foram Marlon Dutra, de 21 anos, morador de Riograndina e uma idosa de 65 anos, moradora da Chácara do Paraíso, que estava internada num hospital particular. Enquanto o rapaz pode ter sido infectado ao fazer trilhas de moto pelas matas, a senhora também não tinha tomado a vacina devido a problemas de saúde. A prefeitura não informou se ela teve histórico de viagens recentes.

A Secretaria estadual de Saúde ainda acompanha o caso de um outro idoso, de 75 anos, morador de Copacabana, no Rio de Janeiro, que pode ter contraído febre amarela em Friburgo, onde costuma passar fins de semana.

Vacinação

Para evitar mais casos de febre amarela em Nova Friburgo, há pelo menos duas semanas o governo municipal tem criado estratégias de prevenção e combate a doença. A última das ações aconteceu no domingo, 4, na Estação Livre, antiga rodoviária urbana. De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, 526 pessoas foram vacinadas na ocasião. Número que se soma aos cerca de 150 mil cidadãos que já foram imunizados desde o ano passado.

Vale lembrar que a dose da vacina contra a febre amarela continua disponível nas cinco maiores unidades de saúde do município. Às segundas-feiras, das 9h às 16h, a imunização acontece no posto de saúde Waldyr Costa, no distrito de Conselheiro Paulino. Às quartas-feiras, também das 9h às 16h, é a vez do Posto Sylvio Henrique Braune, no Suspiro. Já nas quintas-feiras, é possível se vacinar no posto Copertino Nogueira, no bairro São Geraldo, das 8h às 11h. Nas sextas-feiras, a imunização é oferecida em duas unidades: das 8h às 11h no posto de saúde Ariosto Bento de Mello, no Cordoeira, e das 9h às 16h no posto de saúde Tunney Kassuga, no bairro Olaria.

Vale destacar que a vacina para pessoas com 60 anos ou mais só é indicada após liberação de um médico e apresentação do atestado. O mesmo acontece com gestantes e pessoas com problemas de saúde. Quem já se vacinou, não precisa mais comparecer a um ponto de atendimento. Apenas uma dose já é suficiente para estar protegido.

Macacos

Também subiu de um para cinco os casos confirmados de febre amarela em macacos no estado do Rio de Janeiro. Os animais foram encontrados mortos em Niterói, Angra dos Reis (Ilha Grande), Barra Mansa, Valença e Miguel Pereira. No dia 22, um macaco morto foi encontrado em Conquista, no distrito de Campo do Coelho. Segundo o município, o animal foi encaminhado para a Unidade de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman. Ainda não há, entretanto, confirmação se a morte está ligada à febre amarela ou não.

É importante esclarecer que o macaco não é o transmissor da febre amarela e tampouco culpado pela doença. Por ser uma das vítimas, ele, inclusive, é muito importante para o monitoramento da febre amarela. Quem encontrar algum primata morto em Nova Friburgo deve entrar em contato com a Vigilância Ambiental pelo telefone (22) 2543-6293. Os casos de febre amarela no estado estão assim distribuídos, conforme o último boletim oficial:

  • - 7 casos - Teresópolis, sendo quatro óbitos
  • - 14 casos - Valença, sendo cinco óbitos
  • - 6 casos - Nova Friburgo, sendo três óbitos 
  • - 1 caso - Petrópolis
  • - 1 caso - Miguel Pereira, sendo um óbito 
  • - 2 casos - Duas Barras
  • - 2 casos - Rio das Flores, sendo dois óbitos
  • - 1 caso - Vassouras
  • - 4 casos - Sumidouro, sendo um óbito
  • - 3 casos - Cantagalo, sendo dois óbitos
  • - 1 caso - Paraíba do Sul, sendo um óbito
  • - 2 casos - Carmo, sendo um óbito 
  • - 1 caso - Maricá 
  • - 1 caso - Angra dos Reis, sendo um óbito 
  • - 1 caso – Paty do Alferes

 

 

LEIA MAIS

Ambulância que transportou homem estava em São Pedro e com a maca quebrada

Prefeitura fez seleção de 58 médicos e sete farmacêuticos temporários. Veja a lista aqui

Todas as crianças de 1 a 4 anos, mesmo as já imunizadas, têm que ser vacinadas. Dia D será dia 18

Publicidade